Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.
    • DiF

      Poste seus códigos corretamente!   21-05-2016

      Prezados membros do Fórum do Clube do Hardware, O Fórum oferece um recurso chamado CODE, onde o ícone no painel do editor é  <>     O uso deste recurso é  imprescindível para uma melhor leitura, manter a organização, diferenciar de texto comum e principalmente evitar que os compiladores e IDEs acusem erro ao colar um código copiado daqui. Portanto convido-lhes para ler as instruções de como usar este recurso CODE neste tópico:  
Larice

Proposição, lógica de programação

Recommended Posts

Pessoal eu comecei a ler a apostila e estou entendo, so que a apostila me passou um exercicio e não dá exemplo.

Só diz que existe conectivos de negação e etc...

e pediu p me fazer esse exercício, será que vocês podem resolver um p mim?!

obg! :(

Sejam as Proposições: p:Carla é bonita e p:Crala está

com febre.Traduzir para a linguagem corrente as

seguintes proposições:

a) ~p

~q

B) p ^q

c) p (circunflexo p baixo)q

d) p -> ~q

e)q <-> p

f) ~p ^ ~q

g) ~ p (circunflexo p baixo) q

h) p <-> ~q

i) ~~ p

j) ( p ^ ~q ) -->p

:confused:

obrigadoo!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Cara amiga, vi sua duvida e decidi lhe ensinar do que mandar a resposta pronta. ate porque é fácil, você vai aprender rapidinho. vou passar um pouco do texto ta apostila da facu onde estudo, falando sobre os conectivos logicos.

Negação

• Negação (¬ ou ~)

– Se P é uma proposição, a expressão ¬P é chamada

negação de P.

– A negação inverte o valor verdade de uma

expressão:

Se P for verdadeira, ¬P é falsa, enquanto que se P for

falsa, ¬P é verdadeira

– Exemplo:

• A = Ele é fumante.

• ¬A = Ele não é fumante.

Conjunção

• Conjunção (^)

– Se P e Q são proposições, a expressão P ^ Q é

chamada conjunção de P e Q e as proposições P

e Q são chamadas fatores da expressão;

– Exemplo:

Sejam A = João é inteligente e B = João lê as obras

de Platão.

• A ^ B representa a sentença João é inteligente e João lê as

obras de Platão.

• B ^ A representa a sentença João lê as obras de Platão e

João é inteligente.

• A ^ B e B Ù A Se equivalem.

Disjunção

• Disjunção (v)

• Às vezes, a língua portuguesa encerra alguma

ambigüidade no uso do conectivo “ou”;

• A utilização de “ou” entre dois fatos indica que um

deles é verdadeiro, mas pode não deixar claro se

ambos o são.

Sejam A = João é inteligente e B = João lê as obras

de Platão.

• A v B representa a sentença ou João é inteligente ou João lê as

obras de Platão.

Condicional

• Condicional (-> (uma seta))

– Considere a proposição:

“Se a chuva continuar a cair, então o rio vai transbordar.”

– Esta é uma proposição composta pelas duas proposições “a

chuva continuar a cair” e “o rio vai transbordar”, ligadas pelo

conectivo “se ... então”.

– Em Lógica Simbólica este conectivo é chamado “condicional” e

representado pelo símbolo -> (uma seta)

– O conectivo “se ... então” tem vários sinônimos; se

representarmos por P a frase “a chuva continuar a cair”, e por Q

a frase “o rio vai transbordar”, então P ® Q pode representar

qualquer das expressões abaixo:

– “Se a chuva continuar a cair, então o rio vai transbordar”

– “Se a chuva continuar a cair, o rio vai transbordar”

– “O rio vai transbordar, se a chuva continuar a cair”

– “O fato de a chuva continuar a cair implica em o rio transbordar”

Bi-condicional

• Bi-condicional (<-> (seta dupla))

– Considere a proposição:

“João será aprovado se e somente se ele estudar.”

– Temos duas proposições “João será aprovado” e “ele

estudar”, ligadas pelo conectivo “se e somente se”.

– Em Lógica Simbólica este conectivo é chamado “Bicondicional”

e representado pelo símbolo <-> (seta dupla)

“João será aprovado se e somente se ele

estudar.”

– O conectivo “se e somente se” indica que se

João estudar será aprovado, e que essa é a

única possibilidade de João ser aprovado,

isto é, se João não estudar, não será

aprovado.

