Ir ao conteúdo
  • Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

MOR

Membros Plenos
  • Total de itens

    1.455
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

883

3 Seguidores

Sobre MOR

  • Data de Nascimento 23-06-1952

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Mangaratiba, RJ
  • Sexo
    Masculino
  1. Isa. O motor tem que estar em paralelo com D1 ocupando o lugar de C3, que está lá só para atrapalhar e forçar o MOSFET Q2. MOR_AL
  2. O @Ricardov te deu a informação necessária para que você chegue à resposta. Basta entrar com os valores que ele te forneceu em uma calculadora científica, usando a fórmula f0 = 1 / [2 x pi x raiz de (L x C)]. 1 - Calcule L x C. Resultado 1 2 - Calcule a raiz quadrada do resultado. Resultado 2 3 - Multiplique o resultado por 2 e por pi (3,141592). Resultado 3 4 - Calcule o inverso do resultado. É a tecla x elevado a menos 1. Resultado 4 Calcule e mostre todos os resultados intermediários, que a gente te diz se estiver certo ou errado. Caso estiver errado te informamos onde você se enganou. Paulo. Acabou sendo um vício associado a minha indignação. Não consigo admitir que a idade e a aposentadoria me tirem o que deu tanto trabalho para adquirir. Por isso vivo tentando recordar. Aliás, já dizia meu professor de análise I, Miguel, do cursinho pré-vestibular em 1970. "Recordar é viver outra vez". Com cerca de 17 anos achei isso uma piada, mas depois de muito tempo, observo o que ele quis dizer. MOR_AL
  3. Bom. O circuito só terá ressonância caso uma condição seja satisfeita. Não sei qual o grau de suas aulas, me parece que é a nível técnico. Sendo assim, calculei a parte teórica e me parece que deva estar um pouco além de seu conhecimento atual. É por isso, que eu disponho a resolução aqui, já que é um trabalho de aula e você certamente não poderá apresentar este desenvolvimento ao seu professor, sem que ele descubra que não foi você que fez. Mas ao final do desenvolvimento, você poderá calcular a frequência de ressonância, CASO a condição seja satisfeita. Em tempo: Não me lembro mais qual seria o exato valor de qsi para ocorrer a ressonância. Chutei um sobre raiz de 2. Imagem editada. Pessoal, a diminuição do valor de qsi é que aumenta o valor da impedância na ressonância (w0). Observando a equação do denominador, mais precisamente o termo em s, nota-se que para reduzir este termo, o que reduz o qsi, deve-se reduzir o valor do resistor. É óbvio, já que reduzindo-se o valor do resistor, reduz-se o consumo de energia no circuito, caso alguma exista. Com R = 0, a ressonância só existirá em um único valor de w (em w0). Bons estudos. MOR_AL
  4. O que C3 está fazendo aí? Ele deixa passar um grande pico de corrente quando Q2 inicia a condução. Onde está o motor no circuito? O motor deve estar no lugar de C3, né? @[Daniel] Contei oito resistores no circuito. Seu desenho tem nove resistores. Também o número de capacitores não confere. O diagrama dele não tem o motor. Ele deve ter visto a intensidade luminosa do led variar. Sei não! Vai ver que é isso mesmo. O professor está querendo que ele aprenda a passar do diagrama para a placa. Isso leva um tempinho, até dominar os detalhes. Acho que foi sacanagem do professor, começar logo com um circuito desses para aprender a fazer as placas de CI. Poderia ser bem mais simples mesmo. Por outro lado, o Marcelo poderia ter mais iniciativa e acessar o YouTube. Lá tem uma porr... eh, muitos vídeos que ensinam literalmente como fazer... e de diversos modos. Marcelo. Acesse o YouTube e digite "Placa de circuito impresso". MOR_AL
  5. @Sérgio Lembo "...Com leds do mesmo modelo/fabricante/lote até dá para encarar um superparalelismo..." Também pensava assim, até o dia que decidi tirar a "prova dos nove". Medi valores de parâmetros bem diferentes de componentes em uma mesma fita, até entre dois componentes adjacentes. Eram componentes do tipo SMD. Não me lembro mais qual foi o componente, mas medi. Provavelmente foi ou resistor ou capacitor. Agora pense naquelas lanternas que vem com diversos leds. Algo como 10, um pouco mais ou menos. Elas não duram quase nada. Pelo menos as que eu possuo ou possuía. Quando um queima, outros o seguem logo logo. Imagino que os leds foram montados de um conjunto fabricado de mesma leva. Observando muitas queimas de leds em diversas lanternas, não haveria porque pensar que quase todos eles fossem provenientes de diversas levas. Sei lá, mas a teoria é que a curva V x I dos leds possuem uma tangente muito alta (delta I / delta V), ou seja, uma pequena diferença de tensão produz uma grande diferença de corrente. Daí a queima. MOR_AL
