Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Visita à Fab18 da Intel em Kiryat Gat, Israel

       
 48.549 Visualizações    Artigos  
 0 comentários

Você já parou para pensar como é uma fábrica de chips por dentro? Nós visitamos a Fab18 da Intel, onde processadores Pentium 4, chipsets e memórias flash são fabricados.

Visita à Fab18 da Intel em Kiryat Gat, Israel
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Intel tem várias instalações em Israel, incluindo duas fábricas de chips. Nós tivemos a chance de visitar a Fab18, localizada em Kiryat Gat, que fabrica processadores Pentium 4 no processo de 90 nm e também chipsets e memórias flash. Nesta cobertura você terá uma melhor noção onde as fábricas da Intel estão localizadas, qual é a relação entre elas e, é claro, como a Fab18 se parece por dentro e como uma fábrica de chips funciona.
 
Na Figura 1 você pode ver onde as fábricas e centros de desenvolvimento da Intel estão localizados ao redor do mundo.

Intel Fab18
Figura 1: Localização das fábricas e centros de desenvolvimento da Intel ao redor do mundo.

Nas chamadas “fabs” é onde os wafers são processados, isto é, o wafer entra “virgem” e sai cheio de chips em cima. Então os wafers são enviados para outro tipo de fábrica, chamada “montagem e teste” (“assemby and testing”), onde os wafers são cortados e os dispositivos (processadores, chipsets, etc) são encapsulados (os terminais e o corpo são adicionados).

Como você pode ver na Figura 1, a Intel só tem fábricas de chips em três países: Estados Unidos, Irlanda e Israel. Fábricas de montagem e teste são encontradas perto dos mercados consumidores.

Dessa forma, o produto final da Fab18 é wafer, que é enviado para as fábricas de montagem e teste. É por isso que você nunca vê no corpo dos processadores “Israel”, mas sim “Costa Rica”, “Malaysia” ou “Philippines”, por exemplo.

Além das duas fábricas de chips (a outra, Fab8, está localizada em Jerusalém e é mais antiga, fundada em 1985 e a primeira fábrica de chips da Intel fora dos EUA), a Intel tem vários centros de pesquisa e desenvolvimento em Israel, como você pode ver na Figura 2. Como já mencionamos na nossa cobertura do IDF de TelAviv, a equipe de Haifa é a responsável pela criação do processador Penitum M e todos os demais processadores baseados em sua arquitetura, como o Yonah (Pentium M de núcleo duplo) e os futuros Merom, Conroe e Woodcrest.

A equipe de Petach Tikva é a responsável pelo desenvolvimento de todos os processadores Intel para celulares e também pela tecnologia Wi-Max, depois que a Intel comprou uma empresa chamada Envara em 2004. Este ano a Intel comprou uma empresa chaamda Oplus, localizada em Yokneam, que desenvolve chips decodificadores de HDTV. A equipe de Yakum está sob responsabilidade do centro de Haifa e também desenvolve processadores e chipsets para a plataforma móvel.

Intel Fab18
Figura 2: Fábricas e centros de desenvolvimento da Intel em Israel.

A história da Intel em Israel é bem antiga. O centro de desenvolvimento de Haifa foi fundado em 1974 (apenas cinco anos após a Intel ter sido fundada) contanto com cinco engenheiros, liderados por Dov Frohman, o homem que criou a EPROM.

Agora que já demos uma olhada geral nas atividades da Intel em Israel, vamos até a Fab18.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários


Não há comentários para mostrar.



Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×