Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Asvotek AV-500

       
 27.327 Visualizações    Testes  
 17 comentários

Testamos mais uma fonte de alimentação de baixo custo, a Asvotek AV-500, que o fabricante diz ser de 250 W “reais”. Vamos ver se ela passa em nossos testes.

Teste da Fonte de Alimentação Asvotek AV-500
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Testamos mais uma fonte de alimentação de baixo custo, a Asvotek AV-500, que o fabricante diz ser de 250 W. Vamos ver se ela passa em nossos testes.

Asvotek AV-500
Figura 1: Fonte de alimentação Asvotek AV-500

Asvotek AV-500
Figura 2: Fonte de alimentação Asvotek AV-500

A Asvotek AV-500 tem 14 cm de profundidade e uma ventoinha de 80 mm com rolamento de mancal em sua parte traseira.

Ela obviamente não tem nenhum sistema de cabeamento modular, mas traz proteção de nylon no cabo principal da placa-mãe, que parte de dentro da carcaça da fonte. Seus fios são mais finos do que o mínimo recomendado (20 AWG em vez de 18 AWG), o que infelizmente é uma “praga” em fontes de alimentação de baixo custo. Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos, 34 cm de comprimento
  • Um cabo com um conector ATX12V, 35 cm de comprimento
  • Um cabo com dois conectores de alimentação SATA, 35 cm até o primeiro conector, 14 cm entre os conectores
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para unidades de disquete, 35 cm até o primeiro conector e 14 cm entre os conectores

A configuração de cabos desta fonte mostra que ela é, definitivamente, um produto de baixo custo.

Asvotek AV-500
Figura 3: Cabos

Observando atentamente os conectores de alimentação SATA, você verá que eles não têm o fio laranja (+3,3 V), que é requerido. Isso mostra que esta fonte usa um projeto antigo que foi adaptado para ter conectores SATA.

Asvotek AV-500
Figura 4: Os conectores SATA não têm o fio laranja (+3,3 V)

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Pelo menos ela não queimou quando tentavam puxar seus 250W prometido, por outro lado níveis de oscilação e ruídos extremamente altos.

Parabéns Clube do Hardware desmascarar estás fontes bombas que são vendido no Brasil pra enganar o consumido.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

infelizmente essa farra vai continuar, já que falta interesse do governo em regulamentar essa questão de fontes, mas sim no tipo de tomada que a fonte usa, se a fonte é segura ou não já não é questão relevante.

E infelizmente muita gente compra essas fontes, pois acham que a fonte é do mesmo valor que um periferico, como driver, teclado e mouse, e acham um absurdo pagar caro numa fonte

Meu irmão mesmo falou porque eu iria pagar caro numa fonte, se posso comprar uma fonte barata.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
infelizmente essa farra vai continuar, já que falta interesse do governo em regulamentar essa questão de fontes, mas sim no tipo de tomada que a fonte usa, se a fonte é segura ou não já não é questão relevante.

E infelizmente muita gente compra essas fontes, pois acham que a fonte é do mesmo valor que um periferico, como driver, teclado e mouse, e acham um absurdo pagar caro numa fonte

Meu irmão mesmo falou porque eu iria pagar caro numa fonte, se posso comprar uma fonte barata.

Fala pra ele que isso que ele falou é o mesmo caso de mandar o seu pai colocar gasolina naquele posto obscuro vendendo R$ 0,50 mais barato. Se gasolina barata assim tem grande chance de ser adulterada e dar um prejuízo maior depois. Assim ele entende hehe.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Apesar do selo bomba (esperado), percebi dois avanços e um retrocesso nessa fonte de alimentação. Os avanços:

* Substituição do chaveamento em meia-ponte pelo chaveamento direto, mesmo sendo com 1 transístor (e dos ruins, por sinal), já é alguma coisa

* Retificador Schottky e adequado na linha de +12V (20A), enquanto que as outras genéricas usam retificadores Fast de 12A ou 16A no máximo.

Retrocesso: obtenção da linha de 3.3v a partir da linha de 5v, da época do surgimento de Zezé di Camargo e Luciano.

