Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

marcospauloms

Membro Pleno
  • Total de itens

    29
  • Cadastrado em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Tudo que marcospauloms postou

  1. @Altair Jr Licenças de mercado livre e demais sites por 70, 100, 150 reais são todas falsificadas. Se você tem uma licença adquirida por um revendedor oficial Microsoft ou pela próprio site da Microsoft, entre em contato com a Microsoft para verificar. Se for dessas licenças de 100 reais, é tudo pirataria.
  2. @Maxwell Roque digite 'Configurações de elementos gráficos' no iniciar (sem aspas), clique em 'Procurar', encontre o executável do seu jogo, na hora em que ele aparecer na lista, clique em 'Opções, e selecione a opção Alto desempenho. Veja se vai aparecer o nome da placa. Clique em Ok, feche, abra o jogo e veja o que acontece.
  3. @JGN-BRA não, não há NENHUMA diferença. Quem falar ao contrário está te enganando.
  4. @Bárbara Roberta VPN se conecta à um servidor e, se não está se conectando, entre em contato com o suporte técnico do serviço VPN.
  5. @eurodrigofernandes@Troia123 Bicho, esse "script" é simplesmente CRIMINOSO e IRRESPONSÁVEL do ponto de vista da segurança digital, dos dados do usuário e de tudo o que é defendido pela LGPD. Desativar o Defender PRA QUE? Ativar alto desempenho PRA QUÊ, se o plano de alto desempenho simplesmente deixa tudo, TUDO ativado, independentemente se você utiliza tudo ou não?! Sobre IPHELPER, informo desde já a quem interessar que a MS não possui nenhum interesse em seus dados privados/particulares, seus arquivos, no que você digita, com quem você conversa ou o que você faz. A Microsoft ganha dinheiro com venda de licenças Windows, Office 365, Windows 365, Azure e demais soluções a nível empresarial/corporativo, bem como para pessoas físicas também. Ela ganha vendendo soluções, e não compartilhando dados. Ela não tá nem aí pro que você faz no PC. Quem ta aí pro que você faz, o que fala, o que você digita e com quem você conversa é o Facebook, entendeu? O que interessa para a MS são dados enviados por telemetria a respeito do funcionamento de seus serviços embarcados em suas soluções e PRINCIPALMENTE de informações de segurança que são geradas pelo Windows DEFENDER e encaminhadas para os servidores de machine learning da MS que cuidam da saúde dos milhões de computadores com Windows pelo mundo, criando atualizações de seguranças cruciais enviadas via Windows UPDATE. Agora, algo que não faz o menor sentido é querer desativar o Update. Filho, atualizações de melhoria e de segurança só existem via Windows UPDATE. Se o seu Windows é pirata, crackeado e instalado em um PC que é da década de 90 com HD IDE e com 1GB de RAM, não culpe a Microsoft se você tem tanto problema com o sistema dela e quer desativar tudo o que está embutido por ignorantemente achar "suspeito" ou desnecessário. Quem tem um PC de 2010, coloca um SSD, instala e ativa o W10 legalmente e recebe todos os updates de segurança e de desempenho certamente não tem nenhum problema de lentidão, travamento, BSOD, HD a 100%, gargalo de REDE etc. A pessoa simplesmente instala, atualiza, reinicia e utiliza o computador sem nenhum problema e sem desativar absolutamente nada porque o Windows, há muito tempo, é um sistema mutável, flexível e que se adequa ao usuário. Desativar a restauração do sistema PRA QUE? A única coisa que às vezes pode salvar a vida de quem depende do computador para trabalhar e que infelizmente acaba tendo problema de inicialização do Windows é a própria restauração! A única coisa que ÀS VEZES dá problema é o fastboot e o DVR do Xbox, sendo que podem ser desativados sem nenhum script. Querer desativar o Defender, o Firewall, a telemetria, o UAC, toda a comunicação de envio de dados sensíveis para os servidores da MS e, principalmente, achar que isso tudo é uma melhoria, meu amigo, você está totalmente errado.
