Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Celeron Soquete 478

       
 40.977 Visualizações    Artigos  
 0 comentários

Conheça o Celeron 478, irmão menor do Pentium 4 lançado recentemente pela Intel.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

A Intel acaba de lançar o primeiro processador Celeron soquete 478, isto é, uma versão do Pentium 4 com menos memória cache L2 para PCs baratos. O primeiro modelo lançado é o de 1,7 GHz.

O Celeron soquete 478 opera externamente a 100 MHz. Em muito locais você verá escrito que ele opera a 400 MHz, mas isso não é verdade. Como ele trabalha transferindo quatro dados por pulso de clock, ele tem um desempenho como se estivesse operando a 400 MHz, embora fisicamente isso não ocorra. Ademais, como explicamos na coluna da semana passada, não adianta muito ter essa característica se as memórias RAM usadas não são tão rápidas assim. Para ficar mais claro, o Celeron 478 possui uma taxa de transferência externa máxima teórica de 3.200 MB/s, enquanto que as memórias DDR333 (PC2700) operam a 2.700 MB/s, as memórias DDR266 (PC2100) operam a 2.100 MB/s, e as DDR200 (PC1600) operam a 1.600 MB/s. O caso pior é o uso de memórias SDRAM, já que as memórias PC133 operam a no máximo 1.064 MB/e e as memórias PC100, 800 MB/s.

Internamente só existe uma diferença entre o Pentium 4 e o Celeron soquete 478: a quantidade de memória cache L2. Enquanto o Pentium 4 pode ter 256 KB ou 512 KB de memória cache L2, dependendo do modelo, o Celeron soquete 478 tem 128 KB de memória cache, fazendo com que ele seja mais lento que o Pentium 4.

Ao que tudo indica, parece que a proposta de Intel é tirar o soquete 370 do mercado com o tempo, e ter a plataforma soquete 478 como a única alternativa para processadores Intel.

Pelo menos por enquanto, não é uma boa comprar esse processador. A placa-mãe soquete 478 que é usada por ele é bem mais cara do que a placa-mãe usada pelos atuais processadores Celeron (soquete 370) e pelos processadores da AMD (soquete A). Além disso, grande parte das placas-mães soquete 478 do mercado necessitam de uma fonte especial chamada ATX12V que é duas vezes mais cara do que as fontes ATX comuns. Ou seja, um micro montado com esse processador acaba saindo muito mais caro do que montado com os modelos anteriores do Celeron. Além disso, os processadores concorrentes da AMD, de acordo com testes que realizamos em laboratório e que publicamos na edição de 24 de abril de 2002 (se você perdeu, leia em http://www.clubedohardware.com.br/artigos/processadores/athlon-xp-vs-pentium-4-parte-i-r34291/, são mais rápidos e mais baratos que os processadores da Intel. Ainda não testamos em laboratório esse novo modelo de Celeron e por isso não podemos afirmar categoricamente se ele será mais rápido ou mais lento que os processadores da AMD, em especial o Duron, que é o seu concorrente direto. Mas pelos testes que realizamos no passado, achamos que é pouco provável que esse novo processador seja mais rápido que o Duron de clock similar. Ficamos devendo esse teste para quando tivermos acesso a esse processador.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×