Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação BFG MX-550

       
 45.928 Visualizações    Testes  
 4 comentários

A nova série de fontes de alimentação da BFG, MX, vem com um sistema de cabeamento modular, uma ventoinha de 120 mm e uma ventoinha de 80 mm que funciona apenas quando a temperatura da fonte ultrapassa 50º C. Vamos dissecar o modelo de 550 W.

Teste da Fonte de Alimentação BFG MX-550
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A nova série de fontes de alimentação da BFG, MX, vem com um sistema de cabeamento modular, uma ventoinha de 120 mm e uma ventoinha de 80 mm que funciona apenas quando a temperatura da fonte ultrapassa 50° C. Vejamos se o modelo de 550 W (MX-550 ou BFGI550WMXPSU) é um bom produto.

Fonte de Alimentação BFG MX-550
Figura 1: Fonte de alimentação BFG MX-550.

A propósito, as fontes de alimentação da série MX da BFG são idênticas às da série LS. A diferença entre as duas fica por conta da presença do sistema de cabeamento modular e de uma ventoinha auxiliar de 80 mm na série MX, e também o tamanho da ventoinha principal (120 mm na série MX, mas 135 mm na série LS).

Esta fonte mede 17 cm de profundidade, mas já vimos alguns produtos com a mesma faixa de potência medir 16 cm ou até mesmo 14 cm de profundidade. Mas é complicado fazer com que uma fonte seja pequena quando um sistema de cabeamento modular é usado.

Fonte de Alimentação BFG MX-550
Figura 2: Fonte de alimentação BFG MX-550.

Nesta fonte de alimentação o cabo de alimentação principal da placa-mãe (conector de 20/24 pinos) e o cabo ATX12V/EPS12V (dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V) partem de dentro da carcaça da fonte. Eles têm um acabamento de nylon que também parte de dentro da carcaça da fonte.

O sistema de cabeamento modular tem oito conectores, dois reservados para os cabos de alimentação auxiliares para placas de vídeo (verde-limão) e seis conectores de alimentação SATA e para periféricos.

Esta fonte também vem com oito cabos: um cabo de alimentação auxiliar para placas de vídeo com um conector de 6 pinos, um cabo de alimentação auxiliar para placas de vídeo com um conector de 6/8 pinos, um cabo com três conectores de alimentação SATA, dois cabos com três plugues de alimentação SATA, um cabo com dois plugues de alimentação para periféricos e dois cabos com dois plugues de alimentação para periféricos e um plugue de alimentação para a unidade de disquete cada.

Fonte de Alimentação BFG MX-550
Figura 3: Cabos do sistema de cabeamento modular.

Todos os fios desta fonte de alimentação são 18 AWG, o que é perfeito para uma fonte desta faixa de potência.

A MX-550 tem PFC ativo, o que permite a BFG vendê-la na Europa. No que diz respeito à eficiência, a BFG diz que esta fonte tem eficiência mínima de 80%.

Esta fonte, assim como os outros modelos da série LS da BFG, é fabricada pela Fore Point (uma das fábricas da Fortrex) e de acordo com nosso contato com a BFG é caseada no projeto da FP-165. Nosso contato com a BFG também nos disse que eles mudarão o fornecedor da série LS para a Enhance Electronics em um futuro próximo, portanto no futuro as duas séries passarão a ser diferentes internamente.

Vamos dar uma olhada no interior desta fonte.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Essa fonte me deixou com "a pulga atrás da orelha" apesar do GT ter dado uma "chance" para ela, creio que ela não deveria ter queimado, mesmo com o problema da ventoinha pois é um defeito que qualquer fabricante sério precisa prever. Ao implementar uma proteção de sobre-aquecimento a fonte deveria se desarmar preservando-a e o usuário iria perceber pelos constantes desligamentos que alguma coisa estaria errada logo descobrindo o problema com a ventoinha.

Na minha opinião fonte boa não queima, mas, desarma antes.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

acho que pelo preço dela não vale a pena, temos ótimas fonte de 550W e até de 600W pelo mesmo preço ou até mais baixo, a não ser que o cabeamente modular seja indispensavel.

Excelente teste, mas não gostei da fonte.:P

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Vale lembrar que ela morreu depois de 3 tentativas. É como o GT disse a BFG deu o beneficio da duvida... mas entre beneficio da duvida e certeza... eu vou na certeza e claro vou na opiniao de todos onde sei que tem muitas fontes de 550w a 600w muito mais barata ou de mesmo preço que pode entregar uma qualidade superior tanto em eficiencia como no projeto de fonte.

Abraços,

Edson

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×