Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação 3R System AK6-500M

       
 25.311 Visualizações    Testes  
 17 comentários

Vamos testar esta fonte de 500 W da sul-coreana 3R System, que vem com sistema de cabeamento modular e certificação 80 Plus Bronze.

Teste da Fonte de Alimentação 3R System AK6-500M
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A AK6 é a mais nova série de fontes de alimentação da 3R System, disponível em duas versões, 500 W e 600 W, com (modelos terminados em “M”) ou sem sistema de cabeamento modular. Essas fontes têm certificação 80 Plus Bronze. Vamos testar o modelo de 500 W com sistema de cabeamento modular, que o fabricante diz ter potência de pico de 600 W.

3R System AK6-500M
Figura 1: Fonte de alimentação 3R System AK6-500M

3R System AK6-500M
Figura 2: Fonte de alimentação 3R System AK6-500M

A 3R System AK6-500M mede 16 cm de profundidade e tem uma ventoinha de 120 mm com rolamento de mancal em sua parte inferior (Yate Loon D12SM-12).

O sistema de cabeamento modular desta fonte de alimentação tem seis conectores e o produto vem com apenas quatro cabos para serem instalados nesses conectores, portanto dois conectores não são utilizados. Diferentemente da maioria dos sistemas de cabeamento modular, os conectores podem ser usados por qualquer tipo de cabo; a fonte não tem conectores especiais para os cabos de alimentação para placas de vídeo. Os cabos da placa-mãe estão permanentemente instalados na fonte, e eles são protegidos por acabamentos em nylon que saem de dentro da fonte. Esta fonte vem com os seguintes cabos:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 20/24 pinos, 50 cm de comprimento, permanentemente instalado na fonte de alimentação
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V, 60 cm de comprimento, permanentemente instalado na fonte de alimentação
  • Dois cabos com um conector de seis/oito pinos cada, 45 cm de comprimento, sistema de cabeamento modular
  • Um cabo com três conectores de alimentação SATA, 45 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para a unidade de disquete, 50 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular

Todos os fios são 18 AWG, que é o mínimo recomendado.

A configuração de cabos é adequada para uma fonte de alimentação de 500 W. Na verdade, a maioria das fontes de alimentação de 500 W vem com apenas um conector de alimentação para placas de vídeo, enquanto esta fonte vem com dois. Por outro lado, esta fonte vem com uma quantidade limitada de conectores de alimentação SATA (três no mesmo cabo). Seria legal se ela tivesse outro cabo com três conectores de alimentação SATA para podermos considerá-la “perfeita” neste quesito.

3R System AK6-500M
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Uma fonte que tinha tudo para ser legal, apesar dessa marca ter as tranqueiras das Iceages. Mas duas coisas me incomodaram:

- O ripple em 3.3V é alto demais. 44mV é muita coisa para esta linha... Além das outras linhas, é claro.

- Todos os capacitores são da Asia'x, que tem aqueeeeela qualidadezinha de estalinho.

No resto, ela passou bem nos testes. Arrisco dizer que a regulação de tensão dela é melhor que muitas fontes de baixo custo, por utilizar um projeto de regulação individual, mas o medo é ver essa fonte estourando depois de um tempo como as Iceage. Não arriscaria recomendar não.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tenho muita admiração por regulação de tensão individual. Mas entre uma regulação de tensão agrupada cpom capacitores de boa qualidade e uma regulação de tensão individual com ops capacitores mais vagabundos que existem, eu não hesitaria em ficar com a primeira opção. Como colocou o usuário c.hegge no fórum do Hardware Secrets, em relação aos capacitores Asia'x utilizados nesta fonte.

You gave it a silver award with AsiaX caps all over the secondary sode? They are made by the dreaded Fuhjyyu, so you'd be lucky if it lasted 4 years before the ripple goes through the roof and fries your PC.

I don't mean to start an arguement here, but considering that there are other affordable units out there with Chemi-con caps, I'd avoid it like the plague. We've tried using cheap-ish units with Fuhjyyu/AsiaX caps (Namely, lower-end Antec units) at work and it came back to bite big time - every single one died within 3 years, and a few blew up the motherboards.

