Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Entre para seguir isso  

Rumo à Taiwan

       
 3.055 Visualizações   0 comentários

Estou indo mais uma vez à Taiwan para participar da Computex, a maior feira de hardware do mundo. Esta é a quarta vez que vou para lá. Desta vez como temos um blog estarei atualizando o blog com o passo-a-passo da minha viagem, porque esta viagem é dose para leão. Só para você ter uma idéia, o meu itinerário dessa vez será Rio de Janeiro - São Paulo - Johanesburgo - Hong Kong - Taipé. De São Paulo até Johanesburgo são mais ou menos 10 horas de viagem e de Johanesburgo até Hong Kong são mais ou menos 13 horas. Só aí já é um dia corrido. Fora o tempo de espera nos aeroportos. São quase dois dias para chegar em Taiwan: saio daqui hoje (sexta-feira) às 14:00 H (horário do Brasil) e minha previsão de chegada em Taipé é domingo 11:25 H (horário local, 11 horas à frente). Tomara que a Internet funcione nos aeroportos, pois caso contrário vou morrer de tédio. Meu vôo está programado para chegar em Johanesburgo as 7 da manhã, com meu vôo para Hong Kong saindo a 1 da tarde. Haja chá de cadeira!

Rumo à Taiwan
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Estou indo mais uma vez à Taiwan para participar da Computex, a maior feira de hardware do mundo. Esta é a quarta vez que vou para lá. Desta vez como temos um blog estarei atualizando o blog com o passo-a-passo da minha viagem, porque esta viagem é dose para leão. Só para você ter uma idéia, o meu itinerário dessa vez será Rio de Janeiro - São Paulo - Johanesburgo - Hong Kong - Taipé. De São Paulo até Johanesburgo são mais ou menos 10 horas de viagem e de Johanesburgo até Hong Kong são mais ou menos 13 horas. Só aí já é um dia corrido. Fora o tempo de espera nos aeroportos. São quase dois dias para chegar em Taiwan: saio daqui hoje (sexta-feira) às 14:00 H (horário do Brasil) e minha previsão de chegada em Taipé é domingo 11:25 H (horário local, 11 horas à frente). Tomara que a Internet funcione nos aeroportos, pois caso contrário vou morrer de tédio. Meu vôo está programado para chegar em Johanesburgo as 7 da manhã, com meu vôo para Hong Kong saindo a 1 da tarde. Haja chá de cadeira!

\"Rumo

Bem, tenho que ir. Continue acompanhando aqui a minha saga...

Saindo do Rio, sexta-feira 27 de maio de 2005, 12:00 H

Acabei de ligar meu cronômetro. Hora de partida oficial da minha casa: 12:00 H. Antes de ir ao aeroporto, uma passadinha básica na praia aqui perto de casa para tirar uma foto para colocar aqui no blog: Copacabana meio-dia de sexta-feira 27 de maio de 2005.

\"Rio

O vôo rumo a São Paulo partiu 14:30 H. Uma foto do Rio, vista aérea rumo a SP: Pão de Açúcar e no lado esquerdo a mesma praia de Copacabana.

\"Rio

Sempre que chego a São Paulo de avião me surpreendo com duas coisas, não necessariamente nesta ordem: a poluição e o tamanho da Grande São Paulo, que não pára de crescer. Aliás, tava lendo uma matéria no jornal na semana passada dizendo que o êxodo rural nunca esteve tão forte quanto agora, Rio e São Paulo não param de receber moradores. Haja espaço! Será que o governo não vê que precisa desenvolver as outras regiões para evitar a explosão de vez do Rio e de SP? 17 milhões de pessoas morando na Grande SP é soda... Mas, enfim, isso é papo para muito chopp...

Tá, antes que me acusem de bairrismo, do avião também dá para ver um pouquinho de poluição no Rio de Janeiro (já tô vendo que vou receber e-mails dos paulistas dizendo que do avião dá para ver a Linha Vermelha interditada por falsos policiais assaltando carros... ai ai...). O impressionante é que andando por São Paulo não temos idéia de como o ar é poluído, o que vemos na foto abaixo é realmente impressionante.

