Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Gfbonfim

Membros Plenos
  • Total de itens

    47
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

19

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Belo Horizonte, MG
  1. Será que foi retirando o microfone do modelo mais "simples", que a sony economizou os 70 mil?
  2. Não vejo boa relação na escolha das especificações. Tem a boa característica que não se encontra em notebooks um pouco melhores e que faz falta, que é a tela full HD, mas isso acaba podado pelo limitações de expansão da RAM (que é muito pouca para um notebook atualmente, mesmo de baixo desempenho), processador e placa gráfica muito ruins. Pelo preço, não vejo como uma boa opção. Um notebook com tamanha limitação não poderia passar de 1200 reais, se muito, e mesmo assim não recomendaria para ninguém. Pra mim isso é configuração de tablet, não de um notebook, independente do propósito, e alias, tá mais pra netbook. Um notebook que já nasce "ultrapassado", podado, não deveria nem ser vendido. É um dinheiro muito mal utilizado e ilude o publico leigo, que tem dificuldade de comparar custo benefício.
  3. Sabem me dizer o que acontece com um SSD quando atingem seus limites de gravação? Existe algum medidor interno de uso total? ele avisa quando o uso chega num ponto crítico e começa a apresentar falhas? ele degrada rapidamente, ou lentamente?
  4. Eu tenho pouco tempo de experiência em SSD, comparado a HD. mas de uma coisa eu sei, a última coisa que um hd tem é vida útil longa. Quantidade de relato de HD que deram defeito não é pequena. Agora não sei como tá sendo com os SSD´s até aqui. Se em geral dão problema também antes do tempo, ou se tão bem mais confiáveis. HDs não vão deixar nenhum saudosismo. Em pensar que foram décadas de desempenho gargalado por essa pecinha.
  5. Acho que tem mais a ver com propósito e ambiente, do que com preferência.
  6. Você percebe que está ficando velho, quando não sabe o que faria com "192 GiB de memória e 60 TiB de espaço para dados".
  7. E ainda tem varejistas, vendendo computadores de baixo desempenho com HD´s. 240GB é mais espaço do que a maioria dos usuários comuns utiliza.
  8. Que assim seja: https://goo.gl/SAjxBu adicionado 21 minutos depois Espero que não seja mais caro do que 1mb de ram há 30 atrás: "Um megabyte chegou a custar 859 dólares em 1985 (valor corrigido: 1.766 dólares)." A questão é que a tecnologia dos hds meio que estagnou, enquanto a das SSDs, M2 segue avançando. HDs, estão a beira da extinção em computadores pessoais (que aliás, também tem um futuro incerto). E não demora a serem substituído em servidores também. A queda nos preços de SSDs é acentuada. Um usuário comum, que é a maioria dos usuários, não tem necessidade de muito espaço, e um SSD de 128 gb ou no máximo de 256 gb, atende perfeitamente a esmagadora maioria desses usuários. Um SSD 128/256 já está no preço de um HD de 500gb/1000gb que ficam com espaço quase que totalmente ocioso. Eu considero um desrespeito o fato de muitos notebooks de baixo e "médio" desempenho ainda estarem vindo com HDs. O usuário experiente (jogos ou trabalho) sim, sabe que necessita de mais espaço, e pode comprar ou solicitar um HD como disco secundário. mas pro usuário comum (internet, e escritório) não faz sentido nenhum ter um HD atualmente.
  9. Tô esperando o dia em que um SSD atinja o mesmo preço, e aposente de vez os HDs. Fora a absurda diferença de velocidade, é triste ver um hd dando defeito depois de apenas um ano de uso.
  10. Onde você pagou R$150 ? Na internet o menor preço é R$400
  11. Pra mim também, "sempre" foi algo óbvio. Mas é interessante como a diferença entre o obvio e o desconhecido, é somente a curiosidade de buscar conhecimento. Em algum momento na minha formação, eu li sobre isso, e não acho que foi nas aulas de física, mas em artigos como esse, que lia na adolescência. Outros tantos nunca se interessaram por assuntos assim. Saber disso, é uma forma de exercitar a tolerância.
  12. O curioso foi que em alguns teste, em 2.666 MHz, o desempenho foi significativamente menor do que em 2.933 MHz (o que é esperado), mas também menor do que em 2.400 MHz (o que deixa a questão estranha). Poderia ser um problema de driver?
  13. Projeto arriscado, mas uma tentativa interessante. Difícil dizer se é uma boa ideia sem experimentar, mas se conseguir facilitar significativamente o processo de escrita, terá uma grande base de usuário, num mundo onde o principal uso do celular é para escrita, e não para voz.
  14. Até uns 400 reais, será um bom Smartphone.
  15. É interessante acompanhar a evolução tecnológica... Em pensar que o processador (I5-3210M) do meu note velhinho, consome isso, 35W. Quem sabe em alguns anos, notebooks e computadores de mesa não necessitem mais de refrigeração ativa.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...