  6. @LUSOM a responsabilidade de uma conexão segura é do USUÁRIO. Se tem sinal wi-fi aberto ou não, a responsabilidade é TOTAL do usuário. Sobre o app, a responsabilidade é do desenvolvedor DESDE QUE você baixe da plataforma informada pelo banco. Se for de outra fonte, a responsabilidade é total do USUÁRIO. Sobre PC, geralmente os sites de banco exigem instalação de um módulo de segurança que deve ser baixado única e exclusivamente do endereço que o BANCO informa. Baixou de outro lugar, responsabilidade TOTAL do usuário. Acessou a conta através de um PC com malware, responsabilidade TOTAL do usuário. E mesmo assim os bancos dão suporte. Empresas geralmente possuem computador e celular exclusivamente para lidar com banco. Empresa séria e preocupada, digo. Em resumo, tudo deverá ser utilizado de acordo com o que o BANCO estabelece. Quem não sabe o que fazer, como fazer, como se proteger e como evitar transtornos obrigatoriamente precisa ir até o banco, conversar com o gerente, pedir detalhes e PRINCIPALMENTE contratar um técnico que entenda de segurança digital para que cuide dos detalhes de infraestrutura e sistemas.
  7. @Sandro Machado orientação de todos os gerentes de contas em banco: tenha um celular APENAS para aplicativos de banco e nada mais. Só banco. Mantenha o sistema atualizado, bem como os próprios aplicativos dos bancos também. Pelo PC, só sei de Windows. Embutido no Kaspersky Internet Security existe o módulo SAFE MONEY que consiste basicamente em virtualizar um navegador que detecta que o usuário está acessando uma página bancária. Ao detectar, ele realiza essa virtualização e faz com que você acesse o site em um ambiente 'fora' do Windows que você está logado, mas ao mesmo tempo dentro dele. Outros antivírus fazem o mesmo. Dê uma estudada.
  8. @Samuka_ Kaspersky é o melhor do mundo. Pode ir sem medo.
  9. @Vinicius_0101 repita um milhão de vezes, e depois mais um milhão durante todos os dias: Avast NUNCA. Antivírus chinês NUNCA. Utiliza o Microsoft Defender que é uma proteção fenomenal baseada em assinatura, heurística, nuvem e inteligência artificial.
  10. @Rodrigues01 TrafficLight, da BitDefender te informa sobre links suspeitos. Tendo um antivirus bom também já ajuda e muito. Se quiser, configure os IP's da OpenDNS no seu adaptador de rede porque essa solução também é muito eficaz e ajuda a bloquear o acesso a sites maliciosos. Qlq coisa dá um Google aí que tá cheio de tutorial sobre esses três pontos que te falei.
  11. @Joao531 Kaspersky é o melhor antivirus e recomendo você ver alguns vídeos DE QUEM REALMENTE ENTENDE sobre a sua configuração manual profunda. Dependendo da versão, tem muita, mas MUITA opção adicional de segurança que não vem habilitada.
  12. @Daniel Silva5 Norton é um dos piores. O melhor é o Kaspersky.
  13. @LUSOM Nenhum sistema operacional, nenhum programa, nenhuma api, nenhuma linguagem de programação está cem por cento protegida. Tudo tem falha, tudo tem um risco. Cabe ao usuário saber utilizar as ferramentas de proteção da maneira correta, entender o que está fazendo e buscar redundâncias para evitar o pior. Criptografar todo o celular, fazer backup automático na nuvem dos seus arquivos, ativar verificação em duas instâncias, utilizar um antivirus realmente bom, não baixar tranqueiras nem aplicativos de terceiros sem assinatura digital e fora da App store, etc. Isso tudo é uma AJUDA e não uma solução definitiva. A criptografia total do aparelho faz com que se você for furtado/roubado ou perder o celular, aquele que encontrou poderá até instalar outro Android ou fazer gambiarra para utlizar o celular, mas todos os seus dados serão destruídos, bem como todo o sistema nativo.
  14. @Thacyana Moura Esse tipo de malware é classificado como Ransomware e realmente criptografa os arquivos após invasão. Um conglomerado de empresas de segurança digital como a Kaspersky, McAfee, Amazon etc. criou um site chamado NO MORE RANSOMWARE para ajudar pessoas nessa situação. Acesse o site, clique em Crypto Sheriff, role a página seguinte e verifique o campo que pede para selecionar dois arquivos (ficheiros) que foram criptografados e informe no campo em branco o "endereço de email e/ou o endereço do website presente na MENSAGEM DE RESGATE (RANSOM DEMAND)". Após, clique para verificar. O site fará uma análise dos dois arquivos criptografados e, sendo possível, te dará o nome do ransomware e a a solução. Boa sorte
  15. @Peter Maximoff Sim, vale MUITO à pena. Recomendo o Kaspersky Total Security. Dá um Youtube aí que tem muito vídeo falando sobre essa solução de maneira aprofundada.