– Os dois acontecimentos serão ambos

verdadeiros ou ambos falsos, não existindo

possibilidade de uma terceira opção.

• Os conectivos lógicos E, OU e NÃO (ou, mais

comumente seus equivalentes em inglês AND, OR e

NOT) são oferecidos pela maioria das linguagens de

programação.

• Esses conectivos, de acordo com as tabelas-verdade

que definimos, agem sobre combinações de expressões

verdadeiras e falsas a fim de produzir um valor-verdade

final.

• Desses valores provém a capacidade de tomada de

decisão fundamental ao controle do fluxo de programas

de computadores.

• Desta forma, em um desvio condicional de um

programa, se o valor-verdade de uma determinada

expressão for verdadeiro, o programa irá executar um

trecho de seu código; se o valor for falso, o programa

executa, em seguida, outro trecho de seu código.

• Se a expressão condicional for substituída por uma

expressão mais simples equivalente, o valor-verdade da

expressão e, portanto, o controle do fluxo do programa

não serão afetados, mas o novo código torna-se mais

simples de ser entendido e poderá ser executado mais

rapidamente.

espero ter ajudado, se não comseguir é so dizer q eu farei o meu melhor.

estou começando e sou novo no forum, é meu primeiro post.

valeu!!!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Larice, bom saber que você já começou os estudos como foi recomendado em outro tópico.:D

Bem, você entendeu bem como funcionam os conectivos lógicos e o papel deles nas sentenças?

Vou dar a resposta de alguns exemplos, e peço que você tente fazer os outros e traga as dúvidas, inclusive peço aos demais usuários que NÃO POSTEM AS RESPOSTAS PRONTAS, o nosso objetivo aqui é ajudar quem quer aprender, e quebrar a cabeça pra entender faz parte do aprendizado.;)

a) ~p

Como p significa "Carla é bonita" e ~ significa negação, a frase seria: "Carla não é bonita"

c) p ^q

Como p significa "Carla é bonita", ^ significa "e"(o "e" lógico, vale lembrar) e q significa "Carla está com febre", a frase seria: "Carla é bonita e está com febre"

Use esses como base e tente fazer os demais, qualquer dúvida é só postar.

Abraço.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
 
Cara amiga, vi sua duvida e decidi lhe ensinar do que mandar a resposta pronta. ate porque é fácil, você vai aprender rapidinho. vou passar um pouco do texto está apostila da facu onde estudo, falando sobre os conectivos logicos.

Negação

• Negação (¬ ou ~)

– Se P é uma proposição, a expressão ¬P é chamada

negação de P.

– A negação inverte o valor verdade de uma

expressão:

Se P for verdadeira, ¬P é falsa, enquanto que se P for

falsa, ¬P é verdadeira

– Exemplo:

• A = Ele é fumante.

• ¬A = Ele não é fumante.

Conjunção

• Conjunção (^)

– Se P e Q são proposições, a expressão P ^ Q é

chamada conjunção de P e Q e as proposições P

e Q são chamadas fatores da expressão;

– Exemplo:

Sejam A = João é inteligente e B = João lê as obras

de Platão.

• A ^ B representa a sentença João é inteligente e João lê as

obras de Platão.

• B ^ A representa a sentença João lê as obras de Platão e

João é inteligente.

• A ^ B e B Ù A Se equivalem.

Disjunção

• Disjunção (v)

• Às vezes, a língua portuguesa encerra alguma

ambigüidade no uso do conectivo “ou”;

• A utilização de “ou” entre dois fatos indica que um

deles é verdadeiro, mas pode não deixar claro se

ambos o são.

Sejam A = João é inteligente e B = João lê as obras

de Platão.

• A v B representa a sentença ou João é inteligente ou João lê as

obras de Platão.

Condicional

• Condicional (-> (uma seta))

– Considere a proposição:

“Se a chuva continuar a cair, então o rio vai transbordar.”

– Esta é uma proposição composta pelas duas proposições “a

chuva continuar a cair” e “o rio vai transbordar”, ligadas pelo

conectivo “se ... então”.

