Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Gabriel G.S. 1023

Membros Plenos
  • Total de itens

    32
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    N/D
  1. O ferro chegou. Fiquei abismado com a facilidade que é soldar, você só encosta na no estanho e na placa e PUF!! A solda pega sozinha no local correto.Com certeza já era hora de jogar aquela jangada antiga fora
  2. Quando disse isso quis dizer que as bibliotecas nativas do Arduíno desabam o desempenho da placa em si.Eu estava fazendo um nanoprojeto aqui com display de 7 segmentos usando de amostragem chaveada,sem o Serial.println(),funcionava numa boa,mas quando eu adicionei o Serial.print a queda de desempenho foi terrível,nem parecia que o display de 7segmentos estava ligado, de tão fraco que ficou. E também por causa do digitalWrite() , que adiciona meia dúzia de linha cada vez que você coloca essa função. Fui no site do nerdpi e fiquei impressionado sobre essa página ser controlado por uma placazinha tão barata (100 mangos) e "ARMada" abrir o site tão rápido
  3. Um pequeno prós e contras: Arduino (Uno,Mega,Leonardo...): ------------- Prós ------------- - Fácil programação - Suporta um corrente de saída considerável - Suporte estrondoso na World Wide Web - Bibliotecas até o talo ------------ Contras ---------- - A IDE ''lenteia'' demais a placa - Pode não ser uma boa ideia desenvolver programas extensos em certos tipos de placas - Tem um hardware que dá pro gasto,mas se você quiser mais desempenho,já pula fora - (Iniciantes) Dizem que essa placa é boa pra aprender programação,mas digo ao contrário: Ela facilita DEMAIS a programação,a ponte de ser como uma "programação da programação", aquele digitalWrite(); seria como praticamente dizer (se o cara for americano) "Arduíno,liga a porta X pra mim", tira a lógica toda que tem por trás do PORTX = XXXXXXXXXX (X ~= 0 || 1),que seria um coisa muito mais comunicativa com a placa - Ps:Não sou um programador sênior, mas digo que essa placa atrapalha muito a vida quanto a isso (Não saí ainda da primeira linguagem) Placa Intel Galileo: ------ Prós ------ - É uma transição do Arduíno básico para o Raspberry - Faz coisas que o Arduíno básico faz e algumas que o Raspberry faz - Ainda tem a facilidade do Arduíno básico - Maior memória e capacidade de processamento ----- Contras --- A mesma questão do arduino básico (A placa Galileo faz parte da família do Arduíno,mas é como se fosse Camaro da Chevrolet ) Raspberry (A lista aqui pode mudar de acordo com a versão) (Lembre Ferrari): ----- Prós ---- - Capacidade de processamento muito maior que a das placas anteriores - Abre uma grande gama de projetos,por mais que o Arduíno faça isso ele faz de uma forma mais fechada,por exemplo,com um Fiat uno (Arduíno) você pode passear,tunar ele (ASM e manipulação de registradores), pode até chegar a uns 150 Km/h na estrada,mais não pode fazer drift's,não pode se destacar ele com projetos maiores e bem elabores devido a maior potência,não pode chegar a 300 Km/h e fazer uma viagem mais rápida,coisa que a Ferrari (Raspberry) faz brincando - Suporte a sistema operacional e vídeo ----- Contras ----- - Baixa corrente de saída - Conteúdo na web não é tão grande como o Arduíno - Se vire fazendo seus projetos,você não vai ter #include aqui - (Opinião própria:) Não sou muito com a cara de linguagens de alto nível - Python Ps: Certa vez vim um vídeo de um cara que fez um drone com Arduíno,era um bicho extremamente instável,por vez que um um vídeo de um drone Rasp,que era super estável e até tinha piloto automático,Lembre do exemplo que dei,o Arduino faz,mas não como o Rasp.
  4. Raspberry tem boa compatibilidade e potência considerável,dá pra fazer de tudo,até alguns programas mais complexos que ainda vai rodar de boa.Já o Arduino: Sai fora que é fria,não aguenta nem Serial.print() que trava o programa todo,fora a IDE te empurra bibliotecas até você não aguentar mais,ele já é lento e ficam fazendo coisas muito desnecessárias e se você quiser melhorar o desempenho mesmo assim vai ter que encarar o ASM e manipulação direta de registradores.
  5. Outra coisa cara,"comprei" um ferro da Hikari mesmo e estou com uma dúvida,tem gente que fala pra limpar ele quente mesmo ligado com esponja molhada,não estraga não?
  6. Até daria,mas estou fazendo um algorítimo que precisa ser muito rápido (pra arduino,que tem uma carroça de processador).