  6. Os LEDs NUNCA deveriam ser ligados em paralelo, principalmente os provenientes da China. Qualquer diferença na curva V x I entre eles, desequilibra a corrente distribuída entre eles. O que ficar com maior corrente vai dissipar mais potência, esquentando mais que o outro. Depois de um tempo, o que dissipou mais potência (acima da considerada no projeto), vai queimar e abrir. O outro, coitadinho, vai receber a corrente dos dois juntos. Conclusão. Vai seguir o primeiro para o descanso final. A opção da Isadora é a mais adequada. "...Neste caso seria mais eficiente ligar 2 em série com R bem baixo..." MOR_AL
  7. É isso aí, Sérgio. Se dispomos das ferramentas certas, ao usá-las chegaremos ao final com mais eficiência. MOR_AL
  8. @Sérgio Lembo Olá Sérgio. Tudo bem? Estive, e ainda estou, com muitas tarefas. Decidi restringir minha participação nos fóruns, em casos que visualizo uma solução ainda não mencionada. Também quis mostrar ao @GustavoDiFraFre , que às vezes a solução, via caminhos específicos, requer um conhecimento prévio, que pode não ser obtido em curto prazo. Se não me engano, em minha época de faculdade, quando os microprocessadores estavam engatinhando (época dos 8085), a cadeira de Circuitos Lógicos (I e II), que ensina a solucionar este problema, era dada em dois semestres. Aliás, é devido a estas cadeiras, que os microprocessadores puderam evoluir com a rapidez que pudemos acompanhar nesses anos todos. Em tempo: O diagrama mostrado não está completo e pode conter erros, pois o fiz com a intenção única de apresentar uma metodologia a ser usada. Hoje eu usaria um microcontrolador com 8 pinos, para gerenciar a parte lógica e um driver, para acionar o tal relé. MOR_AL
  9. O que você precisa conhecer, caso não use microcontrolador, é "Diagramas de Estado na Eletrônica". Seguem alguns exemplos do tio Google: https://www.google.com.br/search?num=50&newwindow=1&q=diagrama+de+estados+eletronica+digital&sa=X&ved=0ahUKEwiepti947fZAhVFfpAKHV79BiwQ1QII_gIoBA&biw=1250&bih=921 http://www.clubedaeletronica.com.br/Automacao/PDF/Capitulo 006 - Logica ladder - utilizando maquinas.pdf Esse é a base do desenvolvimento http://slideplayer.com.br/slide/335458/ Este é um vídeo, mas não está no nível básico. Finalmente. Vide figura. Seu diagrama de estados deve possuir três estados (círculos). A - Sem pulso B - Um pulso C - Dois pulsos Os três estados são definidos por duas variáveis Os dois bits junto com as setas. Elas são: 1 - O próprio pulso que você indicou. O segundo bit das setas. 2 - O valor do estado B. O primeiro bit das setas. Dá mais trabalho que usando um processador. MOR_AL
  10. Já pensou em três walk-talks? MOR_AL
  11. Dependendo do nível de tensão e da impedância de saída do microfone, eu colocaria um circuito que baixasse a impedância do microfone e talvez desse algum ganho, Isso junto com o microfone. Dependendo da necessidade, eu usaria um cabo blindado, caso um par trançado não funcionasse. Vamos esperar que mais alguém contribua sobre seu problema. Mas siga as recomendações do @Sérgio Lembo . Coloque o circuito ou o diagrama em blocos do seu sistema. MOR_AL
  12. Recentemente ocorreu isso com a minha geladeira. O diagnóstico do técnico foi compressor pifado. Comprei um outro e ele fez a troca. A geladeira voltou à vida. O custo maior foi do compressor. O pulo do gato: Tem que contratar um bom técnico e não um curioso. Eu fiquei questionando tudo que ele fazia, para me inteirar ... e aprender. Não que eu vá trocar o compressor sozinho. Com certeza, valeu cada real investido. MOR_AL
  13. Pelo que entendi agora. São 4 botões, que dependendo do estado de cada um, vai acionar um led. Então são 4 variáveis com 16 saídas. Estado das Variáveis Saídas 0000 Led0 0001 Led1 . . . 1111 Led15 Vide http://www.ufjf.br/daniel_silveira/files/2011/06/aula_101.pdf Com 2 integrados você resolve. MOR_AL
  14. No próprio Datasheet tem alguns circuitos. https://www.promelec.ru/pdf/LA6458.pdf MOR_AL
  15. Compre Campainha Eletrônica. Algumas são alimentadas por pilhas/bateria, dando total liberdade de localização tanto no transmissor (o botão da campainha é alimentado por uma pilha de 12V, menor que as do tipo palito - AAA), como no receptor (acho que usa 4 pilhas AA). Se pesquisar pode encontrar até aqui no Brasil, caso contrário, tem nas lojas virtuais, tipo Ebay. Mas atenção. Alguns anúncios que ví constam sem fio, receptor com pilhas, mas na figura do receptor consta com pinos bananas para conectar na tomada de 110V. Tem que confirmar com o vendedor antes de comprar. https://www.google.com.br/search?q=Campainha+eletrônica&o que=Campainha+eletrônica&aqs=chrome..69i57j0l5.6520j0j8&sourceid=chrome&ie=UTF-8 MOR_AL

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×