Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Placa-Mãe ECS PN2 SLI2+ Extreme

       
 57.176 Visualizações    Testes  
 0 comentários

Nosso teste da ECS PN2SLI2+ Extreme, uma placa-mãe soquete 775 topo de linha projetada e fabricada pela NVIDIA e vendida pela ECS baseada no chipset nForce 680i e com suporte aos futuros processadores Core 2 Duo com barramento externo de 1.333 MHz.

Teste da Placa-Mãe ECS PN2 SLI2+ Extreme
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A PN2 SLI2+ Extreme da ECS é baseada no mais novo chipset da NVIDIA para a plataforma Intel, o nForce 680i, sendo uma placa-mãe topo de linha desenvolvida para os futuros processadores Core 2. Suas principais características incluem suporte às memórias DDR2 até 1.200 MHz, o novo barramento externo de 1.333 MHz (FSB) e um extraordinário suporte para o overclock. A NVIDIA tem agora uma nova abordagem e algumas placas-mães com seus chipsets são agora rotuladas como “projetada pela NVIDIA” (“designed by NVIDIA”), o que significa que a placa-mãe foi desenvolvida e fabricada pela NVIDIA, e não pela marca que a está vendendo. Este é o caso desta placa-mãe. Vejamos como este modelo rotulado pela ECS se saiu em nosso teste.


Figura 1: Placa-mãe ECS PN2 SLI2+ Extreme.

É muito importante notar que existem dois chipsets nForce 680i disponíveis. O mais topo de linha é chamado nForce 680i SLI e é o chipset usado nesta placa-mãe. E existe uma versão “light” do nForce 680i chamada nForce 680i LT SLI, que não suporta memórias DDR2 acima de 800 MHz e não tem muitas opções para overclock se comparado com a versão “completa” do nForce 680i.

Por se tratar de um modelo de referência fabricado pela NVIDIA, esta placa-mãe é idêntica a outras placas-mães com chipset nForce 680i “projetadas pela NVIDIA” vendidas por outros parceiros da NVIDIA, como a EVGA, BFG, Biostar e Albatron.

Aqueles que estão familiarizados com as placas-mães da ECS notarão um outro lado positivo desta placa-mãe ser fabricada pela NVIDIA: em vez de ter o tradicional verniz lilás da ECS na placa de circuito impresso, esta placa-mãe é preta, oferecendo um aspecto visual muito mais profissional para o produto.

Esta placa-mãe usa uma solução de refrigeração ativa em seu chip ponte norte e um dissipador de calor passivo em seu chip ponte sul. Este dissipador de calo passivo tem um heat-pipe de alumínio que dissipa o calor gerado pelo chip ponte sul no dissipador de calor da ponte norte. Você pode ver esta solução na Figura 2.


Figura 2: Solução de refrigeração usada no chipset.

A propósito, no chipset nForce 680i o chip ponte norte é chamado C55XE e o chip ponte sul é chamado MCP55PXE – este é o mesmo chip ponte sul usado no chipset nForce 590 SLI, voltado para a plataforma soquete AM2 da AMD.

Esta placa-mãe tem três slots PCI Express x16 (o azul trabalha a 8x), dois slots PCI Express x1 e dois slots PCI padrão. Apesar de existirem três slots PCI Express x16, apenas dois deles podem trabalhar no modo SLI (eles trabalham a 16x quando o modo SLI está habilitado). O terceiro slot, que é azul e sempre trabalha a 8x e não a 16x, está disponível apenas se você quiser aumentar o número de monitores de vídeo conectados ao seu computador – como você pode conectar até dois monitores de vídeo em uma placa de vídeo, com três placas você pode ter até seis monitores conectados em seu micro, cada um mostrando uma imagem diferente.


Figura 3: Slots da placa-mãe.

No que diz respeito a memória, a ECS PN2 SLI2+ tem quatro soquetes de memória DDR2-DIMM suportando oficialmente até 8 GB de até DDR2-800, apesar de esta placa-mãe suportar memórias até DDR2-1200/PC2-9600 (nós instalamos quatro módulos DDR2-1066 e eles trabalharam bem a 1.066 MHz). Nesta placa-mãe os soquetes 0 e 2 são azuis e os soquetes 1 e 3 são pretos. A configuração do modo DDR2 de dois canais é muito fácil: basta instalar cada módulo em soquetes de mesma cor.

Esta placa-mãe tem um total de seis portas SATA-300 e uma porta ATA/133, todas controladas pelo chipset. As portas SATA suportam RAID 0, 1, 0+1, 5 e JBOD. Esta placa-mãe vem com um adaptador que converte qualquer uma das portas SATA-300 em uma porta eSATA, permitindo que você conecte um disco rígido SATA externo nesta placa-mãe e acesse-o na velocidade máxima através do uso de um gabinete externo para discos rígidos do padrão eSATA. Esta porta, no entanto, provavelmente não é compatível com todos os recursos oferecidos pelo multiplicador de portas.

A ECS PN2 SLI2+ tem duas portas Gigabit Ethernet controladas pela ponte sul usando dois chips Marvel 88E1116 para fazer a interface com a camada física. Esta placa-mãe vem com um cabo cross-over, permitindo que você monte facilmente uma pequena rede sem a necessidade de instalar um roteador.

Editado por

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×