  7. Saudações senhores, Neste tópico vou repostar minha dúvida de uma forma mais esclarecida(se alguem poder apagar o post antigo,faça-o,por favor), sobre "colar" uma variável a um comando.Exemplo: #include <iostream> using namespace std; void funcao1{ cout << "Função um chamada \n"; } void funcao2{ cout << "Função dois chamada \n"; } void funcao{ cout << "Função três chamada \n"; } int main(int argc, char *argv[]) { int numero = 0; cin << numero; //Vamos supor que o usuário digite 2 /*O que eu gostaria é que o número que o usuário digitou colasse com a função que eu chamaria,Exemplo: */ funcao + numero() // aqui ela seria "colado" a variável número e executada /*Como eu disse,se o indivíduo digitou 2,a função função2() será chamada e a mensagem "Função dois chamada" Será mostrada /* return 0; } Mas o único problema é que não sei como faria isso,andei varrendo o google e não achei nada a respeito. Ps: Eu coloquei " função + numero() " sendo o operador + somente como exemplo.
  8. Não foi isso que dizer,seria colocar uma variável encostada no comando,eu não coloquei o Hexa depois do "PORTB10" pra facilitar,mas se estivesse programando na real eu colocaria sim de acordo com o que quisesse que ele faça.
  9. Saudações senhores, Estou a desenvolver uma biblioteca para Arduino e estou precisando da seguinte informação: Como farei para colocar uma variável junto a um registrador,por exemplo,se eu quero modificar algum determinado registrador eu terei que informar qual seria uma porta,e eu quero que isso aconteça com um construtor de uma classe (Que é a biblioteca),e com base nas informações que teria nessa variável eu definirei se a determinada porta seria de saida ou de entrada e/ou saída alta ou baixa,otimizando a biblioteca e dando maior desempenho,pois essa biblioteca vai alterar a saida da porta milhares de vezes,e não da pra fazer isso com digitalWrite(),juntado o registrador com variável,por exemplo: PORTB + (x como variável),se x fosse 10,por exemplo,isso seria como eu tivesse digitado PORTB10; Outro exemplo: int setPort(int port){ //Vamos supor que o indivíduo disse que a porta seria a 10; port = 10; //Na teoria: PORTB + port; //Então,seria necessário que resultasse da seguinte forma: PORTB10; }
  10. Obrigado a todos pela resposta,esclareceu minha dúvida. E o ferro é de uma marca muito boa,pelo que me lembro é da tramontina,mas me parece muito surrado,estava pensando em um hikari,dizem que essa marca é boa.
  11. Sim,mas o que digo é que o ferro que ganhei veio com a ponta do jeito que desenhei.
  12. Saudações senhores, Há um tempo atrás foi ganhado um ferro de solda.As soldas que eu fazia com ele nunca dava certo,achei que o ferro estava de bom tamanho,mas quando pesquisei sobre ponta de ferro ruim,acabei descobrindo porque nunca dava certo,a ponta do ferro aqui estava extremamente preta,toda corroída,eu não entendia porque nos vídeos era tão fácil soldar,porque na vida real nunca dava certo,até a solda mais simples possível.Eu procurei no Google Imagens alguma ponta de ferro ruim,mas não achei alguma parecida com qual eu tinha,e resolvi desenhar no Paint. Será que essa péssima experiência de solda que tive pode ser por causa da ponta?Pois estou querendo comprar um ferro de solda novo e se for pra passar a raiva que passei novamente melhor nem fazer isso.. A ponta estava igualzinha a de cima,só não pude tirar foto da original porque joguei ela no lixo,realmente ela estava totalmente preta.
  13. Criei o tópico pois não sabia se era necessário a utilização de um resistor pra limitar a corrente pra minhas placa não queimar. Obrigado pelas respostas Sr. Lembo e aphawk,dúvida esclarecida.
  14. Baixe o lubuntu e o execute a partir de um pendrive,tem tutorias no YT sobre como criar Pen drives bootaveis. Feito isso você vai nas configuracões e vê o quanto de RAM ele leu,se leu 8GB,pode ser coisa do W10,se não leu,provavelmente o problema está nas config da BIOS
  15. Caso queira resetar a BIOS,faça isso: 1_Desligue teu PC e desconecte o cabo de força 2_Abra teu gabinete 3_Tire a pilhas da BIOS 4_Aperte por uns 15 segundos o botão de ligar/desligar,com o pc fora da tomada. 5_Coloque a pilha da BIOS 6_Ligue teu PC 7_Ta funcionando?Coloque de volta a tampa do gabinete É recomendável tirar a estática do seu corpo caso queira realizar este procedimento.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×