Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Placa-Mãe DFI NB76

       
 47.679 Visualizações    Testes  
 0 comentários

Teste com a placa-mãe DFI NB76, baseada no chipset Intel 845G, para a plataforma soquete 478.

Placa-Mãe DFI NB76
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Overclock

O gerador de clock dessa placa-mãe, o Realtek RTM360-111R permite configuração de clock até 165 MHz de um em um MHz, além de ter configurações para o aumento da tensão do processador em incrementos de 0,025 V (na faixa de 1,700 V a 1,850 V). Além disso, essa placa-mãe permite fixar um clock para o barramento PCI e para o barramento AGP, fazendo com que a freqüência de operação desses barramentos não aumente quando aumentamos o clock externo do processador, o que ocorre na maioria das placas-mães que não usam um circuito de clock separado para os barramentos AGP e PCI. Muitas vezes, o overclock não dá certo porque alguma placa (ou dispositivo on-board) instalada no barramento AGP ou PCI não está aceitando o clock acima do normal, e essa configuração serve para evitar esse caso. As configurações possíveis são 33/66, 37,5/75 e 44/88.

Infelizmente o máximo que conseguimos foi colocar o nosso Pentium 4 1,5 GHz rodando externamente a 112 MHz (internamente a 1.680 MHz). Talvez você consiga um resultado melhor do que o nosso, já que não forçamos a barra.

 

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×