Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Placa-Mãe ECS P6BXT-A+ Ver. 1.3

       
 26.592 Visualizações    Testes  
 0 comentários
ECS

Teste realizado a placa-mãe ECS P6BXT-A+ Ver. 1.3, baseada no chipset Intel 440BX, para as plataformas slot 1 e soquete 370 ao mesmo tempo.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A nova versão da placa-mãe P6BXT-A+ da ECS (Elitegroup Computer Systems, http://www.ecs.com.tw ), chamada Versão 1.3, traz alguns novos recursos em relação ao primeiro modelo que testamos no passado. A maior novidade é a utilização de um novo chipset de áudio (CMI 8738), que produz áudio 3D com saída para quatro caixas de som, sendo compatível com o padrão Aureal 3D (A3D), que é muito usado por jogos. Sua segunda grande novidade é a existência de um modem de 56 Kbps V.90 on-board.

É bom lembrar que esse modem on-board é PC-Tel, que usa o recurso HSP (Host Signal Processing), ou seja, é o processador da máquina que executa a modulação/demodulação de dados e não o modem. Isso pode diminuir o desempenho do micro quando o modem é usado. Lembrando que isso é valido para todos os modems com essa tecnologia, especialmente os modems mais baratos do mercado.

Continua com as mesmas características de sua predecessora, especialmente a existência simultânea do soquete 370 e do slot 1, permitindo que qualquer processador Intel seja instalado nessa placa-mãe, como o Pentium III, o Pentium II ou o Celeron.

Isso significa uma economia na hora de um upgrade: essa placa-mãe pode ser montada em um micro usando um processador Celeron PPGA (soquete 370) e, futuramente, poderá ser feito um upgrade para um Pentium II ou Pentium III sem a necessidade de se trocar de placa-mãe (Nota: não há como usar dois processadores ao mesmo tempo nessa placa).

Dessa vez realizamos testes de desempenho também com o soquete 370 (processador Celeron PPGA) e essa placa-mãe mostrou ser mais rápida que todas as placas soquete 370 que testamos até hoje batendo, inclusive, a Soyo SY-6IZA.

Já nos testes de desempenho com o processador Pentium II, essa nova versão continua tão lenta quanto a versão que havíamos testado anteriormente.

Outro ponto importante é a qualidade do manual, bastante explicativo e repleto de ilustrações.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×