Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
04/12/2006 às 15h40min por Gabriel Torres em Vídeo

Introdução

Você pode aumentar o desempenho do seu micro para rodar jogos efetuando um overclock em sua placa de vídeo. O overclock é uma técnica onde uma determinada peça de hardware é configurada para trabalhar com uma frequência de operação (clock) acima da especificada, fazendo com que o dispositivo obtenha um desempenho superior. Neste tutorial explicaremos em detalhes como fazer um overclock em sua placa de vídeo..

Se a placa de vídeo do seu computador é integrada à placa-mãe (ou seja, sem micro tem “vídeo on-board”) você não poderá fazer um overclock nela, já que o micro não tem uma placa de vídeo “de verdade” instalada – neste caso o vídeo é produzido pelo chipset da placa-mãe. Neste tutorial abordaremos exclusivamente de placas de vídeo “de verdade”, ou seja, aquelas que são conectadas ao micro através de um slot de expansão.

Para aprender como fazer um overclock em sua placa de vídeo você precisa saber primeiro como ela funciona. Na Figura 1 você pode ver um diagrama básico mostrando os componentes principais de uma placa de vídeo e como eles estão conectados.


Figura 1: Anatomia de uma placa de vídeo.

O coração de uma placa de vídeo é o seu chip gráfico, também conhecido como GPU, Graphics Processing Unit. O clock do chip gráfico é conhecido, em inglês, como “core clock” ou “engine clock”. Normalmente quando pensamos em overclock da placa de vídeo a primeira coisa que vem à mente é aumentar o clock do chip gráfico.

A nova série de chips gráficos GeForce 8 da NVIDIA tem dois sinais de clock, um usado por suas unidades de sombreamento e outro usado pelo resto do chip (o clock do chip gráfico que acabamos de descrever). Até agora nós não sabemos se este segundo sinal de clock (clock das unidades de sombreamento) pode ter o seu clock aumentado ou se ele é de alguma forma conectado ao clock do chip gráfico. Nós atualizaremos este tutorial assim que tivermos uma placa de vídeo baseada nesta nova arquitetura para clarificar esta questão.
 
O chip gráfico é conectado à memória de vídeo (que está fisicamente localizada na placa de vídeo) através de um barramento de memória dedicado (seta amarela na Figura 1). Este barramento também é sincronizado com um sinal de clock, também conhecido como “clock da memória”. Nós também podemos aumentar este clock de modo a aumentar o desempenho da placa de vídeo. Nós também mostraremos a você como fazer isto neste tutorial.

Uma coisa importante a ter em mente é que o barramento da memória nas placas de vídeo modernas normalmente trabalha transferindo dois dados por pulso de clock, técnica esta conhecida como DDR, Double Data Rate, ou taxa de transferência dobrada. Por causa desta técnica o clock da memória pode às vezes ser referenciado como sendo o dobro do seu clock real, pois a taxa de transferência obtida através da técnica DDR é o dobro da taxa de transferência de uma memória comum transferindo apenas um dado por pulso de clock. Para evitar confusão ao longo desse nosso tutorial, nós adicionaremos as letras DDR após os clocks que são “dobrados”. Por exemplo 300 MHz e 600 MHz DDR são a mesma coisa, já que este clock de 600 MHz DDR é na verdade 300 MHz transferindo dois dados por pulso de clock.

O barramento da memória – que pode também ser chamado de interface da memória – transfere certo número de bits por vez entre o chip gráfico e a memória de vídeo – 64 bits, 128 bits, 256 bits, etc. Este número é fixo e você não pode mudá-lo. Em outras palavras, não existe uma maneira de você transformar sua placa de vídeo de 128 bits em uma de 256 bits. Esta é uma limitação física: cada bit é transferido através de um fio individual na placa de circuito impresso da placa de vídeo. Dessa forma, uma placa de vídeo com interface de memória de 128 bits tem 128 fios conectando o chip gráfico à memória. Portanto é impossível mudar este número, já que você precisaria adicionar mais 128 fios entre o chip gráfico e os chips de memória (e provavelmente adicionar ou mudar os chips de memória). A mesma coisa é válida para o tamanho da memória de vídeo: você não pode transformar sua placa de vídeo de 128 MB em uma de 256 MB simplesmente porque você precisaria adicionar mais memória nela.