– Em Lógica Simbólica este conectivo é chamado “condicional” e

representado pelo símbolo -> (uma seta)

– O conectivo “se ... então” tem vários sinônimos; se

representarmos por P a frase “a chuva continuar a cair”, e por Q

a frase “o rio vai transbordar”, então P ® Q pode representar

qualquer das expressões abaixo:

– “Se a chuva continuar a cair, então o rio vai transbordar”

– “Se a chuva continuar a cair, o rio vai transbordar”

– “O rio vai transbordar, se a chuva continuar a cair”

– “O fato de a chuva continuar a cair implica em o rio transbordar”

Bi-condicional

• Bi-condicional (<-> (seta dupla))

– Considere a proposição:

“João será aprovado se e somente se ele estudar.”

– Temos duas proposições “João será aprovado” e “ele

estudar”, ligadas pelo conectivo “se e somente se”.

– Em Lógica Simbólica este conectivo é chamado “Bicondicional”

e representado pelo símbolo <-> (seta dupla)

“João será aprovado se e somente se ele

estudar.”

– O conectivo “se e somente se” indica que se

João estudar será aprovado, e que essa é a

única possibilidade de João ser aprovado,

isto é, se João não estudar, não será

aprovado.

– Os dois acontecimentos serão ambos

verdadeiros ou ambos falsos, não existindo

possibilidade de uma terceira opção.

• Os conectivos lógicos E, OU e NÃO (ou, mais

comumente seus equivalentes em inglês AND, OR e

NOT) são oferecidos pela maioria das linguagens de

programação.

• Esses conectivos, de acordo com as tabelas-verdade

que definimos, agem sobre combinações de expressões

verdadeiras e falsas a fim de produzir um valor-verdade

final.

• Desses valores provém a capacidade de tomada de

decisão fundamental ao controle do fluxo de programas

de computadores.

• Desta forma, em um desvio condicional de um

programa, se o valor-verdade de uma determinada

expressão for verdadeiro, o programa irá executar um

trecho de seu código; se o valor for falso, o programa

executa, em seguida, outro trecho de seu código.

• Se a expressão condicional for substituída por uma

expressão mais simples equivalente, o valor-verdade da

expressão e, portanto, o controle do fluxo do programa

não serão afetados, mas o novo código torna-se mais

simples de ser entendido e poderá ser executado mais

rapidamente.

espero ter ajudado, se não comseguir é so dizer q eu farei o meu melhor.

estou começando e sou novo no forum, é meu primeiro post.

valeu!!!!!

Ajudou sim querido, ajudou bastante ;)

eu tentei fazer no caderno! vou postar pra ver se eu acertei :)

estou apaixonada por tudo que envolve programação! :wub:

tomara que não se complique MUITO...

beijOs e obgrigado de novo ;)

Olá Larice, bom saber que você já começou os estudos como foi recomendado em outro tópico.:D

Bem, você entendeu bem como funcionam os conectivos lógicos e o papel deles nas sentenças?

Vou dar a resposta de alguns exemplos, e peço que você tente fazer os outros e traga as dúvidas, inclusive peço aos demais usuários que NÃO POSTEM AS RESPOSTAS PRONTAS, o nosso objetivo aqui é ajudar quem quer aprender, e quebrar a cabeça pra entender faz parte do aprendizado.;)

a) ~p

Como p significa "Carla é bonita" e ~ significa negação, a frase seria: "Carla não é bonita"

c) p ^q

Como p significa "Carla é bonita", ^ significa "e"(o "e" lógico, vale lembrar) e q significa "Carla está com febre", a frase seria: "Carla é bonita e está com febre"

Use esses como base e tente fazer os demais, qualquer dúvida é só postar.

Abraço.

Ou querido, era essa a minha dúvida. O que ele queria que eu fizesse com a frase.

Obrigado! Beijão. :wub:

Sejam as Proposições: p:Carla é bonita e p:Carla está

com febre.Traduzir para a linguagem corrente as

seguintes proposições:

a) ~p

Carla não é bonita.

~q

Carla não está com febre.

