Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

MarcosFreitasSP

Membro Pleno
  • Total de itens

    149
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

30

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    São Paulo/SP
  • Sexo
    Masculino

Meu PC

  • Processador
    Core i7 2600K
  • Cooler
    Padrão
  • Placa de vídeo
    GTX 1060
  • Placa-mãe
    Asus
  • Memória
    Geil 8GB
  • HDs
    2x 1TB
  • SSDs
    1x 480GB
  • Gabinete
    NZXT
  • Fonte
    Corsair 650w Bronze
  • Mouse
    Razer DeathAdder
  • Teclado
    Corsair K70
  • Caixas de som
    Edifier
  • Headset
    PX21
  • Monitor
    Panasonic 32" + LG 23"
  • Sistema Operacional
    Windows 10 x64 Pro
  • Browser
    Chrome
  • Antivírus
    Defender

Meu Notebook

  • Marca
    Dell
  • Modelo
    5548
  • Tamanho da tela
    15
  • Processador
    i7
  • Chip gráfico
    AMD
  • Memória
    16GB
  • SSD
    1x 480GB
  • Sistema Operacional
    Windows 10 x64 Pro
  • Browser
    Chrome
  • Antivírus
    Defender

Meu Tablet

  • Marca e modelo
    Kindle Fire HD8

Meu Smartphone

  • Marca e modelo
    Iphone 6S+ 64GB

Outros

  • Biografia
    Analista de projetos em TI com ênfase em infraestrutura lógica e security.
  • Ocupação
    Analista de projetos
  • Interesses
    Software, hardware, open source, diy
  1. Boa noite. Você precisa monitorar os processos e serviços para identificar de onde vêm os picos de processamento. Você pode fazer isso com o próprio gerenciador de tarefas (ctrl+alt+del). Mas eu diria que esses aumentos não são alarmantes. Apenas descubra a causa disso para descartar qualquer software malicioso.
  2. Boa noite. Você estará limitado ao HD de onde os dados são lidos.
  3. @Crixus Champion O observação do colega @GusGraf faz todo sentido. Você pode clonar esse HD para outro. Depois disso, use um livecd (Hirens, por exemplo) e remova as partições usadas pelo UEFI que agora estão no HD que recebeu o clone e mantenha as partições do Windows. Então use alguma ferramenta para adaptar um esquema de boot MBR nesse disco. Isso pode ser feito com Hirens ou Cd de instalação do Windows. É meio trabalhoso, mas você continua usando seu sistema enquanto aguarda o conserto da sua placa, mantendo o HD EFI intacto.
  4. É possível alterar o mac da placa no gerenciador de dispositivos, clicando em propriedades, avançado e endereço de placa (ou algo parecido). Talvez consiga fazer o mesmo com a interface virtual da VPN. Mas o mac address duplicado pode gerar problemas com a tabela arp.
  5. A frequência 2.4Ghz tem maior alcance porém é mais sensível a interferência tem mais dificuldade de transpor obstáculos. A 5Ghz é mais estável e atravessa obstáculos com maior facilidade. Talvez seu problema seja obstáculos físicos ou interferência, que está sendo resolvido com s conexão 5Ghz.
  6. @Igornunes441 as chances de recuperação certamente diminuem se você abriu o hd. Também não recomendo rodar qualquer programa em um hd nessa condição. Peça informações na Hosco Tecnologia. É a empresa que eu conheço e outros colegas aqui do fórum também costumam recomendar. Só não sei se eles recebem hd que está aberto, mas não custa tentar.
  7. Boa noite. Há uns 2 anos que os Macintosh passaram a usar APFS como sistema de arquivos padrão. Existe um driver da Paragon para leitura e escrita em APFS.
  8. Boa tarde. No Backup Manager desse storage tem opções de cloud com suporte aos serviços mais conhecidos. É comum a gente configurar isso no momento da instalação. Às vezes os arquivos estão disponíveis para recuperação e você nem sabe.
  9. Faz sentido sim. Faça essa verificação e se tiver algum problema exija da operadora um ip público válido. Um abraço.
  10. @Marcelotronic algumas operadoras estão fazendo NAT interno e compartilhando um mesmo ip público entre varios assinantes. Nesse caso não é possível redirecionamento. O mesmo vale para conexões por satélite.
  11. Você está confundindo virtualização com clusterização. Estude um pouco sobre clustering (que parece ser a única forma de “aproveitar” essas máquinas) para você ter o mínimo conhecimento necessário para começar um projeto. Conforme dito, anteriormente, para se fazer um cluster de processamento, aceitável, é ideal ter placas 10 gbp em todos os nodes (pcs) da rede. Beowulf e OpenSSI sao alguns dos programas que podem ser usados. Segue um manual completo: https://www.researchgate.net/publication/319324400_Manual_de_montagem_de_um_Cluster_Beowulf_sob_a_platafor
  12. Aparentemente são pcs de configuração modesta. Se eles tiverem placas que permitam se comunicar 10gbps é possível fazer um cluster. A questão é o gasto com energia valer a pena para o que você deseja processar.
  13. Para se ter várias máquinas virtuais é necessário um servidor com grande poder de processamento e memória. No seu caso há vários computadores (que devem ter recursos limitados) que podem servir para um sistema de cluster. De qualquer forma você precisa informar a configuração deles.
  14. Boa tarde! Depende da configuração e arquitetura das máquinas e também do seu objetivo.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!