Imprimir artigo
Teste do Headset Cavimanus da GX Gaming
por em Testes
Última atualização:
20.095 visualizações
Página 3 de 5

Testando o Cavimanus

Produto Recomendado Clube do Hardware

O headset é muito confortável e leve na cabeça, mesmo sendo grande. Há quem goste de revestimento em tecido, mas o courino deixa os fones mais macios e menos quentes (apesar de descascar com o tempo, por causa do suor). Já que estamos comentando sobre os alto-falantes, a ideia de colocar os controles no fone esquerdo foi brilhante: em vez de uma unidade de controle pendurada no fio ou apoiada em cima de um tampo de mesa já cheio de coisas, os controles estão instintivamente à mão. O volume é um dial, a função vibratória é ligada e desligada por um botão, e o microfone fica mudo ao ser erguido. Não há como confundir..

Cavimanus
Figura 7: Microfone recolhido

É inegável que o grande atrativo do Cavimanus é a função vibratória. Com alto-falantes de 40 mm, o Cavimanus torna bem possantes os sons graves de jogos de ação, portanto é preciso cuidado com o volume do jogo para a partida não ficar ensurdecedora, especialmente em combinação com a função vibratória. Aí, em mapas do Battlefield 4 em que prédios desabam, o usuário corre o risco de abandonar o próprio edifício achando que está tudo vindo abaixo. Brincadeira à parte, não recomendamos deixar a mixagem de graves no máximo nem o volume muito alto, pois pode ser prejudicial à saúde. Juntamente com a vibração, a mixagem em 7.1 canais colabora na imersão do jogador, que sente um aeronave passando por cima e um tanque irrompendo por um muro por trás, à esquerda. Durante os testes, o som saiu perfeito. E o efeito vibratório remete à novidade dos primeiros controles de videogame que faziam isso.

Cavimanus
Figura 8: Cavimanus na cabeça

A nota dissonante no headset é o microfone. Ele não é flexível como a maioria dos concorrentes; seu formato rígido o deixa afastado da boca do usuário. Isso é bom para quem quer comer ou beber durante a partida, porém, nos modelos flexíveis, para fazer isso basta chegá-lo para o lado. Aqui, contudo, é impossível aproximar o microfone da boca, e a captação do som ambiente aumenta; para compensar essa opção de design, o microfone do Cavimanus é unidirecional, ou seja, só capta o som à frente (no caso, os furos estão apontados para a boca). Mesmo assim, os companheiros de partida notaram que a invasão do som ambiente foi um pouco mais acentuada.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMAS NOTÍCIAS EM ÁUDIO
ÚLTIMOS ARTIGOS
529.265 usuários cadastrados
418 usuários on-line