O chip gráfico é conectado à placa-mãe através de um slot de expansão, como o PCI Express e o AGP. Esta conexão também é feita a um determinado clock (100 MHz para o PCI Express e 66 MHz para o AGP) e algumas placas-mães permitem que você aumente este clock, nos dando assim uma terceira opção para fazer um overclock na placa de vídeo. Note que esta opção depende da placa-mãe e não da placa de vídeo, já que é a placa-mãe quem controla o slot de expansão onde a placa de vídeo é instalada. Algumas placas-mães voltadas para o overclock também oferecem uma opção para você aumentar a tensão de alimentação do slot de expansão (ou seja, a tensão da placa de vídeo), que pode fazer com que sua placa de vídeo obtenha um overclock ainda maior.

Introdução (Cont.)

Nós podemos, portanto, configurar três tipos de overclock: aumentar o clock do chip gráfico, aumentar o clock que o chip gráfico usa para se comunicar com a memória de vídeo e aumentar o clock que a placa-mãe usa para se comunicar com a placa de vídeo. Você pode até mesmo mudar essas três opções ao mesmo tempo para explorar o desempenho máximo que sua placa de vídeo é capaz de fornecer. As duas primeiras configurações de overclock são feitas na placa de vídeo e você pode mudar esses dois clocks em qualquer placa de vídeo, enquanto que a terceira é feita no setup da placa-mãe e dependerá se sua placa-mãe tem esta opção de configuração ou não.

A primeira coisa que você precisa fazer é descobrir o clock do chip gráfico e da memória da sua placa de vídeo. A melhor maneira de verificar isto é usando um programa chamado PowerStrip. Este é também o programa que usaremos para fazer o overclock da placa de vídeo. Dependendo da versão do driver de vídeo que você estiver usando, ele pode oferecer as mesmas funcionalidades do PowerStrip – incluindo a opção de overclock. Como nós não podemos afirmar se o driver de vídeo que você tem ou não este recurso, nós preferimos usar o PowerStrip.

Ao executar este programa pela primeira vez você verá os clocks que a sua placa de vídeo está realmente trabalhando. Da segunda vez em diante, o PowerStrip iniciará minimizado na barra de ferramentas e você precisará clicar com o botão direito do mouse em seu ícone e escolher a opção Performance Profiles, Configure.

Preste atenção pois no caso das placas de vídeo com chips da ATI o PowerStrip reportará o clock da memória real, mas para placas de vídeo com chips da NVIDIA o PowerStrip reportará o clock da memória em DDR (duas vezes o clock real).

Vejamos alguns exemplos. Na Figura 2 você pode ver os clocks usados pela nossa Radeon 9800 Pro: 378 MHz para o chip gráfico (“core clock”) e 337 MHz para a memória. Já na Figura 3 você pode ver os clocks usados por nossa GeForce 6800 GS: 425 MHz para o chip gráfico e 1.000 MHz DDR para a memória.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 2: Clocks usados por uma Radeon 9800 Pro.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 3: Clocks usados por uma GeForce 6800 GS.

Você pode comparar os clocks que sua placa de vídeo usa com o clock padrão do fabricante para a sua placa de vídeo. Clique aqui para ver nossa Tabela Comparativa dos Chips da ATI ou clique aqui para ver nossa Tabela Comparativa dos Chips da NVIDIA. Note que o clock da memória nessas duas tabelas está “dobrado” (ou seja, DDR).

Como você pode ver em nossa tabela, a Radeon 9800 Pro tem um clock padrão de 380 MHz para o chip gráfico e 680 MHz DDR (340 MHz x 2) para a memória, e a GeForce 6800 GS tem um clock padrão de 425 MHz para o chip gráfico e 1.000 MHz DDR (500 MHz x 2) para a memória. Como você pode ver, nossas duas placas de vídeo estavam usando os clocks padrão do fabricante do chip. Diferenças menores do que 5 MHz são normais e que não significam que sua placa de vídeo está trabalhando com um clock “errado”.

Em algumas situações você descobrirá que sua placa de vídeo já vem com overclock de fábrica, o que significa que o fabricante já configurou a placa para trabalhar com clocks mais elevados. Mesmo que este seja o seu caso, você pode tentar fazer um overclock ainda maior em sua placa de vídeo.

Fazendo o Overclock da Placa de Vídeo

Vamos explicar agora o procedimento básico de como fazer um overclock da placa de vídeo.

