Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Placa-Mãe ECS GF9300T-A Black Series

       
 100.394 Visualizações    Testes  
 10 comentários

A ECS GF9300T-A é uma placa-mãe soquete 775 com vídeo on-board baseada no novo chipset GeForce 9300 da NVIDIA e que vem com saída HDMI. Vamos dar uma olhada nos recursos e desempenho deste novo produto.

Teste da Placa-Mãe ECS GF9300T-A Black Series
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A ECS GF9300T-A Black Series é uma placa-mãe soquete LGA775 baseada no mais novo chipset da NVIDIA, o GeForce 9300, que tem vídeo on-board com motor gráfico DirectX 10 e é o primeiro chipset da NVIDIA para a plataforma Intel a suportar a tecnologia Hybrid SLI. Neste teste compararemos o desempenho do GeForce 9300 com o dos chipsets GeForce 7100, Intel G31, Intel G33 e Intel G45. Confira.

Juntamente com o GeForce 9300 a NVIDIA também lançou o GeForce 9400. Ambos usam apenas um único chip e a diferença entre eles é o clock do motor gráfico. Na tabela abaixo nós comparamos as principais especificações desses dois novos chipsets com o de outros chipsets com vídeo on-board que incluímos em nosso teste. Os clocks do barramento externo (FSB), memórias DDR2 e DDR3 são máximos e o chipset suporta dispositivos que trabalhem com clocks menores. Você só pode instalar memórias DDR3 caso o fabricante da placa-mãe inclua soquetes de memórias DDR3 na placa. Este não é o caso da ECS GF9300T-A: apesar de o chipset suportar memórias DDR3 a placa-mãe tem apenas soquetes DDR2. Isto significa que você não poderá instalar memórias DDR3 nesta placa-mãe.

Todos os chipsets listados na tabela abaixo suportam a tecnologia de dois canais de memória.

Chipset

GeForce 9400

GeForce 9300

GeForce 7100

Intel G45

Intel G33

Intel G31

Clock do Chip Gráfico

580 MHz

450 MHz

600 MHz

800 MHz

400 MHz

400 MHz

Processadores Gráficos

16

16

5

10

2

2

Clock dos Processadores Gráficos

1.400 MHz

1.200 MHz

600 MHz

800 MHz

400 MHz

400 MHz

DirectX

10

10

9.0c

10

9.0

9.0

Modelo Shader

4.0

4.0

3.0

4.0

2.0

2.0

Barramento Externo

1.333 MHz

1.333 MHz

1.333 MHz

1.333 MHz

1.333 MHz

1.333 MHz

DDR2

800 MHz

800 MHz

800 MHz

800 MHz

800 MHz

800 MHz

DDR3

1.333 MHz

1.333 MHz

Não

1.066 MHz

1.066 MHz

Não

PCI Express

2.0

2.0

1.0

2.0

1.0

1.0

Portas USB 2.0

12

12

10

12

12

8

Portas SATA-300

6

6

4

6

4 (ICH9) ou 6 (ICH9R)

4

RAID

0, 1, 0+1, 5

0, 1, 0+1, 5

0, 1, 0+1, 5

0, 1, 10, 5 (c/ ICH10R)

0, 1, 10, 5 (c/ ICH9R)

0, 1, 10, 5 (c/ ICH7R)

Portas ATA-133

Não

Não

1 (2 Dispositivos)

Não

Não

1 (2 Dispositivos)

Hybrid SLI/CrossFire

GeForce Boost

GeForce Boost

Não

Não

Não

Não

Os motores gráficos antes do DirectX 10 usavam unidades separadas para cada tipo de processamento (sombreamento de pixels, sombreamento de vértices, etc), enquanto que o DirectX 10 e versões superiores utilizam um sistema unificado onde cada unidade de processamento pode ser usada para processar qualquer coisa. Portanto, comparar a quantidade de processadores disponíveis em chips usando tecnologias diferentes não é simples. O GeForce 7100 tem quatro unidades de sombreamento de pixels e uma unidade de sombreamento de vértices e, portanto, nós atribuímos o valor “5” como sendo a quantidade total de processadores. O Intel G33 e o Intel G31 usam o mesmo motor gráfico e têm apenas duas unidades de sombreamento de pixels e nenhuma unidade de sombreamento de vértices (nesses chipsets este estágio é executado pelo processador do micro).

