Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Jerfson Paiva

Utilizar somente SSD de 120GB

Recommended Posts

Olá a todos.

Tenho um computador que utilizo em loja para controle de estoque, pesquisas técnicas e de produtos, com vários catálogos eletrônicos e para realizar atividades em Internet Banking.

Sua placa mãe morreu e me desfiz do HDD por ser bem antigo e de padrão IDE. (Até me arrependi, mas já foi...)
Se for interessante saberem, o processador é um Atlhon II x3 425 2.7Ghz.

Pretendo comprar a GA-78LMT-USB3 (rev. 6.0) - http://www.gigabyte.com/products/product-page.aspx?pid=5195#ov -
e um SSD de 120GB da PNY - http://www.megamamute.com.br/produto/SSD-120GB-2-5-SATA-III-SSD7CS1111-120-RB-PNY-78312 -
ambos na megamamute.

Minha dúvida é se para minhas atividades somente os 120Gb é pouco, e se o SSD terá vida útil pequena tendo em vista que é um computador para exercer bem sua função por uns 5 anos. Tinha lido há muito tempo que não é bom para o SSD utilizar mais de 50% de sua capacidade com o TRIM ativado, isto procede?

Tenho a intenção de comprar um SSD tendo em vista que um de 120GB está quase o mesmo preço dos HDDS mais baratos que acho para comprar, já que os menores tem 500GB. Para o uso que farei, é besteira?

Segue em anexo uma imagem com o USO do HD pouco antes do conjunto me abandonar. (posso reduzir quantidade reservada para recuperação do sistema, se necessário)

Obrigado.

post-415606-0-58156900-1440431532_thumb.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, Jerfson Paiva.

 

Com relação ao tamanho, um HD de 120GB é um custo benefício, pois tem um preço mais acessível e um tamanho não tão pequeno. Se você não for instalar mais nada na maquina, atende. Mas se puder investir um pouco mais, eu recomendaria um de 240GB para uso futuro.

 

 

Sobre a vida útil, tem um artigo interessante:

 

Um mito que ainda deixa consumidores receosos em comprar SSDs é a história de que os drives possuem vida útil curta, devido à natureza de funcionamento das memórias flash, que possuem ciclos limitados de escrita. Mas isto não é verdade.

 

Mesmo se você for um usuário muito avançado, um SSD deverá continuar funcionando por muitos anos. Mas o The Tech Report (http://techreport.com/review/27436/the-ssd-endurance-experiment-two-freaking-petabytes) fez um teste de resistência e trouxe números mais precisos.

Foram analisados cinco modelos bastante conhecidos: Corsair Neutron GTX, Kingston HyperX 3K, Samsung 840, Samsung 840 Pro e Intel 335 Series, todos com capacidades de 240 GB ou 256 GB. O teste consistia em escrever dados sequencialmente no drive até que a unidade falhasse. Os dois SSDs que se saíram melhores foram o Kingston HyperX 3K e o Samsung 840 Pro: eles conseguem ultrapassar facilmente a marca dos 2 PB de dados gravados antes de falhar.

 

 

 

 

samsung-840-pro.gif

Este Samsung 840 Pro de 256 GB provavelmente atinge 3 petabytes de dados antes de falhar

 

 

Mesmo os SSDs que não foram muito bem no teste chegaram a uma quantidade de dados bastante aceitável, caso do Corsair Neutron GTX (1,2 PB), Samsung 840 (900 TB) e Intel 335 Series (700 TB). São números bem acima dos divulgados oficialmente pelas fabricantes, que são conservadores: a Intel estima a vida útil de seu drive em três anos com uma média de 20 GB de dados gravados por dia, o que resultaria em apenas 22 TB de dados gravados, ou apenas 3% do que o SSD foi capaz de atingir na prática.

No caso dos melhores SSDs, que ultrapassam os 2 PB de dados gravados, basta dizer que, se você tiver um uso extremamente intenso e for capaz de escrever e apagar 256 GB de dados por dia no drive, a unidade continuaria funcionando por 8.192 dias, ou pouco mais de 22 anos. Em outras palavras: não se preocupe em gastar seu SSD, porque é bem provável que você já tenha feito algum upgrade até o Natal de 2036.

 

Fonte: http://techreport.com/review/27436/the-ssd-endurance-experiment-two-freaking-petabytes

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá, Jerfson Paiva.

Com relação ao tamanho, um HD de 120GB é um custo benefício, pois tem um preço mais acessível e um tamanho não tão pequeno. Se você não for instalar mais nada na maquina, atende. Mas se puder investir um pouco mais, eu recomendaria um de 240GB para uso futuro.