Após a instalação do PowerStrip, ele será carregado toda vez que você ligar o micro e estará disponível na barra de ferramentas do Windows, próximo ao relógio. Para fazer um overclock na sua placa de vídeo clique com o botão direito do mouse no pequeno ícone do programa e selecione Performance Profiles, Configure, como mostrado na Figura 4.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 4: Abrindo a tela de configuração de overclock do PowerStrip.

É muito importante notar que as mudanças feitas em sua placa de vídeo usando o PowerStrip não são definitivas e só surtirão efeito quando o PowerStrip estiver minimizado na barra de ferramentas. Portanto, se você desabilitar (por exemplo, desabilitando sua inicialização com o utilitário Msconfig) ou desinstalar o PowerStrip sua placa de vídeo não trabalhará mais em overclock.

Isto significa que se o micro travar ou algo der errado enquanto você estiver fazendo o overclock da placa de vídeo, basta reiniciar o computador para que o seu micro volte a funcionar normalmente.

Na tela que será mostrada você pode livremente configurar o clock do chip gráfico e o clock da memória usando as barras de rolagem existentes, como você pode ver na Figura 5.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 5: Fazendo um overclock na placa de vídeo.

Note que o overclock pode funcionar ou não. Após ter efetuado os ajustes no clock, rode um jogo 3D em seu modo de teste de desempenho (Quake 4, por exemplo) e verifique se o computador trava ou reinicia sozinho. Se isto acontecer significa que você configurou o clock além da capacidade suportada pela sua placa de vídeo.

O uso de um jogo em seu modo de teste de desempenho é também excelente para você ver o ganho de desempenho que obteve com o overclock: primeiro rode o jogo com a placa de vídeo trabalhando sem overclock e então compare os resultados com o obtido com a placa em overclock. Se você não sabe usar um jogo 3D no modo de teste de desempenho não deixe de ler nossos tutoriais sobre o assunto: Como Testar o Desempenho do Micro com o Battlefield 2142, Testando o Desempenho 3D da Sua Máquina com o Quake 4 e Testando o Desempenho 3D da Sua Máquina com o Doom 3 e com o Far Cry.

O ideal é primeiro encontrar o clock máximo suportado pelo chip gráfico (isto é, o clock que você pode configurar sem o computador travar em um jogo 3D) e então achar o clock máximo suportado pela memória. Se você tentar configurar ambos ao mesmo tempo quando o computador travar você não saberá qual foi o responsável pelo travamento, o aumento de clock no chip gráfico ou o aumento de clock na memória.

O overclock é um processo chato de tentativa e erro. Aumente um pouco o clock do chip gráfico e rode um jogo 3D em seu modo de teste de desempenho. Se o micro funcionar corretamente aumente mais um pouco o clock do chip gráfico e repita o processo até encontrar o clock máximo que o chip gráfico consegue trabalhar sem travar. Feito isto, você repita o processo para descobrir o clock máximo da memória. A mesma coisa deve ser feita no barramento de expansão, caso você queira fazer um overclock nele também.

Após descobrir os clocks máximos suportados pela sua placa de vídeo, recomendamos que você rode mais de um jogo em seu modo de teste de desempenho pelo menos três vezes cada para verificar se o overclock na sua placa de vídeo está realmente estável.
 
Existem algumas dicas para aumentar as chances de um overclock bem sucedido. Vamos falar mais sobre isto nas próximas páginas.

Overclock da Memória de Vídeo

Algumas vezes os chips de memória da placa de vídeo estão trabalhando com um clock menor do que o máximo suportado. Por exemplo, você pode ter uma placa de vídeo com um chip de memória capaz de trabalhar até 500 MHz mas que está sendo acessada a 450 MHz.

Se você tiver sorte de pegar uma placa dessas, verá que existe uma larga margem para o overclock da memória. Isto acontece porque você será capaz de colocar a memória para trabalhar com um clock maior, mas ainda dentro das especificações da memória.

Primeiro você precisa saber o clock máximo dos chips de memória da sua placa de vídeo. Você pode descobrir isto dando uma olhada nos chips. A velocidade da memória está marcada no invólucro do chip após um traço (exemplo: -40, -50, -5, etc) na forma de um número. Este número é o clock da memória em nanossegundos. Para descobrir o clock máximo em megahertz divida 1000 por este número. Caso o número encontrado seja de dois dígitos, como 40, 45, 50, use um ponto decimal entre os dois dígitos. Portanto, para o cálculo você usaria 4,0, 4,5 e 5,0, respectivamente. Existe uma exceção: chips de memória da Samsung rotulados como 2A na verdade são chips de 2,8 ns e não chips de 2 ns.