Sem falar que continuam insistindo em usar um retificador mais forte na linha de 5v... assim como a falta do fio de 3.3v nos cabos Sata.

Essa fonte poderia, creio eu, ter atingido 80% de eficiência em meia carga se tivesse usado um transístor melhor no primário e 3 retificadores schottky no secundário.

Falta muito pra surgir uma fonte de 200W de qualidade... estágio de filtragem completo, eficiência de 80, 82% em meia carga (sem PFC ativo, chaveamento direto com 2 transístores, seria possível), retificadores Schottky bem dimensionados (20A 12v, 12A 5v, 10A 3.3v), bobinas e capacitores bons no secundário. Seria uma fonte da faixa de 50 reais, eu chuto.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Coitado do Kayke, estava tão entusiasmado com essa Asvotec (ou será que era outra?), mas se ele olhar isso aqui vai ficar com uma cara de feelsbad... :(

Falta muito pra surgir uma fonte de 200W de qualidade aqui no Brasil pelo menos, para ser sincero. Talvez eles precisem olhar umas fontes da Delta de baixa potência, só isso.

PS: Preparem-se, a ótima Nexus Value 430 vai dar as caras aqui no CDH.

Editado por NyanDere

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
infelizmente essa farra vai continuar, já que falta interesse do governo em regulamentar essa questão de fontes, mas sim no tipo de tomada que a fonte usa, se a fonte é segura ou não já não é questão relevante.

E infelizmente muita gente compra essas fontes, pois acham que a fonte é do mesmo valor que um periférico, como driver, teclado e mouse, e acham um absurdo pagar caro numa fonte

Meu irmão mesmo falou porque eu iria pagar caro numa fonte, se posso comprar uma fonte barata.

De 30 pessoas que entram numa loja de informática, 29 devem pedir estas fontes baratas. E nem adianta tentar explicar que elas não prestam: "Se o PC liga, então a fonte é boa", essa é a mentalidade do brasileiro.

E sinceramente, nem ligo mais, justamente por causa da mentalidade arcaica dessas pessoas, que se recusam a ouvir a opinião de profissionais realmente qualificados. Que continuem comprando fontes bombas e estabilizadores. Se for discutir com uma pessoa dessas, você acaba descendo a conversa de nível. :bravo:

Editado por =insane=

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Coitado do Kayke, estava tão entusiasmado com essa Asvotec (ou será que era outra?), mas se ele olhar isso aqui vai ficar com uma cara de feelsbad... :(

Falta muito pra surgir uma fonte de 200W de qualidade aqui no Brasil pelo menos, para ser sincero. Talvez eles precisem olhar umas fontes da Delta de baixa potência, só isso.

PS: Preparem-se, a ótima Nexus Value 430 vai dar as caras aqui no CDH.

Era outra a fonte dele, de 200W mesmo ;)

Essa até que nao se sai de todo mal. Se o fabricante quiser salvar essa fonte acho que poderiam rebatizá-la como 200 W e arrumar o ripple dos 5V e pronto, fonte aceitável.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Nesse caso, a adicao de bobinas nao resolveria ou minimizaria o problema? Claro, isso o fabricante deveria fazer, ou alguém com experiência em eletrònica que se aventurasse a corrigir a fonte.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Era outra a fonte dele, de 200W mesmo ;)

Essa até que nao se sai de todo mal. Se o fabricante quiser salvar essa fonte acho que poderiam rebatizá-la como 200 W e arrumar o ripple dos 5V e pronto, fonte aceitável.

Na verdade era a mesma, porém com potência nominal mais modesta. E com capacitores K-Eagle. A Asvotek nos últimos lotes mudou os capacitores e inflou a potência. De qualquer forma, como você notou, perdeu-se no ruído elétrico. Isso mantem a DexPC na condição de melhor fonte de 30 reais. Prever nível de ripple/ruído elétrico não é possível, só com aparelhagem mesmo.