Outros recursos presentes nos chipsets GeForce 9300 e 9400 incluem suporte à tecnologia GPGPU (também conhecido como CUDA), que permite que o motor gráfico integrado no chipset execute programas convencionais, aumentando o desempenho (o programa precisa ter sido compilado para fazer isto) e um decodificador de vídeo de alta definição (Blu-Ray) baseado em hardware (recurso também disponível no Intel G45), permitindo que a decodificação de vídeos de alta definição seja feita pelo chipset em vez de ser feita pelo processador, o que não apenas aumenta o desempenho, mas também libera o processador para fazer outras coisas enquanto o vídeo estiver sendo decodificado (ou seja, a carga de trabalho do processador é baixa durante a decodificação de vídeos de alta definição). Eles também suportam HDMI com áudio, fazendo desses chipsets bons candidatos para serem usados em micros do tipo “media center" (HTPC, Home Theater PC), ou seja, computador para rodar filmes e áudio em seu sistema de home theater.

Os novos chipsets GeForce 9300 e 9400 suportam a tecnologia Hybrid SLI. Esta tecnologia permite que o vídeo on-board funcione em paralelo com uma placa de vídeo avulsa configurada no modo SLI, aumentando o desempenho em jogos (normalmente quando você instala uma placa de vídeo “de verdade” o vídeo on-board é desabilitado). A placa de vídeo precisa suportar esta tecnologia e na verdade apenas algumas poucas suportam. Leia nosso tutorial SLI vs. CrossFire para mais informações.

Em nosso teste compararemos o desempenho da ECS GF9300T-A (GeForce 9300) com o das placas-mães ECS GF7100PVT-M3 (GeForce 7100), Intel DG45ID (Intel G45), MSI G33M (Intel G33) e MSI G31M3 (Intel G31).

Antes de irmos para os testes vamos dar uma olhada mais detalhada na ECS GF9300T-A.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Eu estou surpreso.

Esse chipset GeForce 9300 foi a volta por cima da nVidia.

Tendo um ótimo desempenho, conseguiu ser equiparado a uma placa de vídeo offboard! :o

E segundo reviews de outros sites, um sistema montado com esta placa-mãe teve um consumo muito menor que outros equivalentes montados com 780G e 790GX.

Só queria saber como se sai o GeForce 9300 frente a uma Radeon HD4350.

Obs.: Gostei da bateria Folding@home ter sido adicionada nos testes. :)

E uma correção:

Apesar de o GeForce 7100 e o Intel G45 conseguirem rodar este jogo, o desempenho obtido por esses chipsets foi muito baixo a ponto de consideramos que eles (não) conseguiram rodá-lo, já que você não conseguirá rodar o jogo com uma quantidade tão baixa de quadros por segundo.
Página 9, último parágrafo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Boa placa, belo review. Inovadora.

Varios recursos novos e uteis.

Agora é só ver a facada no Brasil, se o preço recomendado lá fora é US 100, aqui vai chegar então por uns R$ 500,00 no minimo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bem, pelo menos acho que a nVidia conseguiu compensar a demora do lançamento deste chipset.

Agora, sei que não é a mesma plataforma, mas fiquei curioso pra ver um teste contra uma ATI HD 3300 (790GX/SB750). Acho que o sideport daria uma surra no GF9300. Para um HTPC, uma 790GX ainda é a melhor opção.

De qualquer forma gostei do desempenho do vídeo quando comparado em jogos com a HD 3450.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Não curti muito porque pra jogos o desempenho vai ser "um pouco" limitado, o que implica em você ter de comprar uma VGA pra rodar algum jogo sem estar no Low.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu também estou querendo muito comprar esta placa-mãe!

Mesmo pensando que é provável essa placa custar muito, lembre-se que os distribuidores da ECS aqui do Brasil colocam os preços bem em conta (por exemplo, olhe os preços dos produtos da ECS no site www.megamamute.com.br). O problema é saber quando essa placa chegará...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ainda não encontrei à venda em nenhum lugar. Na navenet.com, pra quem for até o Paraguai, tem um modelo semelhante ao da ecs, fabricado pela xfx (mesmo chipset)

http://www.navenet.com/nave2008/detalhes.aspx?cod=63114

Acredito que o modelo da ECS deva ser mais em conta, o problema, como disse, é onde encontrá-lo... :(

Editado por Excelsior

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×