 

 

Sobre a vida útil, tem um artigo interessante:

 

Um mito que ainda deixa consumidores receosos em comprar SSDs é a história de que os drives possuem vida útil curta, devido à natureza de funcionamento das memórias flash, que possuem ciclos limitados de escrita. Mas isto não é verdade.

 

Mesmo se você for um usuário muito avançado, um SSD deverá continuar funcionando por muitos anos. Mas o The Tech Report (http://techreport.com/review/27436/the-ssd-endurance-experiment-two-freaking-petabytes) fez um teste de resistência e trouxe números mais precisos.

Foram analisados cinco modelos bastante conhecidos: Corsair Neutron GTX, Kingston HyperX 3K, Samsung 840, Samsung 840 Pro e Intel 335 Series, todos com capacidades de 240 GB ou 256 GB. O teste consistia em escrever dados sequencialmente no drive até que a unidade falhasse. Os dois SSDs que se saíram melhores foram o Kingston HyperX 3K e o Samsung 840 Pro: eles conseguem ultrapassar facilmente a marca dos 2 PB de dados gravados antes de falhar.

 

 

 

 

samsung-840-pro.gif

Este Samsung 840 Pro de 256 GB provavelmente atinge 3 petabytes de dados antes de falhar

 

 

Mesmo os SSDs que não foram muito bem no teste chegaram a uma quantidade de dados bastante aceitável, caso do Corsair Neutron GTX (1,2 PB), Samsung 840 (900 TB) e Intel 335 Series (700 TB). São números bem acima dos divulgados oficialmente pelas fabricantes, que são conservadores: a Intel estima a vida útil de seu drive em três anos com uma média de 20 GB de dados gravados por dia, o que resultaria em apenas 22 TB de dados gravados, ou apenas 3% do que o SSD foi capaz de atingir na prática.

No caso dos melhores SSDs, que ultrapassam os 2 PB de dados gravados, basta dizer que, se você tiver um uso extremamente intenso e for capaz de escrever e apagar 256 GB de dados por dia no drive, a unidade continuaria funcionando por 8.192 dias, ou pouco mais de 22 anos. Em outras palavras: não se preocupe em gastar seu SSD, porque é bem provável que você já tenha feito algum upgrade até o Natal de 2036.

 

Fonte: http://techreport.com/review/27436/the-ssd-endurance-experiment-two-freaking-petabytes

 

Muito obrigado, @Dinei. Sanou algumas dúvidas. Entretanto houve um ponto em que você não tocou. Sobre o TRIM, é verídico que é preciso manter o SSD com menos de 50% do espaço ocupado? Se eu puder realmente utilizar o Disco em sua totalidade, creio que não chegue a passar dos 100 GB de dados.

Sobre utilizar um disco de 250 GB, o problema se dá pelo valor, que já fica fora das minha faixa de investimento.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

 

Muito obrigado, @Dinei. Sanou algumas dúvidas. Entretanto houve um ponto em que você não tocou. Sobre o TRIM, é verídico que é preciso manter o SSD com menos de 50% do espaço ocupado? Se eu puder realmente utilizar o Disco em sua totalidade, creio que não chegue a passar dos 100 GB de dados.

Sobre utilizar um disco de 250 GB, o problema se dá pelo valor, que já fica fora das minha faixa de investimento.

 

É mesmo... havia me esquecido. rsrs...

 

Sobre o TRIM, ele permite deletar permanente um arquivo, por isso se ele estiver desativado ou SO antigo sendo usado, o SSD terá vários arquivos deletados pelo usuário que continuarão ocupando espaço da unidade e retardando a gravação de novos. Se o drive SSD estiver cheio, a gravação de novos arquivos será lenta. Isso porque o SSD é dividido em blocos e caso ele esteja muito cheio, você terá vários blocos parcialmente usados. Com isso, quando um novo arquivo precisar ser gravado, o SSD terá que ler um bloco parcialmente cheio, modifica-lo e só então gravá-lo novamente (o que inclui os arquivos antigos e os novos). A recomendação é de que você use no máximo 75% da capacidade total de sua unidade SSD, o que fará com que ela mantenha o bom desempenho.

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Obrigado @Dinei, agora sim. Minhas dúvidas agora são somente com relação a recomendação de produtos. Mas isto é coisa para outro tópico em outra área.

Levando em conta o espaço disponível para uso após formatação e os 25% que tenho de deixar livre encontrei um limite pouco acima de 80GB. Bem pequeno... mas por causa do R$ vai ser um SSD de 120GB, ou 128GB, mesmo. kkkkkkkkkkk

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×