\"São

\"São

No momento estou no aeroporto de Guarulhos esperando meu vôo para Johanesburgo, África do Sul. Aqui em Guarulhos tem rede wi-fi de graça (ou "na faixa", como dizem os paulistas), da Telefônica, a velocidade é realmente impressionante. Baixei arquivos aqui bem acima de 100 KB/s e rodando um programa para medir a velocidade da rede deu 2 Mbps... Muito bom! A Telefônica está de parabéns. Mas acredito que esta mamata acabe, possivelmente estão testando para oferecer a rede wi-fi de graça somente para quem é assinante Speedy. Aliás, para acessar é necessário preencher um formulário e se você bota um telefone que não seja de São Paulo o sistema reclama que não é área de cobertura deles. Ah, tá, então viajantes não podem acessar a rede? Bem, eu tapeei colocando um telefone qualquer com DDD 11. Deu certo. Fica aí a dica.

Continuem acompanhando meu chá de cadeira por aqui. Atualizo o blog quando chegar na África do Sul, tomara que o aeroporto de lá tenha Internet. O chá de cadeira de lá vai ser dose. Meu vôo tá programado para chegar as 7 da manhã e meu vôo para Taiwan parte 1 da tarde. Seis horas de bobeira vendo avião...

Johanesburgo, sábado 28 de maio de 2005, 7:00 H (horário local, sexta 2:00 H no Brasil)

Johanesburgo foi uma pequena aventura. O comandante acelerou e cheguei 30 minutos antes do horário previsto. Para mim não fez diferença, já que eu ia ter de esperar no aeroporto de qualquer forma. Também preciso corrigir o erro que cometi quando iniciei esta entrada no blog, o tempo de vôo correto de SP a JNB é de 8:30 H. 

Desenbarcando, a primeira coisa que fiz foi procurar uma conexão com a Internet para atualizar o blog. A conexão do aeroporto não era grátis, mas tinha uns computadores desktop para acessar a rede. Infelizmente neles só dava para acessar o Internet Explorer, então não deu para atualizar o blog, pois ficaria sem acentuação. E ia pegar mal para caramba de puxar o cabo de rede do desktop para meter no meu notebook, quando tinha um monte de gente querendo usar os micros. Eu sei que Brasileiro é meio cara-de-pau, mas não vai ser por mim que vamos ganhar esta fama no exterior.

Então, sem nada para fazer e com embarque marcado para 12:30 H rumo à Hong Kong, fui dormir. Até porque eu só havia conseguido dormir uma hora no vôo de São Paulo até a África do Sul, ainda por cima me deu uma dor de barriga e tive que ficar fazendo ponte aérea poltrona-banheiro-poltrona algumas vezes durante a viagem.

No aeroporto de Johanesburgo tem um hotel furreca e caro. Nem merece uma estrela. Tudo o que eu queria era tomar um banho quente e capotar até 10:40 H, mais ou menos, pois eu ainda tinha que passar no balcão da Cathay Pacific para pegar o cartão de embarque e ainda tinha uma fila gigantesca para passar pelo raio x, cheio de gente mal-educada furando fila e empurrando (e tem gente que reclama do Brasil e acha que essas coisas só acontecem por aqui). Beleza. Quando tava quase pegando no sono, um indiano maluco começou a bater na minha porta meio desesperado. O cara, que devia ser moreno, tava bege. Ele tinha ficado naquele mesmo quarto antes e tinham roubado US$ 300 da bolsa dele enquanto ele deu uma descidinha para comer algo. Valeu, amigão, mas eu quero é dormir mesmo. A minha desconfiança que este hotel era fuleiro só aumentou depois dessa. Beleza. Quando tava quase pegando no sono mais uma vez, achei que tinha um alien dentro de mim. Depois de remover o bicho, consegui finalmente dormir. Programei o relógio para tocar às 10:40 H.

Quando abri o olho novamente, desespero! Já era 12:00 H. O despertador não tocou (tava tão chapado que não conferi se aquele simbolozinho de sino tava ligado ou não). Saí correndo, consegui passar no balcão da Cathay Pacific, passar pelo raio x (que felizmente não tinha mais fila), e pegar o avião.

