Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

USB - Estrutura de Software

       
 81.300 Visualizações    Artigo  
 3 comentários

Saiba tudo sobre a estrutura de software do barramento USB.

USB - Estrutura de Software

Introdução

Na primeira parte, faremos uma breve introdução deste barramento, além dos procedimentos de software (a nível de sistema operacional, device-driver e aplicativo) que são realizados durante os processo de instalação e operação de um dispositivo USB. Numa segunda parte, estudar-se-ão as estruturas elétricas associadas ao novo padrão.

O barramento serial universal, especificado pelas empresas líderes no mercado de computadores pessoais (Compaq, DEC, IBM, Intel, Microsoft, NEC e outras), permite uma expansão externa do PC praticamente ilimitada. Com o USB, os usuários aproveitam os benefícios da arquitetura plug-and-play, ou seja, não necessitam mais de efetuar configurações de recursos de hardware, como nos quebra-cabeças dos "dip-switches" e "jumpers", para a definição de IRQ’s, canais de DMA ou endereços de I/O.

O USB utiliza um conector universal que permite ao usuário instalar e remover periféricos sem sequer abrir o computador. E ainda, com a característica de inserção e remoção automáticas, os periféricos podem ser instalados e removidos a qualquer momento, mesmo com o computador ligado e inicializado. Além da facilidade de utilização de periféricos convencionais, o USB abre caminho para novos aplicações, como a integração PC/telefonia e jogos multiusuários.

Dois importantes atributos do USB são também destacados: a compatibilidade universal, pois nada impede que o USB seja aproveitado por outra arquitetura, e a simplicidade no projeto de periféricos, pois são eliminados diversos custos, como o de interfaces auxiliares (ex: alguns scanners e CD ROM precisam de uma interface SCSI).

O USB pode ser usado com a maioria dos periféricos de PC’s, tais como: controladoras de vídeo, drives de CD ROM, joysticks, unidades de fita, drives de disco-flexível externos, scanners ou impressoras. A taxa de transmissão especificada de 12 Megabits/s também acomoda uma nova geração de periféricos, incluindo os produtos baseados em vídeo (ex: câmeras digitais).

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários




Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×