Há um erro na review, que vem do copy & paste de outros testes: A marca não é nacional, é de Taiwan. A fábrica é na China.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

A questão do ruído tem muito a ver com os capacitores e bobinas de saída. A Pacific Network de 200W não tem nenhuma bobina, e apenas alguns capacitores nas saídas, porém eles são de marcas excelentes, e por isso compensam a falta de bobinas, por isso a fonte apresentou ruido aceitável. Penso que se usassem bons capacitores nessa asvotek, passaria a ser uma fonte melhorzinha, apesar do sistema pré-cambriano de obteção da linha de 3.3v a partir de 5v.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
A questão do ruído tem muito a ver com os capacitores e bobinas de saída. A Pacific Network de 200W não tem nenhuma bobina, e apenas alguns capacitores nas saídas, porém eles são de marcas excelentes, e por isso compensam a falta de bobinas, por isso a fonte apresentou ruido aceitável. Penso que se usassem bons capacitores nessa asvotek, passaria a ser uma fonte melhorzinha, apesar do sistema pré-cambriano de obteção da linha de 3.3v a partir de 5v.

A Pacific Network também tem uma oscilação e ruído nada agradável mesmo tendo bons capacitores, quase saindo dos limites em +12V. Não dá pra dizer o quanto isso faria a fonte melhorar ou não. A ausência do filtro de transientes por sí já é gravíssima.

Sobre a obtenção da linha, a geração de tensão em grupo é uma coisa que até as S12II possuem.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Na verdade era a mesma, porém com potência nominal mais modesta. E com capacitores K-Eagle. A Asvotek nos últimos lotes mudou os capacitores e inflou a potência. De qualquer forma, como você notou, perdeu-se no ruído elétrico. Isso mantem a DexPC na condição de melhor fonte de 30 reais. Prever nível de ripple/ruído elétrico não é possível, só com aparelhagem mesmo.

Há um erro na review, que vem do copy & paste de outros testes: A marca não é nacional, é de Taiwan. A fábrica é na China.

Certo. Ao ruído :)

Um experimentador pode tentar acertar mao e conseguir uma bobina ou trocar algum capacitor "x" e melhorar o ruído correto? E sim, para arrumar a fonte de vez, só na fábrica mesmo com aparelhagem, mas para o bom experimentador, um osciloscópio nao bastaria?

Quando eu me sentir seguro em relação a eletrônica vou me aventurar nessas coisas.

E essa fonte, se tivessem mantido os mesmos capacitores teria alividado o ripple?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Certo. Ao ruído :)

Um experimentador pode tentar acertar mao e conseguir uma bobina ou trocar algum capacitor "x" e melhorar o ruído correto? E sim, para arrumar a fonte de vez, só na fábrica mesmo com aparelhagem, mas para o bom experimentador, um osciloscópio nao bastaria?

Quando eu me sentir seguro em relação a eletrônica vou me aventurar nessas coisas.

E essa fonte, se tivessem mantido os mesmos capacitores teria alividado o ripple?

Ripple e ruído elétrico são uma questão complicada. Existem fontes com bons capacitores, estágio completo de filtragem e mesmo assim com ripple/ruído eletrico altos. De modo que não é garantido que os resultados seriam bons, mas para os "turbinadores" de fontes genéricas vale a pena experimentar sim. Pelo menos colocar bons capacitores e toda a filtragem. Depois conferir no osciloscópio. Mas isso é pra quem gosta mesmo de mexer, é mais um hobby. Existe Elite Power 350W sendo anunciada no ML até por 55 reais.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Ripple e ruído elétrico são uma questão complicada. Existem fontes com bons capacitores, estágio completo de filtragem e mesmo assim com ripple/ruído eletrico altos. De modo que não é garantido que os resultados seriam bons, mas para os "turbinadores" de fontes genéricas vale a pena experimentar sim. Pelo menos colocar bons capacitores e toda a filtragem. Depois conferir no osciloscópio. Mas isso é pra quem gosta mesmo de mexer, é mais um hobby. Existe Elite Power 350W sendo anunciada no ML até por 55 reais.

Claro, por hobby, tipo o faller que deu utilidade ao estabilizador :D

E essa Elite Power eu comprei umas 7 para um cliente, realmente, compensa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×