Uma curiosidade que já tinha me chamado a atenção da outra vez que fui à África do Sul e não comentei com ninguém: o plugue da tomada de lá é super esquisito. O que leva um país a querer ser diferente do resto do mundo? Isso me lembra quando eu era pequeno e que todas as tomadas do Brasil eram redondas e para instalar plugue chato "padrão americano" a gente tinha que usar um adaptador ou um "benjamim". Se você reparar na foto, não dá para fazer nenhum tipo de "jeitinho" nessa tomada...

\"Tomada

Hong Kong, domingo 29 de maio de 2005, 6:30 H (horário local, 17:30 H de sábado no Brasil)

Mal sentei na poltrona, correndo e com medo de não pegar o avião, senti que tinha outro alien dentro de mim. O avião já tava andando. E agora? O negócio era me segurar ao máximo. Foi o aviso de apertar cintos se apagar para eu sair correndo e matar de vez este outro alienígena. Ufa, foi por pouco. Ter piriri em avião é brabo.

A boa notícia é que eu consegui dormir mais um pouco neste vôo. Pelas minhas contas, minha tabela de sono ficou assim: 1 hora de SP para JNB, 4 horas no hotel fuleiro de JNB, 3 horas no vôo até HKG. Oito horas em dois dias. Brabeira. O pior é aquela situação de não aguentar mais ver filminho (já tinha visto três), não conseguir ler ou usar o computador e não conseguir dormir. Argh. Um conhecido meu uma vez falou que existem dois tipos de pessoas: as que não gostam de andar de avião e as mentirosas.

O avião da Cathay Pacific tinha na parede da frente (aquela que dá para os banheiros) uma faixa colorida que ia mudando de cor. Parecia uma luz neon. Pensei: "caramba, já tão fazendo case mod até em avião". Ignora, tava bêbado de sono.

Cheguei em Hong Kong sem problemas. O aeroporto de Hong Kong é um dos maiores do mundo. Haja perna. Só para uma comparação grosseira, o que seria andar do extremo do terminal 2 (novo) até o extremo oposto do terminal 1 (antigo) do Galeão no de Hong Kong equivale a andar 10 portões de embarque, somente. Eu desembarquei no portão 72 e meu vôo tava programado para o portão 3. Sem exagero, era 35 minutos andando. Por sorte meu vôo foi cancelado e substituído por outro no mesmo horário no portão 27. Menos mal, precisei andar só 25 minutos.

\"Hong

Na foto acima, minha "carruagem" para Taipé. Tive de esperar apenas 1 hora no aeroporto de Hong Kong, como só chegar no portão certo me tomou 25 minutos e ainda tive que ir ao banheiro, beber água, comer uma sopinha chinesa e atualizar rapidinho o blog, não tive de esperar nada.

Taipé, domingo 29 de maio de 2005, 11:00 H (horário local, 22:00 H de sábado no Brasil)

Finalmente cheguei. Após passar pela imigração e pegar a mala, meia hora. Para chegar ao hotel, mais uma meia hora (o aeroporto de Taipé fica longe da cidade). Cheguei à porta do hotel onde vou ficar exatamente 12:15 H, horário local. Assim temos cronometrado o tempo da porta da minha casa até a porta do hotel em Taiwan:

  • Tempo relativo: 48 horas e 15 minutos
  • Tempo real: 35 horas e 15 minutos

Isso que é maratona. Quando falo que leva quase dois dias para chegar em Taiwan tem gente que acha que é exagero meu.

\"Grand

\"Grand

Essas fotos acima eu acabei de tirar, são do hotel onde estou no momento (Grand Hotel). Bem, preciso dormir urgentemente, e ainda por cima meu corpo ainda tá pensando que eu estou dentro de um avião. Cheguei são e salvo. A feira começa depois de amanhã (terça-feira), acompanhem a cobertura. A cobertura vai ser coisa séria, ao contrário deste blog, onde me dei a liberdade de falar bobagem.

Compartilhar



  Denunciar Post no Blog
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!