Preste atenção pois o número que você encontrar é o clock real da memória e não o seu clock em DDR, que é o dobro do número encontrado.

Vejamos alguns exemplos para esclarecer isto. Na Figura 6 você ver dois dos chips de memória usados em nossa GeForce 6800 GS. Eles são rotulados como 2 ns e portanto o seu clock máximo é 500 MHz (1.000 / 2). Como dissemos anteriormente, nesta placa de vídeo a memória de vídeo é acessada a 500 MHz e neste caso ela já está trabalhando com o clock máximo suportado. Claro que nós podemos tentar colocá-la para trabalhar com um clock ainda maior.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 6: Chips da Samsung de 2 ns (500 MHz).

Na Figura 7 você ver um dos chips de memória de uma GeForce 7900 GT. Como você pode ver, este chip é de 1,4 ns, o que significa que ele pode oficialmente trabalhar até 715 MHz. Como em nossa GeForce 7900 GT a memória é acessada a 660 MHz, nós sabemos que podemos colocar a memória para trabalhar até 715 MHz que a placa de vídeo funcionará normalmente, já que o clock da memória continuará dentro das especificações do chip. Claro que nós ainda podemos tentar aumentar o clock da memória ainda mais para fazer um overclock real.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 7: Chip da Samsung de 1,4 ns (715 MHz).

Na próxima página mostraremos algumas dicas que podem ajudar você a obter um clock da memória ainda maior.

Overclock da Memória de Vídeo (Cont.)

Uma maneira de aumentar o potencial de overclock da memória de vídeo é verificar o sistema de refrigeração usado nos chips de memória. Se você melhorar a refrigeração nos chips de memória provavelmente terá maior êxito com o overclock. Você pode encontrar três situações aqui:

Se seus chips de memória já usam dissipadores de calor passivo, ótimo. Você já tem uma boa solução de refrigeração para eles. Veja um exemplo na Figura 8.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 8: Esta placa de vídeo vem com dissipadores de calor passivos em seus chips de memória.

Se os chips de memória da sua placa de vídeo não usam qualquer solução de refrigeração, você pode comprar dissipadores de calor e instalar neles (Zalman ZMHRS1 e Thermaltake CL-C0025 são bons exemplos deste tipo de produto). O processo de instalação é muito simples.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 9: Os chips de memória desta placa de vídeo não vêm com qualquer solução de refrigeração.

Se em sua placa de vídeo o cooler usado pelo chip gráfico também é usado para refrigerar os chips de memória, você pode aumentar a refrigeração na placa de vídeo instalando um cooler melhor no chip gráfico. A Arctic Cooling fabrica este tipo de produto. Esses coolers de alto desempenho ajudarão você a aumentar tanto o potencial de overclock do chip gráfico ou quanto da memória de vídeo. Leia nosso artigo primeiras impressões sobre o cooler Accelero X1 da Arctic Cooling para ver o passo-a-passo de como instalar este cooler em nossa GeForce 6800 GS.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 10: Nesta placa de vídeo o cooler do chip gráfico refrigera os chips de memória.

Overclock da Memória de Vídeo (Cont.)

Como você pôde ver na Figura 10, os chips de memória de nossa placa de vídeo usam o mesmo cooler do chip gráfico. O problema é que em algumas placas de vídeo o cooler do chip gráfico parece ser usado para refrigerar os chips de memória mas na verdade ele nem mesmo toca neles. Por isso preste atenção nessas placas de vídeo onde o cooler do chip gráfico cobre os chips de memória e verifique se ele toca nos chips de memória ou não. Você pode ver um exemplo disto nas Figuras 11 e 12. O cooler do chip gráfico parece ser usado para refrigerar os chips de memória mas quando você repara bem, ele não toca nos chips! Em casos como esse a melhor solução é substituir o cooler do chip gráfico por um cooler de alto desempenho que encosta nos chips de memória. Dessa forma você aumenta tanto a refrigeração no chip gráfico ou quanto nos chips de memória.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 11: Nesta placa de vídeo o cooler parece refrigerar os chips de memória...

