Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Sato

Membros Plenos
  • Total de itens

    195
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

0

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    São Paulo
  1. Desenterrando o tópico para dizer que o passo a passo do BGHnter de 17/09/2011 deu certo comigo. Tenho o vivofibra com roteador zte H118N com porta USB e uma impressora Epson TX105. Conectei a impressora na porta USB do roteador e na configuração do roteador, em Advanced/Print Server, peguei o endereço http da impressora. Inseri o endereço na configuração da impressora de rede, como explicado no tópico, e dessa forma utilizá-la pelo wifi em qualquer micro e notebook conectado à rede.
  2. Charles Entre essas três marcas eu optaria entre Canon e Nikon. A decisão inicial acho que ficaria pela escolha do modelo de câmera. Quanto a Pentax, acho que você cairia em um problema parecido com a Sony. Acessórios caros no Brasil e difíceis de encontrar. A vantagem seria escolher uma marca para para todos os equipamentos, para facilitar o intercâmbio de acessórios entre as câmeras.
  3. Lordmac Vou passar por MP os sites de algumas lojas que eu conheço aqui em São Paulo, bastante tradicionais. Além dessas há a TTanaka, importadora oficial da Nikon, porém o preço dela costuma ser o dobro das outras lojas.
  4. Scheuer Para a maioria dos esportes talvez seja mais interessante as 10 ftps. A resolução neste caso você compensa com uma boa lente zoom ou tele.
  5. A resolução dos vídeos em vcd/ntsc é de 352x240. Se gravar em formato dvd/ntsc ela salta para 720x480.
  6. Alvaro Na hora de exportar, na caixa "Converter em Bitmap" ative a caixa "Aplicar perfil ICC".
  7. Depende muito se precisa da resistência da Lumix. Se não for utilizar ela na água/areia nem situações extremas (rapel, caminhadas, rafting, etc...) não tem muito porque pegar essa Panasonic. Acaba compensando Canon pela qualidade de imagem, zoom e ajustes. Em um ano a garantia das borrachas de vedação vai embora, então se não tiver uso frequente para essa Lumix, seria dinheiro jogado fora. Eu peguei uma Olympus a prova de água e choque para as aventuras no mar e no mato e achei bem prática para esse tipo de uso. Mas fora isso ela fica encostada.
  8. Se você já tiver uma imagem .tga com canal alfa, pode abrir no Photoshop e carregar o canal alfa (menu selecionar>carregar seleção) para carregar o canal alfa como seleção para editar e salvar em jpg.
  9. É o obturador, mas nessa câmera o obturador é eletrônico; não é uma cortina física como em alguns modelos.
  10. Como são salvas em arquivos jpg diferentes você pode criar uma seleção sobre a imagem original e preencher a área do fundo com a cor preta e a área opaca com branco, criando um alpha channel falso que pelo que entendi será unido pelo software, como acontece no mapa de opacidade do 3ds max: uma imagem normal e outra imagem com a informação da transparência.
  11. Provavelmente acabou a vida útil do ccd. O sistema do zoom trava com muita facilidade, por qualquer desalinhamento. Se for coisa simples, forçando um pouco ele encaixa e volta a fncionar. Senão, só na assistência mesmo. O CCD precisa trocar todo obloco óptico.
  12. Como o frerd bem falou para uso profissional as Canon 40D e 50D e Nikon D90 são mais recomendadas para uso profissional. Elas são bem robustas (apesar da D90 ter corpor de plástico), e permitem ajustes rápidos. A partir da 450D já dá para trabalhar razoavelmente. Os recursos de filmagem das DSLR são mais para uso doméstico e em viagens. Para edição profissional, a qualidade deixa a desejar. Primeiro é uma questão de escolher entre Canon e Nikon, pois de certa forma ficará preso à uma das marca em relação à novas lentes e acessórios. Para iniciar você pode comprar aquele kit de fábrica com a câmera e objetiva (18-55mm nas Canon e 18-105mm na D90). Considere que o fator de conversão dessas câmeras giram em torno de 1,5x. Então com uma objetiva 55-250mm, nas realidade você está começando com uma 82,5mm. Teria que ficar relativamente longe para fotografar. Para eventos poderia pegar uma objetiva a partir de 18mm. Uma 18-105mm seria o ideal para começar. O grip poderia ficar em segundo plano. Seria importante sim ter uma bateria reserva, mas em geral uma carga completa de uma bateria dá para um evento. O grip facilita o apoio nas fotos verticais, porém deixa a câmera mais pesada. Se quiser trocar uma ideia sobre fotografia e câmeras, estou em SBC.
  13. A H20 demora cerca de 11 segundos para "recarregar" o flash para o próximo disparo. Assim nas fotos em sequência com flash ela só irá disparar quando o flash estiver pronto.
  14. Uma velocidade de 1/1000 já será mais que o suficiente para as fotos de movimento que você precisa. Em consequência da velocidade o sensor necessita de mais luz para capturar a cena. Essa compensação da luz pode vir de uma objetiva luminosa, ou de uma sensibilidade maior (ISO). As suas fotos serão predominantemente durante o dia? Dependendo do tipo de foto, principalmente da distância que ficará das bicicletas, talvez seja interessante pensar um uma superzoom.
  15. Sato

    As fotos estão péssimas

    Provavelmente vai precisar trocar o bloco óptico. Na autorizada uns R$ 700,00 a R$ 900,00, e em oficinas independentes em torno de R$ 300,00 a R$ 500,00.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×