Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
mechaenginer2

Caltech, MIT, Stanford ou Harvard - Como entrar nessas universidades

Recommended Posts

Todos sabemos que muitas das mentes consideradas como gênios não estudaram numa universidade top como conhecemos hojes. Grandes inventores e empreendedores abandonaram a faculdade para inovar e se tornar grande e respeitável.

 

Tantos prêmios nobéis e criadores que surgiram de lugares estranhos aos prestigiadíssimos MIT, Caltech, Hardvard, Stanford, CERN, Oxford entre outras instituições que atraem fascínio e a uma crença na ciência de maneira geral.

 

Porém todos sabemos que uma ingressão numa universidade dessas significa um passo para o destaque profissional. Existem muitos medalhas de ouro em matemática que nunca se tornaram milionários e muitos estudantes medianos que se tornaram lendários pelas criações ou empreendimentos. O conhecimento é bem generoso e ninguém é detentor e controlador dele, portanto qualquer um pode surpreender mesmo não sendo considerado gênio.

 

Bom pensando assim, é possível além de só um currículo escolar nota 10, um estudante com destaque em esportes, outras atividades como empreendedorismo, artigos científicos elaborados e trabalho voluntário juntamente com uma boa recomendação preparada junto a uma empresa que presta serviço neste ramo ou junto a instituições como a Fundação Estudar, mas com um currículo escolar com nota não tão altas, tem chances de entrar numa universidade dessas?

 

Obviamente além de saber falar um bom inglês, realizar os exames avaliativos dos EUA e ter o mínimo de conteúdo o que um estudante mediano precisa fazer pra entrar numa instituição dessas?

 

Alguém aqui já teve experiência numa universidade internacional?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Vini_Vevo    392

As notas do estudante tem que ser de 9 a 10 , n pode ter nada na media ou abaixo de 9 , e é muito difícil entrar , porque você concorre com pessoas que deixam a vida de lado para estudar , n nunca tive experiencia em uma universidade

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
mechaenginer2    0
  • Autor do tópico
  • As notas do estudante tem que ser de 9 a 10 , n pode ter nada na media ou abaixo de 9 , e é muito difícil entrar , porque você concorre com pessoas que deixam a vida de lado para estudar , n nunca tive experiencia em uma universidade

     

    Por ai mesmo. Mas parece que o aluno pode justificar as notas baixas, por exemplo se por problema de depressão ou problemas familiares. E tem o caso de pessoas com talento jovens esportistas/ inventores / cientistas que são bem recomendados ou conseguiram um destaque expressivo (as medalhas de ouro em olimpíadas de matemática) são o maior exemplo, que driblam e pular qualquer nota baixa, penso.

     

    Por exemplo se o cara que inventou o Oculus Rift que é bem jovem quisesse entrar no MIT ele entrava de boa, com carta de recomendação. Acho.

    A cultura de competição nessas universidades é extrema, basicamente o aluno que relaxou não entra lá. Tem que ser mesmo over-dedicado.

     

    Porém é mito pensar que só as pessoas que estudam por lá que vão "ganhar o mundo", prêmios nobéis, start ups milionárias, bilhões e invenções inovadores etc.

     

    Há mentes brilhantes por todas as partes do mundo, obviamente porém essas instituições top ajudam dar maior possibilidade do cara se dar bem na vida.

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites
    Vini_Vevo    392

    Por ai mesmo. Mas parece que o aluno pode justificar as notas baixas, por exemplo se por problema de depressão ou problemas familiares. E tem o caso de pessoas com talento jovens esportistas/ inventores / cientistas que são bem recomendados ou conseguiram um destaque expressivo (as medalhas de ouro em olimpíadas de matemática) são o maior exemplo, que driblam e pular qualquer nota baixa, penso.

     

    Por exemplo se o cara que inventou o Oculus Rift que é bem jovem quisesse entrar no MIT ele entrava de boa, com carta de recomendação. Acho.

    A cultura de competição nessas universidades é extrema, basicamente o aluno que relaxou não entra lá. Tem que ser mesmo over-dedicado.

     

    Porém é mito pensar que só as pessoas que estudam por lá que vão "ganhar o mundo", prêmios nobéis, start ups milionárias, bilhões e invenções inovadores etc.

     

    Há mentes brilhantes por todas as partes do mundo, obviamente porém essas instituições top ajudam dar maior possibilidade do cara se dar bem na vida.

    é mais complicado que parece , para provar que tem depressão em que ir em um medico pegar atestado eles tem que ver so o medico existe , o oculos rift assim que sair a venda ele poderia mas versão beta (beta nem conta) , sim um aluno que tem bastante premios e n tem nota boa pode dar uma sorte e poder entrar .

    Compartilhar este post


    Link para o post
    Compartilhar em outros sites

    Crie uma conta ou entre para comentar

    Você precisar ser um membro para fazer um comentário






    Sobre o Clube do Hardware

    No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

    Direitos autorais

    Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

    ×