Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Diego F.Campos

Como funciona: Fita Led RGB em gabinetes

Recommended Posts

Bom dia! 

 

Estou pensando em colocar fitas de Leds no gabinete. Minha placa-mãe é atual e tem suporte e entradas RGB, porém não sei nada sobre as configurações desses Leds. Funcionam apenas plugando? Precisam de um controlador a parte, seja software ou hardware (Pois já vi acessórios que dizem controlar RGB)? Onde posso encontrar essas fitas por preços mais acessíveis?

 

Aproveitando a oportunidade, minha placa-mãe também possui wi-fi/bluetooth, e considerei também colocar Leds em minha mesa, e vi alguns funcionando de forma que interagiam com os jogos, como por exemplo, em Overwatch, ao utilizar a Ultimate, eles mudam de cor. Para isso é necessário leds também wireless ou bluetooth, ou é preciso um dispositivo como o Google home para controla-los?

 

Obrigado pela atenção!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Já deve ter a resposta, mas acho que não custa deixar registrado para quem for ler.
Há dois TIPOS básicos de fita led, a "comum" e a "endereçada". Não tem a ver com 5050 ou 3528 ou mesmo 5630, esses números tem basicamente a ver com o tamanho do led: 3,5x2,8mm, 5,0x5,0mm e 5,6x3,0mm e consequentemente sua capacidade de iluminação.
Os mais comuns de encontrar são fitas leds "comuns", de tamanho 3528 e 5050, que possuem recursos limitados não sendo possível acionar um led específico com uma cor ou efeito específico, mas elas funcionam muito bem com "ondas", trocas de cores, efeitos que piscam e combinados todos eles ainda é possível muita coisa bacana.
Um pouco mais difícil de encontrar é a fita led "endereçada", também acompanhada do código WS2812b que é um pequeno controlador para cada led da fita, com leds tamanho 5050 e 3528, o que permite que você possa acionar unicamente o led "N" da fita. Resumidamente é isso, tecnicamente não cabe aqui explicar essa fita e outros detalhes e também limitações das fitas, quantidade de leds, etc.
Outras diferenças entre a "comum" e a "endereçada":

Energia - a comum é normalmente 12V e a endereçada, normalmente, 5V. Fitas ainda mais comuns, não RGB, são 12V também, normalmente.
Conector/Fios - a comum é normalmente 4 fios (tem modelo com 5 fios, sendo o quinto dedicado a cor branca, também chamada de RGBw) e a endereçada é somente 3 fios. Fitas ainda mais comuns, normalmente NÃO RGB - ou seja, uma cor fixa - usam somente dois fios.
Essas diferenças são essenciais para determinar qual tipo de fita você pode adquirir. Porque? Porque sua placa-mãe pode não dar suporte a uma ou outra. Alguns modelos da Asus dão suporte somente a comun, 12V, 4 fios. Já placas da Gigabyte e MSI costumam ter suporte aos dois formatos mais populares, 4 fios 12V E 3 fios 5V, em conectores separados obviamente.
Para efeitos mais complexos, tipo o famoso "chroma" você necessitará da fita endereçada e um software que gerencie tal efeito.
O que tenho visto é que o software das placas mãe são meio limitados quanto a efeitos, daí a proliferação de controladores externos oferecidos por fabricantes como Corsair com seu comander pro, a Thermaltake, a NZXT, Razer, só pra citar os mais "famosos". O outro motivo deles o fazerem, é que (especialmente a Corsair) quer vender seus produtos mais caros com outro "status", daí propositalmente alteram o esquema elétrico dos leds e seus conectores, tornando-os incompatíveis com o controle da placa, sendo então "necessário" você adquirir produtos unicamente do ecosistema daquele fabricante. Mas os princípios acima citados continuam iguais (só pra citar, já fiz mod em ventoinhas e fitas led de fabricantes diferentes e por dedução soldei fios e padronizei conexões e walllláá, tudo funcionando sincronizado). 

 

Então @Diego F.Campos , respondendo a sua pergunta, depende kkkkk.
A primeira parte é assim: você compra uma fita led (pedaço ou rolo) e ela já vem com um conector que basicamente é só conectar na placa-mãe, não tem erro (normalmente) porque os conectores são diferentes e distintos. Prestar atenção ao compra sobre se ela é 12V ou 5V. Presumindo que você compre os modelos mais populares e fáceis de achar (led RGB, comum, 12V 4 fios) e sua placa-mãe possui suporte (normalmente, é exatamente para esse tipo de fita led) você não precisa controlador externo ou controle remoto, ou mesmo fonte/cabo adaptador. Plugue sua fita com seu conector original de 4 fios na placa (observando a marcação do pino de energia) e a placa mesmo gera energia para ligar e controlar o led. As placas oferecem software para controle dos efeitos: Asus=Aura, Gigabyte=RGBFusion, MSI=Mystic Light, AsRock=Asrock rgb led, etc. Onde comprar? Sites que tem esses "acessórios" com "selo gamer" ou "selo RGB" custam um rim e uma córnea por uma mísera fitinha de 30cm, quando não é necessário comprar o dito controlador proprietário para plugar o seu acessório. Procure na sua cidade material elétrico, iluminação, comunicação audiovisual que você vai encontrar fitas a preços mais honestos.

 

A outra é a parte chata. Sincronizar. Sincronia é outro ponto importante, fitas com controle remoto, ventoinhas com led por controlador de terceiro, memórias com led com controlador próprio, placa-mãe com leds e seu software próprio de leds, teclado com rgb com um controlador separado (redragon por exemplo), outro o controle é pelo próprio teclado, os razer possuem software próprio, vale pro mouse também. Cada um com cor e efeito distinto, recurso distinto, ao mesmo tempo, então imagine o pisca pisca e salada de cores que isso vira - ninguém conversa com ninguém. Esses efeitos de sincronizar com música só alguns controladores oferecem, outros tem até app pra você controlar por celular wifi/bluetooth, aí tem opção pra dar com um pau, e pra variar nada compatível com nada. Sua fita vai ter um efeito, a ventoinha outro, sua placa-mãe outro, a memória outro, o símbolo ou detalhe da placa de vídeo outro e assim vai. As opções basicamente são inúmeras.

Eu mesmo optei por tentar de todo jeito padronizar e sincronizar os efeitos pra não incomodar (me irrita cada um piscando de um jeito ou cor - mas isso é pessoal). Aí vejo o que cada produto oferece de especificação técnica e já fiz vários mods em ventoinhas RGB, troquei fita led do gabinete, criei aquele espelho/fundo infinito, pluguei várias coisas em divisores/hubs e gambiarras correlacionadas kkkkkk Então hoje optei pela fita endereçada 5050, 5v 3 fios que faço mods em todos os componentes que adquiro, exige trabalho de desmontar, soldar fio, abrir alguns buraquinhos pra passar fio e cuidar para não ultrapassar o limite que minha placa gerencia (300 leds ou 5m de fita/leds - lembrando que cada um consome energia, a soma deles não pode ultrapassar o limite do conector da placa, que no manual DEVE constar qual é), além do cable management que vira um terror com tanto fio e adaptação.

Acho que é importante ficar a dica aqui sobre o assunto, mas por ser um tópico antigo alguém pode querer trancá-lo por ressucitar coisa antiga.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×