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 12: Mas ele não refrigera!

Um outro caso que você pode querer substituir o cooler do chip gráfico que vem com a placa de vídeo por um cooler de alto desempenho que realmente encoste nos chips de memória é quando o cooler do chip gráfico impede você de instalar dissipadores de calor passivo nos chips de memória. Dê uma olhada na Figura 13. Nesta placa de vídeo o cooler do chip gráfico cobre parte dos chips de memória sem tocar neles. Portanto o cooler do chip gráfico não refrigera os chips de memória e ao mesmo tempo impede você de instalar dissipadores de calor passivos sobre eles.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 13: O cooler que vem com esta placa de vídeo não permite você instalar dissipadores de calor passivos nos chips de memória.

Um outro macete usado por entusiastas em overclock avançados é brincar com as temporizações da memória. Normalmente aumentar as temporizações da memória reduz o desempenho da memória mas permite a você obter clocks mais elevados. A dica é verificar se o maior clock que você foi capaz de configurar resultará ou não em um ganho de desempenho 3D– por causa do aumento das temporizações, você pode ter perda de desempenho. Ajustes nas temporizações da memória são feitos editando o BIOS da placa de vídeo. Nós discutiremos adiante como editar o BIOS da sua placa de vídeo, mas não entrarmos em detalhes de como mudar as temporizações da memória.

Overclock do Chip Gráfico

A principal dica para aumentar a capacidade de overclock do chip gráfico é também melhorar a sua refrigeração. Chips gráficos podem vim com dissipadores ativo ou passivo, ou seja, com ou sem ventoinha.

Se sua placa de vídeo usa um dissipador passivo, igual ao mostrado na Figura 14, considere a opção de trocá-lo por um bom cooler para placas de vídeo. Dê uma olhada em nossos artigos primeiras impressões sobre o Arctic Cooling NV Silencer 6 e o Arctic Cooling Accelero X1 para entender melhor do que estamos falando. Se você não quer gastar dinheiro, você pode adaptar uma ventoinha sobre ele.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 14: Exemplo de uma placa de vídeo com dissipador de calor passivo.

Mas mesmo se sua placa de vídeo já usa um dissipador ativo, você pode querer considerar a opção de substituí-lo por uma solução de refrigeração melhor, como um dos produtos da Arctic Cooling que mencionamos acima.

Um outro macete usado por entusiastas em overclock avançados é aumentar a tensão de alimentação do chip gráfico. Aumentar a tensão de alimentação do chip gráfico normalmente ajuda a obter um clock maior. Uma das maneiras de se aumentar a tensão de alimentação do chip gráfico é editando o BIOS da placa de vídeo. Nós discutiremos adiante como editar o BIOS da sua placa de vídeo, mas não entraremos em detalhes de como mudar a tensão de alimentação do chip gráfico.

Overclock do Barramento de Expansão

Como comentamos antes, uma outra opção que você tem é fazer um overclock no barramento onde a placa de vídeo está conectada – AGP ou PCI Express, dependendo da sua placa-mãe.

Antes de continuarmos, uma informação importante. Dependendo da sua placa de vídeo você pode não notar qualquer ganho de desempenho com o overclock do barramento de expansão. Isto porque o micro pode ter largura de banda sobrando no barramento de expansão e ele não está sendo um gargalo para que a sua placa de vídeo libere todo o seu potencial. Por isso é muito importante que você rode jogos no modo de teste de desempenho antes e depois de mexer no barramento de expansão para verificar se você teve algum ganho real de desempenho com o overclock. Se você não teve nenhum aumento de desempenho com o overclock do barramento de expansão não há porque mantê-lo em overclock. Neste caso, volte para as configurações padrão.

Nós, no entanto, encorajamos que você pelo menos tente fazer um overclock no barramento de expansão se você quer extrair o máximo de desempenho que sua placa de vídeo pode oferecer, e no final ver se valeu a pena ou não essa configuração.

Aqui as opções que você terá dependerão do modelo da sua placa-mãe. Nós exploraremos todas as opções possíveis, apesar da sua placa-mãe poder não ter todas elas disponíveis.

O problema principal aqui é que apenas placas-mães voltadas para overclock têm um gerador de clock separado para os barramentos AGP ou PCI Express x16. Em placas-mães mais simples, um único gerador de clock é usado por todos os dispositivos encontrados na placa-mãe. Nesse caso, se você quer aumentar o clock do barramento AGP ou PCI Express x16 terá de aumentar o clock do gerador de clock principal, o que automaticamente aumentará o clock usado por todos os dispositivos.

O problema com esta configuração é que tudo no micro funcionará em overclock, não apenas sua placa de vídeo. Dessa forma você pode encarar uma situação onde não poderá aumentar o clock além de determinado ponto não por causa da placa de vídeo, mas porque algum outro dispositivo em seu micro que também está em overclock atingiu seu clock limite.

De qualquer forma, vejamos alguns exemplos de como fazer um overclock no barramento AGP ou PCI Express.

Primeiro você precisará entrar no setup do micro, que pode ser acessado pressionando a tecla Del logo após ter ligado o micro. Dentro do setup você precisará encontrar onde estão as opções para overclock. A localização exata varia de acordo com o modelo da placa-mãe. Note que em algumas placas-mães você precisa mudar uma configuração de “auto” para “manual” de modo a habilitar as opções de overclock.

Nas Figuras 15 e 16 você ver duas placas-mães com barramento AGP. O barramento AGP trabalha com o clock padrão de 66 MHz.

A primeira placa-mãe (Figura 15) usa um único gerador de clock e para fazer um overclock no barramento AGP você precisa aumentar o clock do barramento externo do processador. Aumentando o clock do barramento externo do processador você não apenas fará um overclock no barramento AGP, mas também no processador, no barramento PCI e em todos os outros dispositivos encontrados na placa-mãe. Nesta placa-mãe você precisa mudar a opção “CPU Host Clock Control” para “Enabled” para ter acesso à configuração de clock externo (“CPU Host Frequency”). Note que você não tem acesso à opção “PCI/AGP Frequency”, esta opção apenas mostra os novos clocks dos barramentos PCI e AGP com base na nova configuração do barramento externo que você fez.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 15: Nesta placa-mãe você não pode configurar o clock do barramento AGP separadamente.

Mas na segunda placa-mãe (Figura 16) existe um gerador de clock separado para o barramento AGP. Nós sabemos isto porque existe uma opção chamada “Adjust AGP Frequency”, que por padrão é de 66 MHz.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 16: Nesta placa-mãe você pode configurar o clock do barramento AGP separadamente.

Overclock do Barramento de Expansão (Cont.)

A mesma idéia é válida para o barramento PCI Express. Este barramento usa um clock padrão de 100 MHz. Se sua placa-mãe não tem um gerador de clock separado para este barramento, você terá de aumentar o clock do gerador principal da placa-mãe, o que aumentará o clock usado por todos os dispositivos da placa-mãe.

Na Figura 17 você pode ver uma placa-mãe sem um gerador de clock separado para o barramento PCI Express. A única possibilidade aqui é aumentar o gerador de clock principal, o que fará com que tudo ligado à placa-mãe também trabalhe em overclock.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 17: Nesta placa-mãe você não pode configurar o clock do barramento PCI Express separadamente.

Algumas placas-mães têm uma configuração separada para o barramento PCI Express, mas elas não têm um gerador de clock separado para o slot PCI Express x16, que é o usado pela placa de vídeo. Em vez disto elas têm um único gerador de clock para todos os slots e conexões PCI Express. Com isso, quando você aumentar o clock do PCI Express, você aumentará também o clock de todos os dispositivos que usam este barramento, incluindo aqueles conectados diretamente na placa-mãe, como as portas SATA – e os discos rígidos são muito sensíveis a qualquer aumento no clock do barramento SATA. Este é o caso da placa-mãe mostrada na Figura 18. Ela tem uma configuração de clock separada para o barramento PCI Express (opção “PCIE Clock”), mas esta configuração aumentará o clock de todas as conexões PCI Express, não apenas o clock usado pelo slot x16.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 18: Esta placa-mãe tem um gerador de clock separado para todas as conexões PCI Express.

A melhor opção é ter uma placa-mãe com uma configuração de clock separada para o slot PCI Express x16, como a placa da Figura 19. Nesta placa-mãe a configuração de clock para o slot PCI Express x16 principal é chamada “C51 PCI-Express Frequency”. O clock que será usado pelas outras conexões PCI Express é chamado “MCP55 PCI-Express Frequency” e deve ser configurado como 100 MHz.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 19: Placa-mãe com configuração de clock separada para o slot PCI Express x16.

Portanto, como descobrir o clock máximo que o seu barramento AGP ou PCI Express suporta? Como tudo relacionado à overclock, na base da tentativa e erro. Aumente o clock um pouco, salve as configurações e saia do setup. Carregue o Windows, rode um jogo 3D como o Quake 4 no modo de teste de desempenho e veja se o micro permanece estável. Se permanecer, repita todo o processo novamente aumentando mais um pouco o clock até encontrar o clock máximo que o seu barramento de expansão consegue trabalhar sem travar.

Overclock do Barramento de Expansão (Cont.)

Além de aumentar o clock do barramento de expansão, você pode ainda aumentar sua tensão de alimentação. Normalmente aumentando a tensão de alimentação do barramento de expansão você será capaz de configurar um clock maior nele sem fazer com que o micro trave. Mas nós recomendamos que você primeiro descubra o clock máximo que o barramento de expansão consegue trabalhar com estabilidade (isto é, sem travar) e só então aumente a tensão de alimentação do barramento de expansão para ver se o seu micro não trava com um clock maior. Lembre-se que algumas vezes você não conseguirá aumentar o clock mesmo aumentando a tensão do barramento de expansão.

Nem todas as placas-mães oferecem esta opção. Mas de todas as placas-mães que mostramos acima, apenas a da Figura 17 não oferece esta opção. Na placa-mãe da Figura 15 esta opção é chamada “AGP OverVoltage Control”, na Figura 16 ela é chamada “AGP Voltage”, nas Figuras 18 e 19 você teria que selecionar “Advanced Voltage Control” e então veria a opção “NB Core/PCI-E Voltage” (veja na Figura 20) ou “NB to PCIE VGA Voltage” (veja na Figura 21).

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 20: Opção para aumentar a tensão de alimentação do barramento PCI Express x16.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 21: Opção para aumentar a tensão de alimentação do barramento PCI Express x16.

Como você pode ter notado, o nome exato de cada opção varia muito e nós tentamos mostrar alguns exemplos. Claro que é impossível cobrir todos os modelos de placas-mães disponíveis no mercado e dizer como cada opção será chamada em sua placa-mãe em particular. Nós esperamos que com os nossos exemplos você tenha pelo menos uma pista de como identificar essas opções.

Tornando as Modificações Permanentes (Placas com chip NVIDIA)

Como dissemos anteriormente, todas as mudanças feitas em sua placa de vídeo não são permanentes. Isto acontece porque o BIOS da placa de vídeo dirá a ela para funcionar com suas configurações padrão toda vez que você reiniciar o micro. É por isso que você precisa manter o PowerStrip aberto: ele carregará as configurações personalizadas e irá reconfigurar sua placa de vídeo toda vez que o Windows for iniciado. Se você fechar o PowerStrip sua placa de vídeo passará a usar novamente a configuração padrão do BIOS..

Você pode editar o BIOS da placa de vídeo e fazer um overclock permanente, desde que essa seja sua vontade, é claro. Com esta opção você não precisará mais carregar o PowerStrip e a placa de vídeo irá sempre trabalhar com os clocks que você programou em seu BIOS.

Mas não se preocupe: no futuro você pode reverter esta alteração e fazer com que sua placa de vídeo volte a trabalhar com sua configuração original.

Para fazer isto você precisará de dois programas: um editor de BIOS (usado para editar o conteúdo do BIOS, ou seja, para mudar os clocks da sua placa de vídeo) e um gravador de BIOS (usado para salvar o BIOS modificado na placa de vídeo). Os programas que você precisará dependem se sua placa de vídeo utiliza um chip gráfico da NVIDIA ou da ATI. Abaixo mostraremos como modificar o BIOS da sua placa de vídeo com chip da NVIDIA, e na próxima página falaremos como fazer a mesma coisa em placas de vídeo com chip da ATI.

Para placa de vídeo com chip da NVIDIA você precisará de dois programas: NiBiTor, que é um editor de BIOS, e nvFlash, que é um gravador de BIOS. Ambos podem ser baixados da seção de download do nosso site. Por favor, faça o download da última versão disponível.

Rode o NiBiTor e primeiro faça o backup do BIOS que sua placa de vídeo está atualmente usando. Fazendo isto você pode no futuro restaurar o BIOS original da sua placa de vídeo simplesmente atualizando o BIOS da sua placa de vídeo com esse arquivo de backup.

Vá em Tools, Read BIOS, Select device e selecione a sua placa de vídeo. Feito isto, vá em Tools, Read BIOS, Read into File. Dê um nome para seu arquivo. Isto fará o backup do BIOS da sua placa de vídeo para um arquivo.

Agora vá em File, Open BIOS e carregue o arquivo do BIOS que você acabou de salvar. Você verá uma tela similar a da Figura 22.


Figura 22: Editando o BIOS da sua placa de vídeo com chip NVIDIA.

Como você pode ver, existem dois locais que você poderá mudar, “Core” e “Memory”. Simplesmente digite os clocks máximos para o core (chip gráfico) e para a memory (memória) que você sabe que sua placa de vídeo trabalhará com estabilidade.

Após editar esses dois arquivos, salve o BIOS em um novo arquivo, clicando no menu File, Save BIOS. Você terá agora um arquivo de BIOS com suas configurações de overclock.

O próximo passo é criar um disquete de boot. Vá até http://www.bootdisk.com, selecione um disco de boot para DOS, faça o download do arquivo .exe e rode-o para criar um disquete de boot. Copie o arquivo nvFlash.exe e o seu arquivo de BIOS com as configurações de overclock para o disquete. Agora dê um boot no micro com este disquete (você pode precisar entrar no setup da placa-mãe e mudar a sequência de boot).

No prompt de comando digite:

nvflash nome_do_arquivo

Onde nome_do_arquivo é o arquivo que contém as configurações de overclock do BIOS.

Reinicie o micro e pronto.

Tornando as Modificações Permanentes (Placas com chip ATI)

O processo para placas de vídeo com chip da ATI é similar, mas você precisará usar programas diferentes: RaBit, que é um editor de BIOS, e ATIWinFlash, que é um gravador de BIOS. Ambos podem ser baixados da seção de download do nosso site. Por favor, faça o download da última versão disponível.

Rode o ATIWinFlash e primeiro faça o backup do BIOS que sua placa de vídeo está atualmente usando. Fazendo isto você pode no futuro restaurar o BIOS original da sua placa de vídeo simplesmente atualizando o BIOS da sua placa de vídeo com esse arquivo de backup.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 23: ATIWinFlash.

Agora rode o RaBit e abra o arquivo do BIOS clicando em Open, BIOS file. Clique na guia Clocking para editar os clocks do chip gráfico (core) e da memória (memory). Após editar esses dois campos, salve o BIOS em um novo arquivo, clicando em Save as. Você terá agora um arquivo de BIOS com as configurações de overclock.

Como Fazer Overclock da Placa de Vídeo
Figura 24: Editando o BIOS de placas de vídeo com chip da ATI.

Rode o ATIWinFlash novamente e clique em Load Image e selecione o seu arquivo de BIOS com as configurações de overclock. Clique em Program e o ATIWinFlash salvará o BIOS com as configurações de overclock em sua placa de vídeo.

Reinicie o micro e pronto.

Originalmente em http://www.clubedohardware.com.br/artigos/Como-Fazer-Overclock-da-Placa-de-Video/547

© 1996-2014, Clube do Hardware - Todos os direitos reservados.

É expressamente proibida a reprodução total ou parcial do conteúdo e dos textos disponíveis no site principal (http://www.clubedohardware.com.br), no fórum de discussões (http://forum.clubedohardware.com.br), no boletim de notícias enviado por e-mail e em nas nossas páginas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.), seja através de mídia eletrônica, impressa ou qualquer outra forma de distribuição, mesmo citando a fonte e colocando link para o artigo original. Os infratores serão indiciados e punidos com base nas leis nº 9.610 de 19/02/1998 (Brasil), Digital Millenium Copyright Act (DMCA) (EUA) e diretiva 2001/29/EC (União Européia).

Não nos responsabilizamos por danos materiais e/ou morais de qualquer espécie promovidos pelo uso das informações contidas em nosso site, em nosso fórum de discussões, em nosso boletim de notícias ou em publicações feitas em redes sociais (Facebook, Twitter, YouTube etc.).

Opiniões emitidas por usuários e moderadores não necessariamente refletem a opinião do Clube do Hardware e de sua direção.

Ao acessar o nosso site ou nossa página em redes sociais, você está ciente e concorda com os termos acima.

";