  16. @Daniel Ryok Amigo, a Microsoft não suporta mais o Windows 7 e, portanto, não há nada para fazer em relação à essa versão do sistema. Recomendo urgentemente mudar para o W10 porque sistema não mais suportado pela desenvolvedora é caixa de pandora.
  17. @dcm50 Fonte Corsair RM750x 750W, 80 Plus Gold, Modular - CP-9020179.
  18. @Maxwell Roque Provavelmente, e com base no que você disse, isso é problema de DRIVER ou configuração que foi alterada após atualização do driver. Amigão, nem todo driver recente significa ser o melhor. Tire isso da sua cabeça. Já houve caso em que driver recém lançado fez com que os coolers de VGA NVIDIA parassem, fazendo com que as placas literalmente fritassem (dá um Google aí pra você ver). Outra coisa: pasta térmica não é eterna. PC é um carro que também precisa de manutenção. Leve a uma assistência de confiança e solicite uma manutenção PREVENTIVA, antes que o pior aconteça.
  19. Nem todo driver mais recente é o melhor ou o ideal. Isso é um erro que 99% das pessoas acreditam cegamente. Normalmente, dependendo do periférico, o driver que o próprio Windows instala é o melhor que existe (exceto drivers de placa de vídeo de notebook e outros componentes bem específicos onde a fabricante desenvolve com certas diferenças na arquitetura e, por isso, o melhor driver é aquele que a própria FABRICANTE disponibiliza em seu site, como certas GPU AMD de laptops DELL). Recomendações: 1) verifique a versão do driver de video instalado e busque informações sobre problemas com esse driver de micro stuttering. 2) Rode um Windows Update e deixe terminar tudo; 3) Teste com um pente de RAM, apenas, lembrando que nessa sua placa-mãe, p/ dual channel ativar 100%, precisará utilizar os slots 2 e 4 e ativar o perfil XPM; 4) rode um checkdisk e um DISM; 5) Veja na fabricante do SSD se há update de melhoria de segurança do firmware. Se quiser mais dicas, só me mencionar aqui.
  20. @Gustavo Ceron Lombardi Verifique no Monitor de Recursos, na aba DISCO, filtrando pela coluna TOTAL, qual o processo que está demandando mais do HD. Geralmente e quase sempre é o Windows Update rodando e instalando atualizações. Se for isso, não tem o que fazer. Precisará esperar atualizar tudo. Tenha paciência porque não tem milagre. Se continuar assim mesmo depois de tudo atualizado e depois de 10 minutos que o computador foi ligado, continue verificando no Monitor de Recursos o que está demandando tanto HD. Se nada tiver demandando tanto e o disco continuar em 100%, passe um checkdisk e espere concluir tudo. Tenha paciência!!!!!! Se continuar, rode um DISM pelo CMD ADMIN para que o Windows verifique arquivos sensíveis que possam ocasionar o problema do HD disparado. Se mesmo assim continuar, use o Defraggler para desfragmentar seu disco. Se depois disso tudo ainda assim continuar, rode o programa de monitoramento do disco fornecido pela fabricante dele (por exemplo, WD Dashboard) para verificar o estado desse disco, se está okay ou já está condenado). Lembrando que tudo isso leva em consideração que seu Windows é original, com licença autêntica, sem nada de programas pirata/crackeado, nada de ativadores e coisas do tipo. Windows totalmente genuíno e limpo. Ah, e se for SSD, tente verificar se há atualização do Firmware.
  21. @geovanefull A mensagem de que o : Windows não poderia acessar as origens da instalação" significa falha na mídia utilizada para instalar o sistema. OU pendrive, OU dvd-r. Tente utilizar outra porta usb se for pendrive porque essas falhas de usb também podem ocasionar nisso (não me pergunte o motivo), ou gravar um outro dvd, se for o caso.
  22. @TocaiaLd Sim, tem como, mas precisará instalar do zero. Aliás, se esse PC tem até 4GB de memória RAM e nunca irá aumentar essa capacidade de memória, recomendo que continue utilizando a versão 32 bits porque, nesse caso, servirá melhor.
