Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

ilovepic

Membros Plenos
  • Total de itens

    144
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D

Reputação

14

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Rio de Janeiro
  • Sexo
    Prefiro não dizer
  1. Mas assim estarei a fazer passar um sinal alternado por uma fonte de alimentação de sinal continuo. Isso não faz mal para os equipamentos? Valeu
  2. Olá, Estou estudando este circuit: https://postimg.cc/94MSbpGB e me surge a seguinte dúvida. Como devo ligar isto na prática? Devo ligar o gerador de funções em série com a fonte de alimentação e com o díodo? Já o testei no proteus e consegui ver o sinal de entrada e o sinal de saída (que são diferentes), mas como faço isto na prática? Valeu
  3. Já chegou o meu Funduino Mega2560 Vou estudar a linguagem e vamos conversando! Obrigado pelas optimas dicas e força!
  4. Tem livros ou apostilas sobre o 8080 e Z80 que possa partilhar? Pois através do wrkits estou estudando assembly e gostava de continuar a avançar nessa matéria. Entretanto também vou pesquisar na internet sobre o assunto! Está a falar deste cara aqui: quando fala do IBM PC?Estive a ler a história e é bastante interessante (https://pt.wikipedia.org/wiki/IBM_PC). Interessante os 8088, de 1981, ainda estarem operacionais Fui ver o que era o ATtiny 85 (https://www.microchip.com/wwwproducts/en/ATtiny85) é gostei desta linha "By executing powerful instructions in a single clock cycle, the device achieves throughputs approaching 1 MIPS per MHz, balancing power consumption and processing speed." É mesmo muito rápido, para o tamanho! E para um encapsulamento tão pequeno faz bastante coisas! Mas como programo este cara? Apenas em assembly? Resumindo, pela sua descrição vale a pena estudar o compilador Bascom AVR (https://www.mcselec.com/index.php?Itemid=41&id=14&option=com_content&task=view), certo? Em relação a linguagem de programação o meu objectivo é aprender a linguagem mais próxima da máquina possível. Segundo o que li é mais vantajoso! Mas pretendo também continuar a aprender C. Em relação aos datasheet acabou de me tirar um peso de cima kkkkkk Vou ler o seu tópico, Então o que sugere é comprar um arduino uno e começar a trabalhar com os periféricos que este tem. Pode ser um arduino uno do chines ou do mercado livre? Assim é mais barato. Ou tem que ser mesmo o original? Existem apostila com os exercicios para o arduino ou o canal do wrkits é um bom exemplo do que se pode fazer/aprender com o arduino? Em relação ao livro pensei que fala-se a fundo sobre o atmega328. Vi o vídeo e li o indice e até já o tinha começado a ler. Mas lá está.....para quem é novo na matéria tudo é bom hehehe (não sei filtrar a matéria) Sendo assim,uma vez que você é o meste e eu o discípulo (na casa dos 40 kkkk), o que sugere ler sobre o arduino(atmega328)? Sei que posso ir ao site da arduino(atmega328), também sei que existem milhares de apostilas por essa internet fora, mas o que aconselha ler/seguir? Sugere começar então pela C, para perceber como funcionam os periféricos, e quando isso estiver bem sólido passar para assembly com o compilador, por exemplo, o BASCom AVR? (pois nessa fase já estarei a utilizar os AVR) Certo? Obrigado pela disponibilidade e pela partilha de informação! Valeu
  5. Que tipos de trabalho fazia com o 8080 e 6502? Apenas para ter uma ideia e perceber onde podem ser aplicados. Assembly já comecei a aprender, pelo canal do wrkits. Mas Basic não faço a minima do que seja Está a falar de Basic, a linguagem que se utiliza nas ferramentas da microsoft? Pensei que os AVR's eram mais caros e o pic fosse mais barato, porém mais limitado, mas por isso mais barato. Interessante. Que modelos e locais(marcas) sugere começar a aprender AVR's. Gostava de pegar um modelo e assim começar a estudar, a dar os primeiros passos. Encontei este livro e artigo, https://www.embarcados.com.br/livro-avr-e-arduino/, aconselha começar por este livro? Tal como voce disse já me tinha apercebido que os pics são um poucos limitados em termos de recursos. Não estou a falar mal deles, até porque não tenho conhecimento suficente para poder fazer esse tipo de critica. Mas por exemplo, limitação de pinos, limitação de conversores, limitação de timers. Já me começo aperceber que com o pic por vezes fico limitado. Por fim, obrigado pelas suas dicas e orientações. Concordo consigo no que toca a perceber e aplicar cada tipo de funcionalidade em um projecto individual e depois começar a utilizar isso tudo em um projecto só. Assim percebo melhor como trabalhar com cada funcionalidade. Algo com o que tenho ficado encravado é a leitura do datasheet. Por exemplo, se for ler o datasheet do pic16f628A metade não percebo e a leitura acaba por ser complicada. Por isso os livros são sempre bons para começar a dar os primeiros passos e receber um rumo na aprendizagem. Valeu
