Imprimir artigo
Por dentro da microarquitetura Intel Skylake
por em Tutoriais
Última atualização:
30.818 visualizações
Página 4 de 7

Tecnologia Speed Shift

A partir da microarquitetura Skylake, a tecnologia SpeedStep foi substituida por uma nova tecnologia similar, a Speed Shift..

Ambas tecnologias têm como objetivo diminuir o consumo elétrico e diminuir a dissipação térmica, selecionando a tensão de alimentação e o clock do processador de acordo com a carga de processamento atual. Assim, se o processador estiver ocioso ou com pouca demanda, ele não precisa operar com o mesmo clock ou tensão de alimentação de quando está operando “a todo o vapor”, e diminuindo-se esses dois parâmetros, diminui-se o quanto o processador consome e a quantidade de calor que ele gera.

Na tecnologia SpeedStep, o processador tem vários pontos de clock e tensão de alimentação que podem ser configurados, chamados “estados P”. No entanto, apesar de todos eles serem configurados pelo sistema operacional, este não tem acesso ao estado “P0”. Além disso, o sistema operacional não necessariamente escolhe o melhor “estado P” em todos os momentos. Ver Figura 9.

Skylake
Figura 9: tecnologia SpeedStep

Já na tecnologia Speed Shift há mais pontos de configuração de tensão de alimentação e clock e todos eles estão “liberados” para serem configurados pelo sistema operacional. Agora tanto o sistema operacional quanto o processador podem configurar o “estado P” do processador, e há um algoritmo autônomo (isto é, do próprio processador) para determinar o melhor “estado P” para o processador.

Skylake
Figura 10: tecnologia Speed Shift

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
529.836 usuários cadastrados
1.006 usuários on-line