Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Vem Aí o AMD K7

       
 33.453 Visualizações    Editoriais  
 0 comentários

Anuncio de lançamento do processador K7 da AMD.

Vem Aí o AMD K7
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

O K7 da AMD será o primeiro processador que baterá de frente com a Intel. Isso ocorrerá por diversos motivos. Primeiro, assim como ocorre hoje com os processadores Intel, o K7 terá três mercados-alvo: low-end, mid-end e high-end. Os mercados low-end e mid-end, que são destinados a usuários iniciantes e entusiastas, respectivamente, não chega a ser um problema para processadores não-Intel. O problema é o mercado high-end (servidores de rede), onde a supremacia dos Pentium Pro, Pentium II Xeon e Pentium III Xeon é absoluta. É nessa fatia de mercado que o K7 deve bater de frente com os processadores Intel.

As principais características desse processador são:

  • Cache L1 de 128 KB, dividido
  • Cache L2 de 512 KB a 8 MB, dependendo do modelo. A freqüência de operação do cache será de 1/3, 1/2 ou igual a freqüência de operação do processador, dependendo do mercado-alvo (low-end, mid-end e high-end, respectivamente).
  • freqüência de operação externa de 200 MHz
  • Multiprocessamento simétrico com o padrão alpha EV-6. Esse será o primeiro processador não-Intel a trabalhar com multiprocessamento.
  • Co-processador matemático redesenhado que, segundo a AMD, terá desempenho similar ao do Pentium II/III.

Vem Aí o AMD K7

Como você pode reparar na foto, o K7 utiliza um cartucho igual ao do Pentium II/III e utiliza o mesmo conector, slot 1. Entretanto, como utiliza um padrão diferente de barramento (EV-6, enquanto o Pentium II/III utiliza o padrão GTL+), placas-mães para o PentiumII/III não poderão ser utilizadas com o K7 e vice-versa, embora o K7 se encaixe no slot 1.

O K7 tem tudo para ser um sucesso. Em minha opinião, o problema deverá ser o preço de um micro equipado com esse processador, pois o processador será novo, a placa-mãe e as memórias. A memória será outro fator para encarecer o micro, já que o único tipo de memória capaz de trabalhar a 200 MHz é a Rambus (RDRAM), que ainda não existe no mercado em larga escala. A memória Rambus será vendida em um módulo chamado RIMM, que parecidíssimo com os módulos DIMM, porém com mais terminais.

Manteremos todos informados de qualquer novidade sobre o lançamento do K7.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×