Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  
nightcunha

Insatisfeito com seu PROVEDOR/SERVIDOR?

Posts recomendados

Postarei aqui algumas leis que serão muito úteis para cobrar, cancelar e reclamar sobre a sua internet. Peço a opnião de vocês sobre esse tópico.

O que o PROCON faz?

Art. 8° - A fiscalização das reclamações de consumo de que tratam a Lei Federal nº 8.078, de 1990, este Decreto e as demais normas de defesa do consumidor será exercida em todo o território estadual pela Secretaria de Defesa do Consumidor, por meio do PROCON-RJ, pelos órgãos estaduais integrantes do SEDC, pelos órgãos conveniados com a Secretaria e pelos órgãos de proteção e defesa do consumidor criados pelos Municípios, em suas respectivas áreas de atuação e competência.

Art. 9° - A fiscalização de que trata este Decreto será efetuada por agentes fiscais, oficialmente designados, vinculados aos respectivos órgãos de proteção e defesa do consumidor, no âmbito estadual e municipal, devidamente credenciados mediantes Cédulas de Identificação Fiscal, admitida a delegação mediante convênio.

Art. 10 - Sem exclusão da responsabilidade dos órgãos que compõem o SEDC, os agentes de que trata o artigo anterior responderão pelos atos que praticarem quando investidos da ação fiscalizadora.

As leis são retiradas do PROCON/RJ , muitas vezes sendo aplicadas em outros estados, veja-as e saiba qual é o seu caso:

Das Práticas Infrativas

Art. 11 - São consideradas práticas infrativas:

I – condicionar o fornecimento de produto ou serviço ao fornecimento de outro produto ou serviço, bem como, sem justa causa, a limites quantitativos;

II – recusar atendimento às demandas dos consumidores na exata medida de sua disponibilidade de estoque e, ainda, de conformidade com os usos e costumes;

III – recusar, sem motivo justificado, atendimento à demanda dos consumidores de serviços;

IV – enviar ou entregar ao consumidor qualquer produto ou fornecer qualquer serviço, sem solicitação prévia;

V – prevalecer-se da fraqueza ou ignorância do consumidor, tendo em vista sua idade, saúde, conhecimento ou condição social, para impingir-lhe seus produtos ou serviços;

VI – exigir do consumidor vantagem manifestamente excessiva;

VII – executar serviços sem a prévia elaboração de orçamento e autorização expressa do consumidor, ressalvadas as decorrentes de práticas anteriores entre as partes;

VIII – repassar informação depreciativa referente a ato praticado pelo consumidor no exercício de seus direitos;

Art 12 - Serão consideradas, ainda, práticas infrativas, na forma dos dispositivos da Lei Federal n° 8.078, de 1990:

I – ofertar produtos ou serviços sem as informações corretas, claras, precisas e ostensivas, em língua portuguesa, sobre suas características, qualidade, quantidade, composição, preço, condições de pagamento, juros, encargos, garantia, prazos de validade e origem, entre outros dados relevantes;

IX – submeter o consumidor inadimplente a ridículo ou a qualquer tipo de constrangimento ou ameaça;

XIII – deixar de comunicar, por escrito, ao consumidor a abertura de cadastro, ficha, registro de dados pessoais e de consumo, quando não solicitada por ele;

XVIII – impedir, dificultar ou negar a devolução dos valores pagos, monetariamente atualizados durante o prazo de reflexão, em caso de desistência do contrato pelo consumidor;

Seção I

Do Elenco de Cláusulas Abusivas

Art. 54 – Na forma do art. 51 da Lei Federal nº 8.078, de 1990, e com o objetivo de orientar o Sistema Estadual de Defesa do Consumidor, a Secretaria de Estado de Defesa do Consumidor, divulgará, anualmente, elenco complementar de cláusulas contratuais consideradas abusivas, notadamente para o fim de aplicação do disposto no inciso IV do art. 21 deste Decreto.

§ 1º - Na elaboração do elenco referido no caput e posteriores inclusões, a consideração sobre a abusiva de cláusulas contratuais se dará de forma genérica e abstrata.

§ 2º - O elenco de cláusulas consideradas abusivas tem natureza meramente exemplificativa, não impedindo que outras, também, possam vir a ser assim consideradas pelos órgãos da Administração Pública incumbindo-os da defesa dos interesses e direitos protegidos pelo Código de Defesa do Consumidor e legislação correlata.

§ 3º - A apreciação sobre a abusividade de cláusulas contratuais, para fim de sua inclusão no elenco a que se refere o caput deste artigo, se dará de ofício ou por provocação dos legitimados referidos no art. 82 da Lei Federal nº 8.078, de 1990.

Espero ter ajudado.

OBS: EXISTE MAIS UM ARTIGO QUE DIZ O SEGUINTE:

Todo o contratante tem o direito de cancelar qualquer serviço durante o período de sete dias úteis.

OBS2: POSTEM AS SUAS opiniões>

OBS3: http://www.consumidor.rj.gov.br

As 10 empresas que mais recebem reclamação no PROCON/RJ:

Rank Fornecedor Qt.Rec.

1 Telecomunicações do Rio de Janeiro S.A.

2 Light Serviços de Eletricidade S. A.

3 Credicard S.A. Adm. de Cartoes de Credito

4 Empresa Brasileira de Telecomunicações

5 Globex Utilidades S.A

6 TELEFONICA CELULAR

7 Fininvest

8 Bradesco S.A

9 Vesper S.A.

10 Cartão Unibanco Ltda.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Por favor ao ler o tópico deeem a sua opinião.

MODERADORES o que acharam do tópico?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora
Entre para seguir isso  





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

celulares-popup.jpg

iPhone + Android + troca de vidro + reparo em placa + hard reset + instalação de ROM + e mais!

CLIQUE AQUI E CONFIRA AGORA MESMO!