Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Gfbonfim

Membros Plenos
  • Total de itens

    37
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

18

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Belo Horizonte, MG
  1. Pra mim também, "sempre" foi algo óbvio. Mas é interessante como a diferença entre o obvio e o desconhecido, é somente a curiosidade de buscar conhecimento. Em algum momento na minha formação, eu li sobre isso, e não acho que foi nas aulas de física, mas em artigos como esse, que lia na adolescência. Outros tantos nunca se interessaram por assuntos assim. Saber disso, é uma forma de exercitar a tolerância.
  2. O curioso foi que em alguns teste, em 2.666 MHz, o desempenho foi significativamente menor do que em 2.933 MHz (o que é esperado), mas também menor do que em 2.400 MHz (o que deixa a questão estranha). Poderia ser um problema de driver?
  3. Projeto arriscado, mas uma tentativa interessante. Difícil dizer se é uma boa ideia sem experimentar, mas se conseguir facilitar significativamente o processo de escrita, terá uma grande base de usuário, num mundo onde o principal uso do celular é para escrita, e não para voz.
  4. É interessante acompanhar a evolução tecnológica... Em pensar que o processador (I5-3210M) do meu note velhinho, consome isso, 35W. Quem sabe em alguns anos, notebooks e computadores de mesa não necessitem mais de refrigeração ativa.
  5. Eu até entendo a justificativa de limitação de autonomia da bateria pelo nicho de mercado do produto, mas uma placa de vídeo melhorzinha faria uma grande diferença numa configuração dessa. Sem falar nesse armazenamento. até telefone celular ta vindo com mais espaço hoje. Pra um notebook, 32gb é trágico. Enfim, limitaram o potencial de um ótimo produto. E pra que duas câmeras? isso é um note/tablete, não um Smartphone. tentando imaginar alguém levantando esse "trambolho" pra tirar uma foto no meio da praça.
  6. Meu sonho era a Nvidia ter concorrentes de peso, essa placa custaria uma fração do preço.
  7. Ah, como eu queria olhar pra um telefone de 3200 reais, e dizer que o preço "tá legal!".
  8. Dispositivo bonito, boas especificações, um preço baixo pra estrangeiro, e razoável pra brasileiro (R$ 200). O problema é essa autonomia ridícula de 3h. Se tanta gente comprou, é porque deve ser o suficiente para a maioria das pessoas, mas pra mim, qualquer dispositivo eletrônico que não aguente o dia de uso, não deveria nem ser fabricado.
  9. Eu acho bacana vocês falando de 60º como se o pc tivesse pra pegar fogo, e eu aqui soprando meu notebook pra ver se o processador não passa de 80º e placa de vídeo de 70º.
  10. A porta USB aparentemente seria para fornecer energia para outros dispositivos (como uma bateria externa).
  11. Sobre o uso de programas para atualizar, usei um que baixou um drive do video onbord intel. foi instalar e minha placa off board do notebook, parou de funcionar. desinstalei e voltou ao normal. achei estranho que estes programas tem muitos drives mais novos, que nem os fabricantes tem. Depois notei que os drives (alguns destes) são desenvolvidos pela própria empresa do programa. Minha teoria sobre isso, é que eles desenvolvem drives mal feitos, colocam uma versão mais recente, apenas para que o usuário sinta a necessidade de pagar pelo programa, já que geralmente quem baixa estes programas está tendo algum problema no pc, como era o meu caso. O programa em questão permitia atualizar um drive por dia na versão gratuita, e como eram muitos, levaria semanas ou meses, pra atualizar tudo.
  12. Leadership, Já diz muito sobre o produto. Leadership lançando um produto, não deveria nem ser notícia. Salvo para alertar possíveis compradores, da raiva que se passa ao comprar produtos de baixa qualidade pelo preço de produtos de boa qualidade.
  13. Que trailer fraco. Até filme de palhaço de nariz vermelho põe mais medo que isso.
  14. Por mais que a gente acompanha o desenvolvimento dos hardwares de armazenamento, e mesmo sabendo que será obsoleto em poucos anos, não deixa de ser espantoso 400gb em um cartão MicroSD.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×