Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Rafael Ávila PA

Membros Juniores
  • Total de itens

    3
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D
  1. Acredito que sempre foi melhor casar um processador que exige mais com uma boa placa-mãe, concordo com as fases tecnológicas, pois são fatos, mas vale muito manter uma qualidade adequada com a exigência do processador em qualquer época, a não ser em épocas que a própria produção tecnológica não ofertaria, talvez por não ter demanda/conhecimento dos usuários, pois o mercado foi amadurecendo com o passar dos anos, técnicos e usuários finais, logicamente que a partir do momento que todas as placas bases forem construídas com boa qualidade aí diminui a exigência. Pois se pensarmos na placa-mãe como uma série de vias(estradas) a descentralização(em alguns casos) e/ou a qualidade(mais material de qualidade, largura das vias adequada) da via escoa um maior número de carros(elétrons) e com isso as tensões necessárias e sinais vão fluir melhor, sem contar com outras questões técnicas como filtros e durabilidade. Esses pontos para mim sempre existiram, talvez fossem menos exigidos, afinal de conta o processador já com vídeo era opção de um segmento de mercado que poderia pagar um valor específico e por ele ter mais serviço no processador as suas fases de alimentação deveriam ser bem trabalhadas como base, pois o processador possui tecnologia a mais embarcada, com isso essa mesma placa até poderia aguentar um pouco melhor um processador superior, mas isso não quer dizer que uma placa melhor seria desperdício de dinheiro(depende do ponto de vista). Com isso a minha conclusão é que um usuário mais avançado, com conhecimento maior e partindo da premissa que pode pagar, mesmo na época dita como não precisar de uma placa-mãe superior, ele vai optar em ter uma placa melhor, porque ele sabe da folga que vai dar para o sistema(caso conheça as informações técnicas e que a Marca seja considerada uma empresa que realmente vende o que promete), sabendo que poderá pegar em uma boa oportunidade um processador melhor e caso decida fazer um overclock será atendido. Já por outro lado, um usuário normal, que pode até jogar algumas horas na semana, usa internet e possui um bolso mais restrito, pode fazer um setup mais tranquilo, que fica de boa, podendo até fazer um upgrade, mesmo que provoque uma ou outra engasgada porque esquentou um pouco, ele não se incomoda tanto... só vai pensar rapidinho, "quando eu ter dinheiro vou comprar uma máquina melhor, por enquanto deixa eu colocar o ventilador aqui no máximo", é o ideal realmente, o custo benefício era e é válido ainda, isso para esse usuário que ainda joga de forma recreativa e usa outros entretenimentos no PC consegue ser válido, sendo que a grande maioria 80% do tempo é vendo vídeo no youtube, face e páginas na net então é melhor ainda.
  2. @Daysio, depende muito qual for o problema dele, acredito que se o orçamento da manutenção da placa custar de R$200,00 a R$300,00 e você dar um upgrade com um SSD ele ainda terá boa utilidade. Você terá que avaliar, tipo se o reparador encontrou o problema e lhe cobrar R$320,00 por exemplo, você avalia quais são as condições financeiras para comprar um novo note, caso você pense, não posso gastar R$2000,00 agora, poderá ser válido o conserto mais o upgrade da unidade de armazenamento.
  3. @Paula SolTem conserto tranquilamente, posso dizer isso pois trabalho com isso, lógico que depende de uma análise avançada para saber se compensa... algumas dessas placas que são vendidas no mercado livre, são justamente de pessoas que consertam placas e depois vendem elas funcionando muito bem.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!