Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
mateusmvf

Controlador de motor brushless de velocidade

Recommended Posts

Bom dia A todos,

Estou desenvolvendo um projeto onde devo montar um novo controlador de velocidade para um motor Brushless 48v e 500w.
Porém para o projeto o sinal do controle de velocidade deve sair de um Arduino. Estou com dificuldades de fazer a ligação do motor, também estou na duvida se o motor seria um motor DC ou AC, pois ele tem 3 fases de alimentação assim acredito que seria um motor trifásico AC.

Estou pesquisando algo sobre fazer um ESC para controla-lo , assim usaria o sinal de saída PWM do Arduino para fazer o controle. Porém estou com dificuldades de fazer esse ESC, e quais MOSFET deveria utilizar.

Alguém teria uma ideia de como posso solucionar a questão. Segue imagem do motor

Grato pela ajuda de todos até então.

60V-500W-rotor-for-hub-font-b-motor-b-font-electric-bike-font-b-motor-b.jpg

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ola Dom Bonilla,

 

Muito obrigado pela ajuda, porém a minha dificuldade seria fazer a mesma ligação do link sugerido com um motor de potencia maior, no caso 500W e 48V. estou tendo muitas dificuldades de encontrar um ESC para essa potencia.

 

 

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Bom.

Para acionar o motor trifásico sem escovas é necessário aplicar três ondas de tensão. Uma em cada terminal do motor.

1 - Estas ondas tem que estar defasadas de 120º entre si. 

2 - A velocidade do motor é ditada pela frequência das ondas aplicadas.

3 - Como os fios dentro do motor formam bobinas, com resistência quase nula desprezível, as tensões das ondas têm que possuir seu valor médio nulo (em cada bobina). 

4 - O arduino geraria as três formas de onda, porém ele não possui energia para acionar o motor, então deve-se considerar que as ondas são apenas sinais a serem usados. Estes sinais devem ser aplicados a um driver, que possui energia para produzir estes sinais com maior potência. Em seu caso, o papel do driver é de alterar a tensão de 5V para 48v com capacidade de corrente para alimentar o motor convenientemente. 

5 - O ideal seria que a forma de onda das tensões fossem senoidais, mas costuma-se usar quadradas. Um PWM não funciona em motores trifásicos AC, já que o que determina a velocidade é a frequência deste sinal.

6 - É bom que haja o monitoramento e controle da corrente nas bobinas do motor. Imagine o caso de rotação bem baixa. Como as bobinas não têm resistência apreciável, então o período das ondas quadradas deve ser controlados, caso contrário, as correntes subiriam muito, a ponto de queimar as bobinas. Seria um PWM apenas para controlar a máxima corrente nas bobinas e não a velocidade de rotação do motor.

O valor da corrente RMS nas bobinas deve coincidir (ou ser menor) com o valor máximo que o motor suporta. 

Seguem algumas páginas com maiores detalhes.

https://www.rcgroups.com/forums/showthread.php?t=1679621

http://www.rcuniverse.com/magazine/article_display.cfm?article_id=1344

http://circuit1004.rssing.com/chan-35481708/all_p3.html

http://elcrost.com/brushless-dc-motor-driver-circuit/brevet-us20060152181-back-emf-detection-circuit-and-method-for-a-brushless-dc-motor-driver-diagram-us20060152181a1-20060713-d/

MOR_AL

  • Curtir 4

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
20 horas atrás, MOR disse:

Bom.

Para acionar o motor trifásico sem escovas é necessário aplicar três ondas de tensão. Uma em cada terminal do motor.

1 - Estas ondas tem que estar defasadas de 120º entre si. 

2 - A velocidade do motor é ditada pela frequência das ondas aplicadas.

3 - Como os fios dentro do motor formam bobinas, com resistência quase nula desprezível, as tensões das ondas têm que possuir seu valor médio nulo (em cada bobina). 

4 - O arduino geraria as três formas de onda, porém ele não possui energia para acionar o motor, então deve-se considerar que as ondas são apenas sinais a serem usados. Estes sinais devem ser aplicados a um driver, que possui energia para produzir estes sinais com maior potência. Em seu caso, o papel do driver é de alterar a tensão de 5V para 48v com capacidade de corrente para alimentar o motor convenientemente. 

5 - O ideal seria que a forma de onda das tensões fossem senoidais, mas costuma-se usar quadradas. Um PWM não funciona em motores trifásicos AC, já que o que determina a velocidade é a frequência deste sinal.

6 - É bom que haja o monitoramento e controle da corrente nas bobinas do motor. Imagine o caso de rotação bem baixa. Como as bobinas não têm resistência apreciável, então o período das ondas quadradas deve ser controlados, caso contrário, as correntes subiriam muito, a ponto de queimar as bobinas. Seria um PWM apenas para controlar a máxima corrente nas bobinas e não a velocidade de rotação do motor.

O valor da corrente RMS nas bobinas deve coincidir (ou ser menor) com o valor máximo que o motor suporta. 

Seguem algumas páginas com maiores detalhes.

https://www.rcgroups.com/forums/showthread.php?t=1679621

http://www.rcuniverse.com/magazine/article_display.cfm?article_id=1344

http://circuit1004.rssing.com/chan-35481708/all_p3.html

http://elcrost.com/brushless-dc-motor-driver-circuit/brevet-us20060152181-back-emf-detection-circuit-and-method-for-a-brushless-dc-motor-driver-diagram-us20060152181a1-20060713-d/

MOR_AL

 

 

@MOR Excelente resposta, irei estudar as informações e links sugeridos, caso tenha alguma duvida postarei novamente.

Desde já muito obrigado!

 

Att

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×