Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Clemente Silva

S.m.a.r.t.: Atributos, Valores E Seus Significados

Recommended Posts

S.M.A.R.T.: Self-Monitoring, Analysis and Reporting Technology

Atributos, Valores e seus Significados

Editado em 29/12/2004 (Novas imagens)

Um pouco de História: A origem do SMART

Em 1992, a IBM (pioneira, como sempre), introduziu em seus discos rígidos uma tecnologia capaz de prever com antecedência sua própria falha: era o Predictive Failure Analysis (PFA), que pouco tempo depois tornou-se a tecnologia-padrão para monitoramento de falhas em discos rígidos, sendo adotada por todos os outros fabricantes à partir de 1996 (na implementação do padrão ATA-3) com o nome de Self-Monitoring, Analysis and Reporting Technology, ou simplesmente S.M.A.R.T..

...

Como funciona?

O SMART nada mais é que um programa residente na placa controladora do disco rígido. Este programa permite que sejam recuperados os dados sobre operações de ordem mecânica consideradas "vitais" para o funcionamento do disco rígido, bem como o estado dos componentes envolvidos nestas operações (motor de rotação, superfícies graváveis, cabeças físicas, etc.).

Este monitoramento baseia-se numa lista de falhas consideradas previsíveis (“predictable faults”) que podem ocorrer por desgaste dos componentes mecânicos.

Porém existem também as falhas consideradas como não previsíveis (“unpredictable faults”), as quais podem ocorrer subitamente, sem que o SMART consiga detectá-las de qualquer forma. Por exemplo, um dano na placa controladora causado por eletricidade estática, pode ser classificado como “unpredictable fault”.

Segundo dados dos fabricantes, cerca de 60% das falhas em discos rígidos são de origem mecânica, sendo o choque mecânico das cabeças fisicas de leitura/gravação contra a superfície magnética gravável e a falha do motor de rotação as causas mais comuns.

Foto de superfície de um prato de HD, após choque mecânico (note o "risco" deixado na superfície, apontado pela seta vermelha)

headcrash.jpg

Foto de superfície de um prato de HD, após grave choque mecânico:

totalheadcrash.jpg

* (O choque mecânico não apenas inutiliza parte ou integralmente a superfície gravável, mas também pode inutilizar as cabeças físicas).

O restante das causas para as falhas são das mais diversas, incluindo componentes eletrônicos (chips ou circuitos da placa lógica ou de partes internas) inutilizados por eletricidade estática ou superaquecimento, ou mesmo algum defeito de fabricação.

De fato, grande parte dos defeitos em discos rígidos está diretamente ligada ao manuseio incorreto (recomendo assistir este vídeo da Seagate sobre o assunto "manuseio"), mas independente de origens e causas dos defeitos, o SMART pode avisar (através dos valores de seus atributos) o que exatamente está para falhar.

...

Habilitar ou desabilitar, eis a questão...

Nas placas-mãe atuais, é possível ativar no setup do BIOS um programa residente, que checa os valores dos atributos do SMART durante o POST. Dependendo do fabricante do BIOS, é possível ver uma opção com os dizeres "S.M.A.R.T. for Hard Disks", podendo ser habilitada (Enabled) ou não (Disabled).

Se o SMART estiver habilitado no setup do BIOS da placa-mãe, o programa residente vai recuperar os valores dos atributos do SMART apenas no POST, avisando com algum tipo de mensagem caso haja algum atributo com valor fora do limite.

Isso é muito útil pois, se acaso houver algum problema que possa ser agravado ainda mais com o uso do disco rígido, o aviso do SMART pode evitar maiores prejuízos, havendo tempo de enviar o disco rigido à alguma assistência especializada para uma tentativa de recuperação dos dados.

Detalhe de um laboratório de recuperação de dados:

datareclab.jpg

Apesar de alguns BIOS oferecerem avisos como "System performance may decrease if enabled", habilitar o SMART não prejudica o desempenho, uma vez que o monitoramento só ocorre no POST e não durante todo o uso da máquina.

É falsa a ideia de que o SMART monitora o disco rígido o tempo todo e gera logs: os valores dos atributos do SMART tem que ser lidos por algum programa, pois o SMART por si só não faz isso de forma independente.

Mesmo que o SMART esteja desabilitado no setup do BIOS da placa-mãe, ou mesmo que a placa-mãe não tenha essa opção, é possível verificar os atributos em discos rígidos que tenham a tecnologia através de programas específicos para esse fim (veja sugestão de programas para ambiente Windows, mais abaixo nesse tópico).

Postado Originalmente por Trecho do artigo sobre SMART do Storage Review

S.M.A.R.T. monitoring can only be disabled from the system BIOS. S.M.A.R.T. remains enabled on the drive. If S.M.A.R.T. is disabled from the system BIOS it will not poll the hard drive for S.M.A.R.T. attributes during system startup.

Link para o artigo: aqui

Obs.: Os grifos são meus, para destacar os pontos que reforçam minhas afirmações.

...

Ferramentas para leitura de valores do SMART

Existem por aí diversas ferramentas que lêem os valores de atributos do SMART, para que seja possível uma avaliação técnica do estado do disco. Eu indico as seguintes (todas 'freeware'):

...

Entendendo os valores de atributos fornecidos pelo SMART

Os atributos do SMART obedecem à normas e seus respectivos nomes são (na maioria das vezes) idênticos para todos os fabricantes de discos rígidos, exceto quando algum fabricante impõe algum novo atributo para uma checagem específica de um modelo ou série em particular.

Para cada atributo, o SMART fornece basicamente QUATRO valores diferentes, cada um com seu significado:

Raw Attribute Value

Dependendo do atributo, mostra valores que podem ser interpretados "como estão", por exemplo: no atributo Power On Time, pode-se interpretar Raw Value como sendo a quantidade de horas que a unidade ficou em funcionamento, desde o dia em que foi ligada pela primeira vez.

Attribute Value

Esses valores representam, numa escala decrescente de 100 até 1, a confiabilidade relativa à cada atributo. O valor considerado normal é 100, sendo que quanto menor o valor, maior a possibilidade de falhas.

Obs.: Alguns fabricantes não obedecem este padrão e colocam os valores normais muito acima de 100, o que tem causado certa confusão na interpretação dos valores em alguns programas.

Attribute Threshold

Este é o limite mínimo tolerável para que o SMART acuse uma falha iminente na unidade. Cada atributo do SMART tem seu Attribute Threshold padrão, e esses valores são definidos pelos próprios fabricantes com base em testes específicos para cada modelo de disco rígido.

O SMART compara então este valor com o Attribute Value, para definir o quanto a unidade está próxima de uma falha.

Importante: Quanto mais próximo o Attribute Value estiver do Attribute Threshold, maior a possibilidade de que o SMART acuse falha para o atributo.

Worst Value

Este é o valor mais crítico monitorado para cada atributo, ou seja: cada vez que o disco rígido executa algo previsto em algum atributo, é dada uma "nota" para esta ação executada, que entra no cálculo para a formação do Attribute Value.

Enquanto o Attribute Value é um valor médio, o Worst Value pode ser considerado como um valor "aviso" para o atributo.

Isso quer dizer que se o Worst Value apresentar um valor próximo ou mesmo fora do limite do Attribute Threshold, isso não indica necessariamente uma falha, mas apenas um estado momentâneo. Porém, serve como um alerta de que talvez o disco rígido possa ter sido submetido à operação em uma situação fora do limite.

...

Entendendo o significado dos principais atributos do SMART

Existem dezenas de atributos do SMART, uns mais importantes para avaliação ou detecção de falhas, outros menos importantes. Existem inclusive os atributos colocados exclusivamente por cada fabricante, como mencionado mais acima.

Vou colocar aqui apenas os padrões mais importates, sendo que os atributos que faltarem são, na maioria das vezes, meramente estatísticos (quantidade de vezes que o disco foi ligado/desligado, por exemplo, entre outros)

Raw Read Error Rate

Representa a taxa de erros de leitura. Pode-se interpretar o valor do campo Raw Attribute Value como sendo a quantidade de erros já apresentadas pela unidade e, obviamente, qualquer valor acima de zero indica que já ocorreu algum erro de leitura.

Atenção no Attribute Value: valores próximos do Attribute Threshold indicam a possibilidade de problemas na superfície gravável ou falha nas cabeças físicas de leitura/gravação.

Spin Up Time

Representa o tempo médio (em milésimos de segundo) que o motor do disco rígido tem levado para sair de 0 rpm até sua velocidade máxima de rotação. O campo Raw Attribute Value indica a última medição.

Start/Stop Count

Representa a contagem das vezes em que o motor disco rígido foi acionado e parado. Inclui-se aí os eventos: ligar ou desligar o computador, entrar ou sar do modo de espera do Windows, etc. É um valor estatístico, mas o valor do campo Raw Attribute Value pode ser analisado para definir se isso foi ou não uma das causas para outras falhas.

Reallocated Sector Count

Representa a quantidade de setores de reserva (spare sectors) já utilizados para substituir setores defeituosos. Obviamente, quanto maior o valor do campo Raw Attribute Value, pior pode ser considerado o estado da superfície do disco, e naturalmente isso irá influir no Attribute Value, aproximando mais do Attribute Threshold.

Seek Error Rate

Representa a quantidade de erros nos eventos de busca de dados gravados. Cada vez que é ordenado ao disco buscar um dado e ocorre uma falha no posicionamento da cabeça para leitura, o valor para Seek Error Rate aumenta.

Assim como no atributo Raw Read Error Rate, atenção também aqui no Attribute Value: valores próximos do Attribute Threshold indicam a possibilidade de problemas nas cabeças físicas de leitura/gravação.

Power On Hours Count

Este é um valor meramente informativo e o campo Raw Attribute Value mostra a quantidade de horas em que o drive está em funcionamento. Também pode ser encontrado como Power On Time.

Spin Retry Count

Representa quantas vezes o motor do disco rígido já falhou ao tentar sair de 0 rpm até sua velocidade operacional (considerando apenas a 1ª tentativa).

Obviamente, valores acima de zero no campo Raw Attribute Value indicam que o motor já falhou alguma vez e, valores altos indicam que haverá uma falha do motor à qualquer momento, sendo que isso poderá ser observado também no Attribute Value, aproximando-o mais do Attribute Threshold.

Calibration Retry Count

"Calibration" é o posicionamento das cabeças de escrita/leitura na trilha 0. O número representa a quantidade de vezes em que essa operação falhou (considerando apenas a primeira tentativa.

Temperature

Mostra no campo Raw Attribute Value a temperatura atual do disco, em graus Celsius.

Apenas para citar, o Attribute Threshold mostrará aqui a temperatura máxima recomendada pelo fabricante, e o Worst Value mostrará a temperatura na qual o disco já chegou à operar.

O cruzamento desses dados fará decrescer o Attribute Value, ou seja: se o Worst Value tem sido constantemente acima do Attribute Threshold, significa que o disco tem trabalhado constantemente em temperaturas altas.

Write Error Count

Representa a quantidade de erros ocorridos ao gravar dados no disco. Valores acima de 0 indicam que já houve alguma falha nessa operação, e valores mais altos indicam que há algum problema na superfície gravável (possivelmente setores defeituosos) ou nas cabeças físicas de gravação, sendo que isso poderá ser observado também no Attribute Value, aproximando-o mais do Attribute Threshold.

...

Fontes destas informações

PC Tech Guide

The SMART Site

Ariolic Software

ServerWorld

Arquivo de Help do DiskCheckUp

IBAS Data Recovery (fotos)

Links úteis: Ferramentas de Diagnóstico de Disco

Visitem também: Como prolongar a vida útil do seu HD, uma coletânea de informações do colega gu4r4n4rox

...

Importante: A pesquisa e tradução destas informações me custou tempo e muito trabalho. Se precisar reproduzir este tópico em outros locais, lembre-se de citar as fontes para que sejam dados os devidos créditos, principalmente aos autores do trabalho original (links para os sites de onde retirei as informações).

Obrigado.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal, fiz algumas alterações no texto do tópico com base em mais algum material que encontrei pela web. Resolvi pedir para que a moderação deixasse o tópico aberto, caso alguém queira acrescentar/contestar alguma coisa (desde que com alguma fonte de informação, do mesmo modo que eu fiz).

[]'s

  • Curtir 1

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Poxa, tive que rever meus conceitos, parabéns... achei que o SMART logasse periodicamente a máquina... não sei de onde tirei isso, parece mais uma lenda urbana que espalham por aí e que vira verdade...

Desculpe não ter nada a acrescentar...

Fui

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

olá amigo, esse smart tem alguma coisa a ver com o smartdrive que é solicitado na instalação do windows xp, como faço para ligar esse tal de smartdrv, já procurei por tudo e não consigo, quero instalar o xp através do dos, grato se puder ajudar... :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Caro

O smartdrv vem no disquete de boot do win98 e pode ser carregado para instalação do xp. Basta dar o boot pelo disquete e no prompt digitar a:>\ smartdrv.exe. Isto carrega o programa e quando instalar o xp, este smartdrv vai acelerá a instalação.

O resto do procedimento de copiar os arquivos do cd do xp para o hd é da forma normal.

Não descrevo melhor, pois não sou muito conhecedor desse modo de instalação. Creio ser dessa forma.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Tenho dois hd's maxtor 80gb ata 133. Um deles está instalado em uma adaptadora ide/pci e os programas de smart que possuo ( diskcheckup e activesmart241 ) não o reconhecem.

Qual programas podeira reconhecêlo nesta interface(pci)?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por Leo03@14 dez 2004, 21:24

Tenho dois hd's maxtor 80gb ata 133. Um deles está instalado em uma adaptadora ide/pci e os programas de smart que possuo ( diskcheckup e activesmart241 ) não o reconhecem.

Qual programas podeira reconhecêlo nesta interface(pci)?

Infelizmente não pude ainda testar os programas nessas situações, portanto fico te devendo essa resposta.

Mas já tentou visualizar com outros programas, como o Everest Home? Depois de instalar o Everest, execute e clique em "Armazenamento > SMART" no painel à esquerda, e o resultado deverá aparecer no painel à direita.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

DENÚNCIA: na Internet, existem dois tipos de usuários:

Tipo 1: aqueles que vão atrás da informação, desenvolvem o trabalho e disponibilizam de boa vontade para que outros possam ser beneficiados

Tipo 2: aqueles preguiçosos, espertinhos, aproveitadores e oportunistas, que por falta de capacidade simplesmente copiam e colam o trabalho dos usuários "Tipo 1" como se fosse seu, intencionando justamente isso, sem ao menos citar a fonte da informação nem dar os devidos créditos.

Este tópico já está sendo copiado por usuários "Tipo 2": Tópico no Fórum da Comunidade TecnoCiência

Lamentável... :muro:

Ainda, no mesmo site, encontrei mais dois posts do mesmo usuário, com texto copiado de outros tópicos fixos aqui da área de Armazenamento:

Este aqui, sobre buffer do HD, copiado descaradamente do tópico do Neobius

Este outro aqui, copiado sem o menor constrangimento deste tópico do gu4r4n4rox

E deve haver muitos outros mais... Duvido muito que o sujeito que copiou vá editar o tópico e dar os devidos créditos, por isso fica aqui meu protesto.

:angry:

Fico extremamente revoltado quando encontro esse tipo de coisa, já vi por aí muito artigo copiado de outros sites e sempre denuncio quando possível. Felizmente, no nosso Fórum do Clube do Hardware é muito difícil acontecer algo assim, já que o bom nível dos usuários e a boa atuação da moderação não deixa passar coisas desse tipo.

Só quero ressaltar que minha queixa não é dirigida ao Fórum da Comunidade TecnoCiência, até porque eles não podem ser responsabilizados pelo que seus usuários postam.

Editado em 17/12/2004: Até o momento, não foram inclusos nos referidos tópicos copiados a citação das fontes da informação. :(

Editado em 21/12/2004: Até o momento, tudo na mesma. :(

Editado em 28/12/2004: Felizmente, o moderador do Fórum pronunciou-se positivamente com relação ao problema:

Postado Originalmente por Comunidade TecnoCiência@ resposta

Re: S.M.A.R.T.: Self-Monitoring, Analysis and Reporting Technology (Pontos: 1)

por JSilva em Domingo, 26 de dezembro de 2004 @ 00:26:36

(Informações do Usuário | Enviar uma mensagem)

Obrigado pelo alerta!

a partir de 2005 entra em vigor as novas regras relacionadas a postagem de artigos de outros autores (cópias).

De janeiro em diante os membros que possuirem postages (cópias) sem autorização do autor não terão mais seus artigos aprovados e perderão seus pontos.

Um forte abraço,

Moderador.

Fico no aguardo das providências.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

clemente você ja me conhece né cara, sei que não ligaria se o cara viesse me pedir via PM mas meu aí ja pega sem falar nada é mancada

mas... a vida é assim!!!

obrigado clemente... não se esqueça que sua parte no topico que eu fiz tá cheia de dedicatória pra tu

valeu...

cara este tópico ta muito showwwwwwwwwww

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Postado Originalmente por gu4r4n4rox@17 dez 2004, 23:35

clemente você ja me conhece né cara, sei que não ligaria se o cara viesse me pedir via PM mas meu aí ja pega sem falar nada é mancada

Pois é cara, se aquele sujeito do outro fórum ao menos tivesse colocado o link para os tópicos daqui, eu não ia nem ligar. Mas é muita sacanagem, o cara copia tudo e apresenta como se fosse ele que tivesse feito.

:angry:

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gostaria de saber se o SMART dá um aviso eventual ou sempre em caso de problemas no HD ou, se isso depende mesmo da MB.

Pergunto pelo seguinte:

- estava mexendo no micro (Word + Winamp) quando tudo parou subitamente.

- resetei o micro depois de algum tempo, pois ele simplesmente havia congelado e a primeira coisa que surgiu foi um aviso do SMART logo no boot (aquele, sugerindo trocar o HD e fazer um backup de tudo) e deixei o computador iniciar;

- notei que o HD estava fazendo aqueles barulhos esquisitos que quem já teve a experiência conhece, algo como se batesse ou raspasse eventualmente em alguma coisa. Fiz backup das minhas coisas após algum tempo. (nesse meio tempo o XP acusou que tinha se recuperado de uma falha grave e por conta dos erros de leitura, estava um pouco lento na inicialização);

- o Win XP em momento algum acusou erro no disco (aquele Check Disk dele na minha opinião é um lixo, pois não deixa nenhum log em nenhum lugar)

- refiz (apaguei todas para refazê-las, não formatei) todas as quatro partições e formatei em em FAT32 para poder rodar o Scandisk mas, curiosamente, nenhum problema foi encontrado. Instalei o WinME e mais uma vez, rodei o Scandisk. Custou-me umas várias horas mas nada, nada mesmo foi encontrado. :blink:

O SMART só acusou o problema no princípio daquilo que deveria ser um grande caos e depois nada. Depois de reparticionar o HD inteiro, oras, o HD não deu nem um barulhinho qualquer...

Qualquer opinião, ideia ou sugestão será bem vinda.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Kid XP@21 dez 2004, 09:56

Gostaria de saber se o SMART dá um aviso eventual ou sempre em caso de problemas no HD ou, se isso depende mesmo da MB.

O único aviso emitido "voluntariamente" pelo SMART é aquele que aparece durante o POST, ou seja, quando você liga o micro e o BIOS faz o reconhecimento dos dispositivos.

Durante esse reconhecimento, os status dos atributos do SMART são checados e caso haja alguma valor de atributo fora do normal, uma mensagem é emitida, como a que você recebeu.

Mas para isso, a opção "SMART for Hard Disks" (ou similar, dependendo do fabricante do BIOS) precisa estar "Enabled" no setup. Se você recebeu o aviso do SMART é porque a opção já está habilitada.

Para obter maiores detalhes sobre o que exatamente está falhando, só mesmo com programas específicos para isso, como por exemplo os programas já citados neste tópico.

Qualquer dúvida, estamos aí.

[]'s

Ah, esqueci uma coisa: o SMART não depende do BIOS da motherboard, ele é um programa residente no próprio HD. Porém, em BIOS que não possuem a opção de habilitar o SMART, a checagem não será feita no POST, mas os status dos atributos podem ser checados "manualmente" com os programas específicos.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Clemente, acho que ainda não entendi bem um aspecto: A questão é mais ou menos a seguinte: um HD com problema (detectado pelo Smart) sempre ficará dando avisos ou não? Em alguns eu já vi avisos contínuos, mas o meu deu um aviso só e depois nunca mais me disse nada (e olhe que ele está ativado na Bios).

Ah, eu me esqueci de mencionar, enquanto vazia os backups, o HD uma vez sumiu. Imaginando que fosse o cabo, eu tentei desencaixá-lo mas, para surpresa minha o :chateado: do conector desmontrou na minha mão!!! Liguei o HD na outra ponta do cabo e resolveu. Sobre isso, acha que poderia ter dado um falso alarme ou criado um erro de leitura um pouco perigoso, já que se tratava de um cabo defeituoso?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por Kid XP@21 dez 2004, 10:20

A questão é mais ou menos a seguinte:  um HD com problema (detectado pelo Smart) sempre ficará dando avisos ou não?  Em alguns eu já vi avisos contínuos, mas o meu deu um aviso só e depois nunca mais me disse nada (e olhe que ele está ativado na Bios).

Creio eu que isso ocorra pelo fato de alguns valores de atributos acumularem-se, enquanto outros são passíveis de avaliação pelo último valor encontrado, sendo que neste último caso pode-se afastar os valores do ponto crítico (isto é, Attribute Threshold).

Por exemplo, valores de alguns atributos como Raw Read Error Rate, Start/Stop Count, Reallocated Sector Count vão se acumulando, ou seja: quanto mais problemas houverem, mais aumenta o valor considerado como "ruim", aproximando-se definitivamente do "Attribute Threshold". Desse modo, não há volta: quanto maior o valor, pior vai ficar.

Já em outros atributos como Temperature, Spin Up Time, etc. são levados em conta os últimos valores obtidos, ou seja: numa hora o SMART pode acusar falha iminente do HD porque o atributo Temperature está muito acima do Attribute Threshold; no dia seguinte você resolve aquele problema de ventilação que tinha no seu gabinete, a temperatura do HD volta ao normal e o atributo Temperature, consequentemente, também se afasta do Attribute Threshold e o SMART para de disparar alertas.

O problema é que durante o POST o SMART não especifica o que exatamente está disparando o alerta, ou seja: não especifica por causa de qual ou quais atributos o alerta está sendo dado. Por isso é que se tem a impressão desses alarmes falsos, às vezes.

Postado Originalmente por Kid XP@21 dez 2004, 10:20

Ah, eu me esqueci de mencionar, enquanto vazia os backups, o HD uma vez sumiu. Imaginando que fosse o cabo, eu tentei desencaixá-lo mas, para surpresa minha o chateado.gif do conector desmontrou na minha mão!!! Liguei o HD na outra ponta do cabo e resolveu. Sobre isso, acha que poderia ter dado um falso alarme ou criado um erro de leitura um pouco perigoso, já que se tratava de um cabo defeituoso?

Acredito que não, já que o SMART monitora apenas o estado dos componentes mecânicos do HD, e não dos componentes externos, como o cabo IDE.

Quanto à uma provável falha de hardware no HD gerada por um erro de leitura (ou mesmo escrita), essas operações por si só não provocam falhas fisicas (claro que considerando um HD em perfeitas condições, sem defeito de fabricação, etc.).

Acho que no máximo dá para presumir que havendo algum dano na placa controladora (sendo que esta controla as partes mecânicas) esta venha comandar algo "fora dos padrões de resistência" do componente. Teoricamente isso poderia danificar pratos, cabeças, etc.

Mas não há estudo ou pesquisa que comprove que uma placa controladora defeituosa possa causar (ou tenha causado) esse tipo de dano.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Aproveitando o tópico, estou com dois hds parados em casa com o mesmo problema. Fica dando um estalo como se obraço dele estivesse batendo no eixo, ou a agulha batendo. Eu tenho como através de algum desse programas (disk checkup por exemplo)saber qual o erro dele? Se não, como busco uma correção pra esses dois Hds?

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Postado Originalmente por arpegios@24 dez 2004, 11:58

estou com dois hds parados em casa com o mesmo problema. Fica dando um estalo como se o braço dele estivesse batendo no eixo, ou a agulha batendo. Eu tenho como através de algum desse programas (disk checkup por exemplo)saber qual o erro dele? Se não, como busco uma correção pra esses dois Hds?

Com os programas citados neste tópico você pode no máximo saber onde exatamente está o problema, pois o SMART é um programa preventivo e não corretivo. E isso se o problema for mesmo em algum componente mecânico: se acaso for placa controladora defeituosa, o SMART não vai detectar.

Mas no seu caso, o ideal seria você baixar o utilitário de diagnóstico do fabricante (veja os links diretos neste tópico fixo) e executar os testes.

Mas pode ser que o problema nem seja no HD, você já os testou em outra máquina além da sua? Pode ser a fonte ou algum dos cabos de alimentação, pode ser a placa-mãe ou mesmo o cabo IDE.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Testei o smart explorer e somente me mostrou a confiabilidade e a porformance. no meu caso 60% e 100% respectivamente.

não encontrei os outros atributos discutidos no topico.

abraços.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

O SMART Explorer verifica os atributos do SMART mas não oferece relatórios com tanta riqueza de detalhes técnicos como os outros dois programas citados no tópico.

Se necessitar de informações mais detalhadas do SMART para o seu HD, ao invés do SMART Explorer experimente o Everest Home Edition ou então o DiskCheckUp.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×