Uma outra coisa que não está explicada direito é a etiqueta dessa fonte. Essa história da saída máxima combinada nas linhas de +3,3 V e +5 V está muito esquisita.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Ah, a fonte é da Golden Tiger assim como as Iceages. Na verdade, toda fonte da 3RSystem é fabricada pela Golden Tiger.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tive duas IceAge, a primeira não aguentou nem o primeiro dia, troquei e a segunda explodiu em menos de seis mesês! Ainda não li o teste todo, só vi que essa é produto recomendado. Pra mim, essa fonte poderia ter o selo "Ultra Platinum Extreme" que eu não compraria, assim como nunca mais comprarei nada da 3R System!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Eu tive duas IceAge, a primeira não aguentou nem o primeiro dia, troquei e a segunda explodiu em menos de seis mesês! Ainda não li o teste todo, só vi que essa é produto recomendado. Pra mim, essa fonte poderia ter o selo "Ultra Platinum Extreme" que eu não compraria, assim como nunca mais comprarei nada da 3R System!

haha penso da mesma forma, mesmo que ela tivesse o selo ultra master extreme blaster das galaxias eu não compraria nem pra alimentar um radinho de pilha.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Capacitores ruins na saída certamente contribuem para o alto nível de ripple e ruído elétrico dessa série da 3RSystem. Não vi menção a preços, mas com certeza não faltam opções melhores. Não seria eu a recomendá-la. Faltou testar a prometida saída máxima de 500W para +12V, mesmo porque nunca vi tal coisa em fontes que não têm projeto DC para DC.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Poucos cabos sata, ripple alto (novamente) na linha 3.3V,ventoinha pequena( poderia colocar pelo menos uma de 135mm). Melhorar...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Capacitores ruins na saída certamente contribuem para o alto nível de ripple e ruído elétrico dessa série da 3RSystem. Não vi menção a preços, mas com certeza não faltam opções melhores. Não seria eu a recomendá-la. Faltou testar a prometida saída máxima de 500W para +12V, mesmo porque nunca vi tal coisa em fontes que não têm projeto DC para DC.

Mas ela tem regulação de tensão independente. Bom, de qualquer forma, o Playwares testou. E funcionou: só a linha de +3,3 V que ficou com uma tensão um pouco alta (3,45 V).

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Regulação de tensão independente não tem relação com o que foi comentado. Se a fonte não tem conversor DC-DC não tem como ela fornecer toda a sua capacidade de potência na linha +12V.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sem overload? E de forma simultânea?

Que outra fonte no mundo tem tal capacidade? Qual teria sido o truque utilizado?

Se uma determinada fonte tem regulação de tensão independente, o próprio nome já diz: Independente. Cada qual é por si, não depende da outra, não compartilha, não dá e nem tira.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Sem overload? E de forma simultânea?

Sem overload e de forma simultânea, exatamente como a etiqueta promete.

Que outra fonte no mundo tem tal capacidade? Qual teria sido o truque utilizado?

3 indutores no secundário: um para a linha de +12 V, outro para a linha de +5 V, e outro para a de +3,3 V.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Indutores são para regulação de tensão e não para fornecimento de energia. Aquelas três bobinas demonstram que a fonte tem regulação de tensão independente, o que é bom numa fonte de baixo custo. Não tem projeto DC-DC, ou seja, não é uma fonte +12V. Espionei (embora rapidamente) os testes do Playwares. O que me parece que a Golden Tiger fez foi simplesmente configurar o OCP em 39A. Mas a fonte continua projetada para 500W no total e com potência máxima combinada desconhecida em +12V, limitada a 23A em cada linha (não simultaneamente). Deve ser 35A ou uns 420W. Puro marketing enganador.

Editado por Kayke

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mas se não fosse possível fazer isso, como você acha que o JonnyGuru consegue executar o segundo teste de crossload nessas fontes sem conversão DC-DC?

Não precisa ser uma fonte de +12 V para fazer tal proeza, é só ter retificadores que suportem aquele valor que está na etiqueta.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Um bom exemplo disso é a OCZ ZT 750, que oferece 62A em +12V.

Bem lembrado Skoker. O mecanismo de geração e regulações da tensões da OCZ ZT Series 750W é o mesmo desta 3R System, regulação de tensão individual via uso de três bobinas de filtragem no secundário, e não por conversão DC-DC. E o JG arrancou os 62 A da linha de +12 V sem problema algum, e sem nenhuma carga nas demais linhas.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×