Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Teste do smartphone Motorola Moto E 2ª geração

       
 42.775 Visualizações    Testes  
 3 comentários

Vamos testar a segunda geração do Motorola Moto E, um smartphone básico com tela de 4,5 polegadas e resolução de 960 x 540, processador de quatro núcleos e 1,2 GHz, câmera de 5 Mpixel, Android 5.0 e suporte a dois chips SIM.

Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

O Moto E 2ª geração (também chamado de Moto E 2015) é o smartphone de entrada mais recente da Motorola, com tela de 4,5 polegadas, sistema operacional Android 5.0 “Lollipop” e processador Qualcomm Snapdragon 410 com quatro núcleos rodando a 1,2 GHz na versão 4G LTE. Ele tem 1 GiB de RAM e 16 GiB ou 8 GiB de armazenamento, câmera principal de 5 MPixel, câmera frontal VGA e suporta dois chips SIM no modelo testado. Vamos ver se ele é um bom smartphone básico.

Assim como fizeram no modelo intermediário, o Moto G, a Motorola lançou uma versão atualizada de seu smartphone de entrada, o Moto E. Ele é chamado Moto E 2ª geração ou Moto E 2015, já que foi lançado em fevereiro deste ano.

Nós testamos o modelo XT1523, que suporta redes 4G LTE e TV digital, oferece 16 GiB de espaço de armazenamento e suporta dois chips SIM. Há vários outros modelos, com suporte apenas a redes 3G, sem TV digital, com suporte a apenas um chip SIM ou com 8 GiB de armazenamento, e várias combinações dessas características.

A Figura 1 mostra a caixa do Motorola Moto E 2ª geração.

Motorola Moto E
Figura 1: embalagem

Dentro da caixa, além do próprio aparelho, há um carregador, cabo USB, fones de ouvido, três molduras (preta, azul e roxa) e o manual do usuário.

Motorola Moto E
Figura 2: acessórios

A Figura 3 revela o Motorola Moto E 2ª geração. O painel frontal é totalmente de vidro (Gorilla Glass 3). Não há botões físicos na frente, apenas a câmera no canto superior direito com o alto-falante ao lado.

Motorola Moto E
Figura 3: o Motorola Moto E 2ª geração

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


É o que eu vivo dizendo: que raios a motorola tem na cabeça? Lançar um aparelho inferior ao moto g 2014 com o valor identico? Esse moto e não compensa de forma alguma, com um pouco de pesquisa ou um pouco mais de grana você pega um moto g 2014 com 16 gb interno mais todos os recursos que esse moto e tem, tirando é claro o modelo 4g que aqui para o Brasil é um desperdício de investimento.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Preço muito mal tabelado. Moto G DTV por 674 reais nas Americanas até 749 reais na loja da Motorola. Não tem motivo pagar tão caro no modelo de entrada.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tenho um Moto E 1ª geração que comprei em Janeiro por R$298,00 , este preço para este celular é ridículo, eles não deveriam ter aumentado a tela. O de 1ª geração tem 4" de tela e é suficiente para um aparelho de entrada, eu queria comprar um novo mas estas telas grandes me desanimam. Tem também o aspecto da memória interna que com o Lollipop não deixa instalar programas no cartão de memória então tem que ter um bom espaço para instalar programas maiores.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora