Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

AnsiC

Membros Plenos
  • Total de itens

    1.702
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

1.017

Sobre AnsiC

  • Data de Nascimento 7 de novembro

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Jurema/PE
  • Sexo
    Masculino

Meu Notebook

  • Marca
    DELL
  • Modelo
    INSPIRON 15R
  • Tamanho da tela
    15'
  • Processador
    Core i3
  • Chip gráfico
    3000M
  • Memória
    4 GB
  • HD
    300 Gb
  • SSD
    150 Gb
  • Sistema Operacional
    Windows 10 Home
  • Browser
    Maxthon & Chrome
  • Antivírus
    Windows Defender

Meu Smartphone

  • Marca e modelo
    Motorola moto G Clássico

Outros

  • Biografia
    ...
  • Ocupação
    Funcionário no departamento Público de Informática
  • Interesses
    Programação na Linguagem C-Like
  1. Quase 24 horas e nada! Exemplifica o meu ponto de vista logo abaixo: uniao Obrigado.
  2. @Schubert M. De nada, e pode demorar o quanto for necessário pois o problema é seu.
  3. @Brenner.programador Olá! * Então o nome não seria algo de muita importância mesmo assim eu acho que mult para o vetor resultante da multiplicação só não é melhor que produto ou prod. Mas isso é sem importância, importante mesmo é as dimensões que esse vetor tem que ter. Segundo a teoria fundamental da Matemática (Matemática Moderna) em particular é o número de colunas do vetor a com o número de linha do vetor b. * Se declaramos um vetor, por exemplo, com N de tamanho seu índice máximo seguro e legal é N - 1. Assim sendo, se um vetor foi declarado com tamanho 10, seu último elemento no segmento seguro é 9. Essa é mesma regra para todas as dimensões da matriz. Observei que você subtrai bem mais que 1 para limitação finitude vetorial. * A principal expressão foi prejudicada pelo BBCode do fórum, então edite colando mais um vez o código, só que dessa vez [20 / 10 / 2018] 13:02 Atualização Expressão principal aquela que salva o somatório está errada faltante. Observe : Ou seja, o produto matricial é também somatório dos produtos dos elementos da linha pelo elementos correspondentes na coluna. Na imagem multiplica-se os elementos da linha 2 (índice 1) pelos elementos da coluna 2 (índice 1) respectivamente, depois a soma é o elemento da matriz produto na posição c(l, c). Falta operações aqui. Algo mais?
  4. Tem uns detalhes que não casarão bem, eu não sei dizer ainda se é por conta do código que foi modificado pelo BBCode do fórum ou se é outra coisa. Logo mais tarde verei, começou aula.
  5. Qual a dificuldade? Resolva em 3 etapas: A. Leitura B. Processamento C. Exibição Então? Já tem estudo de funções?
  6. @Maria_epbn Essa é a minha terceira função, perceba que ele disse: Crie uma função, destaque para o artigo definido indefinido, depois ele define como é essa função dizendo o que ela faz e não como ela faz; o como ela faz é outra coisa completamente diferente. Agora se ele tem dito. Crie somente uma função ... ai sim ficaria feliz em não descorda discordar. É como disse antes! Isso vai da interpretação de cada um.
  7. Como eu resolveria o exercício: 1- Faria uma função que localiza um inteiro em um vetor de inteiros. 2- Depois uma função que faz copia de vetores. 3- Por última uso as duas primeiras funções para implementação daquela que será terceira função, a função que une os 2 vetores em um terceiro vetor retornando o apontador da união deles. Sou da filosófica de que se um código passou de 20 linhas, então, é a memória do programador e não do computador, ou seja, deve-se fazer mais funções. @Maria_epbn Então, eu já emiti meu juízo com relação e não mudo minha opinião.@GBMelkor mostro que é possível sim imprimir os 2 elementos restantes sem fazer nada além de adicionar 2 ao problema de tamanho. Tudo vai depender agora do professor. Se ele vai zombar dos seus esforços ou não.
  8. Não se engane com o resultado, pois os fins não justifica os meios. Vai tomar um bruta zero se apresenta esse programa. Isso se o professor não for um ordinário.
  9. Olá@Maria_epbn ! Ao olhar para seu código comecei a fazer uma experimento metal (jargão de física) de sua execução. Primeiro alerta que surgi vem deste fragmento logo abaixo: for (i= 0; i < (n1 + n2); ++i ){ if( (* (x1 + i)) == (* (x2 + i)) ) Observe atentamente a partir de agora o que você escreveu ali. O que tem de errado nisso? A matemática que não bate! Pois se i é o indexador dos dois vetores simultaneamente e seus limites é numericamente iguais / ou / a soma de elementos nos dois vetores. Isso não é errado se os dois vetores têm o tamanho da sua soma { EITAAA }, para isso n1 é igual n2 que é igual (n1 + n2). Assim sendo, só existe uma situação segura para esse panorama especifico ... n1 é igual à 0! Para qualquer outro valor diferente de 0 seu programa pode ser finalizado com segmentation fault. Mesmo se não finalizar, isso está logicamente inadequado. Então o que você vai fazer agora? Alguma pergunta? 19:40 Atualização Mais nem deveria ter tido tudo isso ainda querida, deveria ter finalizado logo após no número 7. Provavelmente os dois vetores tem origem na pilha do sistema, porque se fossem alocados seria crashed. Se seu professor (estou supondo que você esteja curso) ver essa implementação ela vai tira ponto no quesito segurança. Eu não entendi a regra para união de vetores! Você pode falar um pouco mais sobre isso, e por que 8 e 7 ficam de fora do Vetor união?
  10. @Gabriel Paulucci Evidente que acontece depois de 7 porque números octais ( de base 8 ) são até 7 nas unidades, ou seja, não existe octal 8 ou 9. Mas você me pergunta --- De onde vem a interpretação de octais? Vem do caractere de formatação "%i": esse caractere converte as bases para os bytes na memória com um princípio /ou / padrão de formatação de entrada. Assim sendo, quando os números vão acompanhados de 0000 na frente eles são convertidos para base 8, se vêm com 0x devem ser convertidos para base 16. É isso que significa "%i" o i-zinho vai convertendo as bases em (octal, decimal, hexadecimal) de acordo com o marcado no começo da entrada. Esse i sozinho equivale a o d e x, ou seja, %i é o complexo de %o %d e %x. Quando a função tenta converter 9 para base octal, ela falha porque 9 não existe em octalis, simplesmente. Daí como resultado ruim a função devolve emite 0 indicando que falhou. Dadas as devidas explicações para resolver tudo basta que: substitui "i" por "d", com d de decimal. Imagem Ilustrativa Sujeita a Exclusão 18:25 Atualização Já está bem na hora de modular esse código, sua extensão pede o uso de funções.
  11. @Gabriel Paulucci Há srsr fiz apenas 1, vou copiar e testar de novo
  12. Imagem Ilustrativa Sujeita a Exclusão Com pode bem perceber pelo print uma das lógicas funcionais é perfeitamente essa. Obrigado pelo exercício. Se ainda tem alguma pergunta, para mim, faça e ficarei feliz em responder suas perguntas.
  13. 13:04 Atualização Código fonte foi removido por conta da política local de não fornecer respostas prontas para exercícios.
  14. @Ricardo Alex Kopp Jacob Usei 2 estruturas de repetição aninhadas para linhas e colunas. 13:04 Atualização Código fonte foi removido por conta da política local de não fornecer respostas prontas para exercícios.
  15. Escreva sem a SetConsoleCursorPosition. Sugestão é Linha: segunda parcela (de 1 até 10) Coluna: primeira parcela (de 1 até 3) Imagem Ilustrativa Sujeita a Exclusão Ou seja, após impressão de uma linha com todas as tabuadas (de 1 até 3) vem a próxima linha conseguinte (j + 1). @Ricardo Alex Kopp Jacob entende isso ???

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×