  23. Boa tarde. Tudo começou quando efetuei uma troca de memória RAM. De fábrica, vieram 6GB DDR3 (4+2). Há aproximadamente uma semana, resolvi remover o pente de 2GB e instalar outro de 4GB, para totalizar 8GB. Após instalado o novo pente de 4GB, percebi que ele era de 533MHz, frequência inferior aos pentes que vieram de fábrica (800MHz). Desse jeito o computador passou a trabalhar com a menor frequência detectada para não danificar tanto a memória mais fraca quanto o próprio notebook. Percebendo essa diferença, removi o pente novo de 4GB (533MHz) e reinstalei o de 2GB (800MHz). Essa diferença de frequência, a princípio, não prejudica em nada. Podem ocorrer algumas BSOD (tela azul da morte), mas fora isso não há maiores riscos para a máquina. Pelo menos na teoria não haveria. Ocorre que a partir de então, coisas sinistras começaram a acontecer com o notebook, algo que eu nunca vi na vida. Tenho longas datas de bancada em assistência e nunca peguei um micro com sintoma parecido. Eu já havia relatado aqui no fórum que depois dessa confusão das memórias RAM, quando eu mandava desligar máquina (INICIAR, DESLIGAR), ela só voltava a ligar se eu invertesse as memórias de posição (do slot 1 passava para o 2 e vice-versa). Se eu não fizesse essa inversão, o notebook não ligava. A luz do botão Power ficava acesa por 1 segundo e repentinamente apagava. Dois dias depois, descobri que se eu resetasse a BIOS removendo a bateria/pilha da BIOS/CMOS, o notebook voltava a ligar sem a necessidade de inverter os pentes de RAM. Mas isso se torna extremamente trabalhoso, pois teria que toda vez abrir o notebook inteiro, desmontar tudo. Enfim, se tornou inviável. Dessa maneira, continuei intervendo as memórias. Dois ou três dias depois, achei informação num fórum internacional informando que, para resetar a BIOS, ao invés de ter que abrir todo o notebook e remover a pilha da placa-mãe, seria mais fácil remover a bateria externa e que segurando as teclas FN + Botão Power por alguns segundos, a BIOS seria resetada. Testei, e realmente funcionou. Não precisei mais abrir o notebook, nem para tirar a bateria/pilha da BIOS, nem para inverter as memórias. E assim ficou por mais ou menos 4 dias, até que segunda agora (03/08) percebi que a bateria externa não estava mais carregando. O ícone da bateria no rodapé da barra de ferramentas do Windows informava que o carregador estava conectado, mas a bateria não estava carregando. Pensei comigo que o defeito dessa loucura toda pudesse ser a bateria. Só que ao verificar o Status da Bateria e a Saúde da Bateria nas “Opções de duração estendida da bateria Dell”, estava tudo OK. Informava sim que a mesma não estava carregando, mas a saúde está perfeita, sem nenhuma mensagem de erro ou coisa do tipo. Lembro até que durante os dias que enfrentei o problema com as memórias, efetuei o teste PSA para analisar o notebook, e o relatório da bateria informou que estava tudo OK, nenhum problema ou erro, nem diminuição do ciclo de vida dela nem nada do tipo. Não o bastante, juntamente desse erro da bateria externa, começou a aparecer um erro quanto ao carregador, aquele que aparece tanto na tela de boot quanto na hora em que o Windows inicializa, no qual informa que não foi possível determinar o tipo de adaptador CA, pedindo para que conecte outro carregador de 90W ou superior. Testei TRÊS carregadores diferentes, e em todos apareceu a mensagem de erro. Todos os carregadores estão OK, pertencem a outros Dell que possuo. Sinceramente, com 10 anos de bancada, eu nunca vi algo do tipo. Estou pensando em trocar a placa-mãe, porque não sei mais o que fazer. Na verdade, não tem muito o que fazer, porque não foi reparado nada, esse notebook é original, placa-mãe nunca foi mexida. A única coisa que alterei desde a aquisição dele foi trocar a memória RAM, mas sinceramente eu nunca vi coisa do tipo. Lendo mais um pouco, percebi que muitos notebooks com alguns sintomas como o meu estavam relacionados com problemas no chip I/O, porque é ele quem reconhece tudo o que está conectado à placa, seja memória, bateria ou carregador. Tecnicamente e particularmente falando, acredito que esse seja o único defeito desse micro. Não há o que fazer, está tudo ok, o produto não foi derrubado, não caiu água, não ficou exposto ao sereno ou a grandes umidades. Sinceramente não sei mais o que fazer nesse caso. Alguém aí já pegou algum problema do tipo, no todo ou em partes, e que conseguiu solucioná-lo? Desde já, muito obrigado.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Redes-Wi-Fi-capa-3d-newsletter.png

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!