  6. Obrigado pelas respostas e opiniões. Mas a minha linha de pensamento é mais no sentido do @aphawk Possuo já um bom conhecimento eme electrónica (mas afina o que é um bom conhecimento....tenho dificuldade em medir isto!). De momento tenho trabalhado com o PIC16F877A e PIC16F628A. Acontece que ainda existe muita coisa para aprender, o que é de esperar. De momento pretendo/preciso começar a criar soluções que atendam a necessidade do cliente. Por exemplo, criar uma placa que consiga gerir vários entradas e dé sinais para várias saídas. O objectivo é substituir o plc por um pic. Acontece que já ouvi falar nos AVR, nos MIDRange, no arduino, nos pics....mas sinceramente não sei para que lado apostar. Resumindo, para quem está começando, e que quer continuar a estudar todo o tipo de electronica, que tipo de solução aconselham aprender/dedicar mais tempo? (PIC, AVR's, MidRange, ou outros que eu nem sei!) Valeu
  7. Olá, Pretendo desenvolver soluções de automação com recurso a microcontroladores. Estava vendo este video https://www.youtube.com/watch?v=a-GW1xF56o8 e me surgiu a seguinte dúvida "para avançar no mundo dos microcontroladores devo começar a estudar o quê e por onde? Familia PIC, AVR, ou outras coisas que nem se quer conheço ?" Todas as dicas serão bem vindas, preciso de orientação. Valeu
  8. De momento consigo trabalhar com este display a 8 bits, mas estou a estudar para que funcione a 4 bits. Valeu pela ajuda!
  9. Resolvido! Onde posso encontrar artigo sobre como configurar/utilizar um display de 16*2 com pic16f? Mas que funcionem, pois estou tendo muito problemas com o código. Na parte de ligar o display percebo para que serve cada pino, mas a importação de lcd.h e fazer o projecto no Mplab tenho bastante dificuldade! Obrigado
  10. Olá a todos, Estou seguinte este vídeo do Wagner Rambo: https://www.youtube.com/watch?v=RNadPhRYkX8 Consigo com que apareça a mensagem no display. Mas o display fica com todos os quadros (16 na linha 1 e 16 na linha 2) pretos! Não são totalmente pretos, pois é possível ver o que escrevi lá! Mas fica preto, a imagem não fica limpa conforme o vídeo! Acontece outra coisa interessante. Se olhar para o display de lado já consigo ver uma imagem limpa, sem os quadrados pretos. Como não tenho camera de fotografar vou tentar explicar através desta image (https://meetarduino.files.wordpress.com/2012/06/img_0264.jpg) Fica igual a essa imagem. Mas consigo ver as letras do que escrevo no ecra. Penso que tenha alguma coisa haver com a alimentação do display. O display é o rc1602b-ghy-csxd (http://skory.gylcomp.hu/alkatresz/16x2_lcd_rc1602b-ghy-csxd.pdf) O que poderei estar a fazer de errado? Valeu
  11. Sendo assim: Por isso que não queimamos o PIC. Como tem a resistência no interior do PIC podemos dar GND em um pino que tem +5VDC sem problema. Isso estava me deixando bugado! Onde posso ver isso no datasheet. No caso é o datasheet do PIC16F84A (http://ww1.microchip.com/downloads/en/devicedoc/35007b.pdf Resumindo. TRISX para configurar entrada ou saída e PORTX para decidir que tipo de montagem vou ter! Simples assim, certo? Valeu
  12. Olá a todos, Estou estudanto PIC e tenho a seguinte duvída: movlw H'FF' movwf TRISB ; Tenho todo o TRISB como entrada movlw H'FF' movwf PORTB ; Vou ter todos os pinos do portb em nível alto Resumindo, estou a definir todo o PORTB como entrada e todos os pinos vão começar com nível alto. Esta definição do nível alto das entradas é em função do tipo de ligação que tiver em cada pino. Por exemplo, se no RB0 ligar um botão, terei que ligar em pull-up. Quando accionar o botão ele entrega nível baixa na entrada RB0, é isso? Valeu
  13. Vou tentar achar um motor mais simples, para ver o efeito!
  14. Tentei fazer o que o mestre falou neste vídeo (ao minuto 2:04) mas não senti o veio do motor mais duro! O motor que estou a utilizar é este: http://www.motors.wrobots.com/MDN3BL3DRA.php Penso que este motor tem o mesmo metodo construtivo que a bobine utilizada no multimetro. O que acham? Cumps
  15. Adorei a dica: https://blogdopicco.blogspot.com/ Muito bom conteúdo. No último ano tenho lido bastante sobre transístores. Sugerem algum livro onde estejam reunidas todas, ou as mais importantes para um iniciado, informações sobre transístores? Estou na fase em que estou com dificuldade em perceber a recta de carga versus a curva caracteristica do colector. Percebo o que significam, mas preciso de mais leitura e exemplos para fazer em bancada. [UPDATE1] Também tenho estado a pesquisar vídeos sobre leitura de datasheet de transístores. Encontrei alguns, mas poucos! Obrigado Cumps

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×