Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Rádio CdH - Programa 044

       
 4.684 Visualizações    Podcast  
 5 comentários

Neste programa conversamos sobre golpes e trapaças, tanto na internet quanto fora dela. Confira.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Programa 044 da rádio CdH, onde Gabriel Torres, Rafael Coelho e Alberto Cozer conversam sobre golpes e trapaças.

Recursos mencionados:

Clique com o botão direito do mouse sobre o link acima, caso queira salvar o arquivo em seu computador.

Não se esqueça de deixar seus comentários para que possamos melhorar esse nosso “podcast”.

Clique aqui para ouvir os programas anteriores.

Editado por Gabriel Torres

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


Ótimo programa para ficarmos informados sobre os golpes. Quase minha família foi vitima do clássico golpe dos parentes que estão vindo de viagem, o cara perguntou meu nome e percebeu que eu era criança e me pergunto se eu sabia se tinha algum parente meu vindo para Rondônia, falei que tinha e ainda por ser muito novo, falei que era o meu tio, ai ele falou advinha quem é? Ai falei o nome do meu tio ... Ainda teve a coragem de perguntar se tinha alguém de maior na minha casa, falei que tinha, passei pra minha mãe. E a partir dai começou a balela que o carro dele estragou e tava precisando de dinheiro para arrumar, sorte que minha mãe não caiu nessa, desligou na hora.

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente matéria como de costume, estou sempre acompanhando os programa da rádio CdH. :)

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Excelente matéria como de costume, estou sempre acompanhando os programa da rádio CdH. :)

 

Obrigado! A gente se esforça!

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Dei o primeiro "golpe" com 12 anos. Eu era um anjinho :santo: só que não. :devil:

 

Na época, de vez em quando havia uma festa que era realizada em um clube social, onde tocavam várias bandas maneiras. Eu queria ir, mas não tinha dinheiro para pagar a entrada para o show. O pessoal entrava na festa e eles carimbavam o braço para manter um gerenciamento de quem já havia pago, iria sair e voltar para festa. Eu observei um homem que entrou e saiu (alguém com mais de 18 anos, claro), esperei ele se distanciar do local e cheguei perguntando se não iria entrar na festa. O cara disse que já tinha entrado, saiu e já iria voltar. Disse para ele: Lá dentro deve estar bom, então o que você está fazendo aqui fora? Você está mentindo para mim, duvido que você entrou. O cara puxou a manga da camisa e mostrou o carimbo para provar (psicologia reversa funcionando), aí eu olhei o que estava escrito no braço dele (viu como é fácil obter informações de alguém sem que a pessoa perceba que está passando?). Um amigo e eu pegamos canetinha, desenhamos, um no braço do outro, os dados do carimbo e entramos na festa de GRAÇA.

 

OBSERVAÇÃO: Antes "não existia lei", na cidade era permitido menores de 18 anos ficarem nesses tipos de recintos, nada de Conselho Tutelar, meus pais me deixavam ficar na rua até tarde no final de semana, eu fazia a festa.

 

Teve uma outra vez que nós entramos no supermercado, enchemos o bolso de bala, chiclete e essas porcarias, tava quase explodindo de tanto doce. Aí o ônibus chegou no ponto e nós saímos correndo do supermercado gritando: Ebaaa, minha mãe chegou, vou pedir dinheiro para comprar bala. Mais fácil que roubar doce de criança. :P

 

Fazia tanta "arte", quero dizer, dávamos tantos "golpes". Eu e mais 3 amigos, se fosse hoje seria formação de quadrilha.

Foi engraçado eu ouvir o podcast e relembrar dessas coisas, mas sinceramente, não me orgulho de alguns erros que cometi no passado.

Trabalho honestamente e não coloco a mão em dinheiro que não é meu. Você colhe o que você planta.

 

Já "ganhei" carro, casa e muito dinheiro, mas eu tenho preguiça de ler a mensagem inteira, então outra hora eu deposito os R$ 2.000,00 e pego os prêmios.

Já tomei um golpe de um cara que comprou meu Nintendo 64 e depois sumiu sem pagar. :cry:

 

A ganância cega as pessoas. A vontade de sair ganhando faz com que você caia no golpe mais manjado que existe. Nada vem de graça e não confie em ninguém...

 

Excelente podcast. Parabéns!

Editado por agnaldoreis
1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Outro dia minha sogra caiu nesse golpe do sequestro de filho.. pior foi que duas operadoras de telefonia móvel "ajudaram" com o ótimo serviço que prestam e ela não conseguia falar com minha esposa.

 

Toda semana eu tenho recebido ligações de outro tipo de golpe, o do "grande lançamento imobiliário", aí acabo sendo que nem o Gabriel e mando pastar logo, mas pego os dados deles pra denunciar ao PROCON, devido a uma lei do estado de SP que proíbe telemarketing pra quem não quer receber.

 

Essa de repassar dados cadastrais pra outra empresa ou pessoas deveria ser o 11º mandamento: não compartilharás dados do próximo. :D

1 pessoa curtiu isso

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora