Imprimir artigo
Sensores da Placa-Mãe
25/07/2001 às 0h00min por Gabriel Torres em Tutoriais
78.172 visualizações

Como comentamos na semana passada, as placas-mães modernas possuem diversos sensores. Esses sensores são controlados por um circuito da placa-mãe genericamente chamado Super I/O. Esse circuito normalmente é fabricado por uma empresa diferente do chipset da placa-mãe. Enquanto que o chipset da placa-mãe é normalmente fabricado pela Intel, ALi, SiS ou VIA, o Super I/O é normalmente fabricado pela Winbond, ITE, entre outros.

A quantidade de sensores que uma placa-mãe possui depende desse circuito. Normalmente o circuito Super I/O monitora pelo menos as tensões da fonte de alimentação, a temperatura do processador e a velocidade de rotação da ventoinha do processador (somente se a ventoinha for ligada à placa-mãe e não diretamente à fonte de alimentação).

No setup do micro é possível você programar o seu computador a emitir um alarme caso qualquer sensor indique que há algo de errado com o seu micro, como por exemplo, tensões da fonte com valores acima ou abaixo do especificado, processador com temperatura acima do normal ou ventoinha parada.

Através do setup do micro você também pode monitorar os valores dos sensores. Acontece que na maioria das vezes você precisa estar com o computador funcionando a toda carga para ver se realmente as informações emitidas pelos sensores estarão dentro dos valores especificados (por exemplo, o processador só emitirá o máximo de calor quando trabalhando no topo de seu desempenho).

Por isso, a melhor maneira de monitorar os sensores de seu micro para ver se ele está funcionando bem é através do programa que vem junto com a placa-mãe, que simplesmente se comunica com o circuito Super I/O e verifica os valores que estão sendo lidos por esse circuito. A complexidade e variedade de opções do programa depende do fabricante da placa-mãe. Há programas completos que inclusive traçam gráficos das tensões e temperaturas ao longo do tempo e permitem que sejam acionados alarmes para serem disparados caso algum sensor detecte algo de anormal. Programas mais simples somente mostram os valores lidos pelos sensores, não permitindo nenhum tipo de programação.

Em vez do programa que vem junto com a placa-mãe, você pode experimentar usar programas mais complexos para monitorar o seu micro, como o Motherboard Monitor (http://mbm.livewiredev.com) e o Hardware Sensors Monitor (http://www.hmonitor.com).

Sensores da Placa-Mãe

Figura 1: Monitorando os sensores do micro com o programa Hardware Sensors Monitor.

Sensores da Placa-Mãe

Figura 2: Configurando o programa Hardware Sensors Monitor para disparar um alarme quando o processador atingir 65º C.

AUTOR
Gabriel Torres
Gabriel Torres
Editor-Chefe

Gabriel Torres criou o Clube do Hardware em maio de 1996, onde escreve artigos e coordena o trabalho dos nossos diversos colaboradores. É também autor de 24 livros sobre hardware, redes e eletrônica. Foi, de 1996 a 2007, colunista do suplemento de informática do jornal O DIA (RJ). Mora atualmente nos Estados Unidos.

ARTIGOS RELACIONADOS
Placas-mãe Clonadas
23/04/2003 às 11h23min por Gabriel Torres em Placas-Mãe
Placas-mãe ITX
06/06/2001 às 0h00min por Gabriel Torres em Placas-Mãe
ÚLTIMOS ARTIGOS
445.885 usuários cadastrados
396 usuários on-line