Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  

Falsificação do Cache de Memória

       
 53.522 Visualizações    Artigo  
 0 comentários

Saiba como funciona a falsificação do cache de memória das placas-mãe.

Falsificação do Cache de Memória

Identificação

Você pode identificar se o cache de memória externo de sua placa-mãe é ou não falso através das seguintes técnicas:

A informação do tamanho do cache no POST

Há uma série de testes que é executada pelo seu micro toda a vez que você o liga, como, por exemplo, a contagem de memória. Após a contagem de memória, aparece um quadro mostrando o tipo de processador do micro, o tamanho da memória, o tipo do disco rígido, etc. Neste mesmo quadro aparecem listados o tipo e tamanho do cache de memória, em uma linha chamada "L2 CACHE SIZE", "MEMORY CACHE" ou similar. Nesta linha deverá aparecer obrigatoriamente o tamanho e/ou tipo do cache de memória do seu micro. Quanto ao tipo, não se preocupe muito (só para constar, há três tipos de cache de memória: Asynchronous SRAM, Synchronous Burst SRAM e Pipelined Burst SRAM).

Você deve se ligar no que aparece escrito em relação ao tamanho do cache de memória. Os micros normalmente possuem 128 KB, 256 KB ou 512 KB de cache de memória e um destes valores deverá obrigatoriamente aparecer no quadro, ou então em uma linha abaixo do quadro, como por exemplo "256 KB MEMORY CACHE". Se, ao invés do tamanho do cache de memória, aparecer escrito "WRITE BACK ON", "W/B ON", "MEMORY CACHE WRITE BACK" ou similar, a sua placa-mãe corre o sério risco de ser falsificada. Só teremos certeza da falsificação seguindo o próximo passo.

Conferindo os circuitos do cache de memória

Se você está desconfiado que a sua placa-mãe é falsa, este passo lhe dará a certeza. Com o micro aberto, olhe a sua placa-mãe. Observe bem todos os seus circuitos integrados. Caso você encontre algum circuito integrado com a inscrição "WRITE BACK", trata-se de circuito falsificado. Cuidado: esta marcação na maioria das vezes é encontrada em baixo relevo, o que dificulta a visualização de longe. Observe cada circuito bem de perto. Para exemplos, veja as fotos das páginas anteriores.

Utilizando um programa de diagnóstico

Se o passo anterior lhe deu certeza que a sua placa-mãe é falsificada, este passo lhe dará a certeza absoluta. Utilizando um programa de diagnóstico de hardware, você poderá saber com certeza se a sua placa-mãe é falsa ou não. Basta você utilizar qualquer programa que teste o cache de memória externo (o tal de 128 KB, 256 KB ou 512 KB). Há diversos programas para esta finalidade, tais como o o Sandra, o Hwinfo e o AIDA.

Através deste tipo de programa programa, você observará dois pontos em uma placa-mãe falsificada: o programa acusa que não há cache de memória instalado no micro e o desempenho do seu micro será muito abaixo do esperado.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda_a_Ler_Resistores_e_Capacitores-capa-3d-newsletter.jpg

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!