B) p ^q

Carla é bonita e Carla está com febre

c) p (circunflexo p baixo)q

Carla está bonita ou Carla está com febre

d) p -> ~q

Se Carla é bonita então Carla não está doente.

e)q <-> p

Carla é bonita se e somente se Carla está com febre.

f) ~p ^ ~q

Carla não é bonita e não estã com febre.

g) ~ p (circunflexo p baixo) q

Carla não é bonita ou está com febre

h) p <-> ~q

Carla é bonita se e somente se Carla não está doente

i) ~~ p

??

j) ( p ^ ~q ) -->p

Carla é bonita ou Carla não está doente então Carla é bonita (eu acho que está errado)

Gente eu não sei se era isso que o exercício queria, mais foi isso que eu entendi. Vocês podem me ajudar ;P

Beijão. :lol:

Editado por Goliathvv
Flood, por favor edite ou use multi-citação ao invés de postar seguidamente. Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

estar tudo OK, acredito q foi isso mesmo o q o exercicio pediu, mas so os dois ultimos q você se complicou, vou tentar explicar.

quando a dois sinais seguidos de negação (lembre-se q eles não estão sendo separados por parentes) eles se anulam, por exemplo.

se o valor logico de A é verdadeiro (A = V) então, ~~A equivale a A, pois um vai inverter o valor para falso e o outro para verdadeiro de novo.

A = V

~A = F

~~A = V

ja para o ultimo, existe algo q você ainda vai aprende q é ordem de procedencia, q entre outras coisas, fala q resolve-se primeiro quem estar nos parentes. não quero falar tudo agora sobre a ordem de procedencia porque acho q não iria te ajudar agora, iria complicar mais.

veja como fica as duas ultimas questões:

~~p = Carla é bonita

( p ^ ~q ) -->p = se carla é bonita e não estar com febre então Carla ela é bonita

muitas vezes nessa forma informal fica difícil de entender, mas quando você aprender tabela verdade (acho q você não aprendeu ainda, me corrija se eu estiver errado) você vai entender melhor e vai associar as coisas melhor.

valeu e espero ter ajudado mais uma vez.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
 

Pessoal, eu fiz essas atividades, mais para eu passar de nível, eu quero muito a ajuda de vocês na correção.

Muito obrigado pessoal ;)

2) Sejam as proposições: p: Paulo é bonito e q: Paulo é alto. Traduzir para a linguagem

simbólica as seguintes proposições:

a) Paulo é alto e bonito.

q ^ p

B) Paulo é bonito mas é baixo.

p ~q

obs: quando o conectivo está antes da letra significa que ele está adotado so na letra que ele está antecedendo, é isso?! obg.

outra coisa: esse "mas" da questão, é a mesma coisa de negação, é isso?!

c) Não é verdade que Paulo é bonito ou baixo.

~p ∨ baixo

obs: No caso ele não escreve bem como está a frase original, eu entendi que ele disse que Paulo não é bonito ou baixo, está certo?!

d) Paulo não é nem bonito e nem alto.

~p ^ ~p

obs: eu percebi que ele quis diminuir a frase, aí eu fiz do jeito que aprendi, e coloquei o conectivo " e ", porque são duas frases.

e) Paulo é bonito ou é feio e alto.

~~P ∨ q

obs: da onde saiu esse feio?! o que eu faço aqui?! eu sou obg a escrever esse "~~", pra demonstrar que a frase não mudou?!

f) É falso que Paulo é feio ou que não é alto.

~~p ∨ ~~q

(eu deduzi que se Paulo não é feio, ele é bonito, aí escrevi "~~" e o outro também"), está correto?!

3) Sejam as proposições: p: Alfredo é pobre e q: Tiago é feliz. Traduzir para a linguagem

corrente as seguintes proposições :

a) q → p

Se Alfredo é pobre, então Tiago é feliz.

B) p ∨ ∼ q

Alfredo é pobre ou Tiago não é feliz

c) ∼ p ↔ q

Se e somente se Alfredo não é pobre Tiago é feliz

d) ∼ p → q

Se Alfredo não é pobre então Tiago é feliz.

e) ~ ~ q

Tiago é feliz

f) ( ~ p ∨ q ) ↔ p

Alfredo não é pobre ou Tiago é feliz se e somente se Alfredo é pobre

essa eu me confundi... pessoal eu não sei esse negócio de parênteses, vocês pode me dá uma luz.

4) Sejam as proposições: p: Ana fala inglês , q: Ana fala francês e r: Ana fala espanhol. Traduzir

para a linguagem simbólica as seguintes proposições:

a) Ana fala inglês.

~~p

B) Ana fala francês e inglês, ou não fala francês nem espanhol.

(q^p) ∨ (~q ^ ~r)

confusa...

c) Não é verdade que Ana fala inglês e que não fala francês.

~p ^ ~~ q

eu entendi que ela fala francês...

d) É falso que Ana fala francês ou espanhol mas não fala inglês.

(~q^r) ~p

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×