Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Marcos FRM

Membros Plenos
  • Total de itens

    784
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

396

1 Seguidor

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Boston/MA
  • Sexo
    Masculino

Meu PC

  • Processador
    Pentium MMX 166
  • Placa-mãe
    FIC VT-503
  • Memória
    32 MB EDO
  • HDs
    2,1 GB Fujitsu
  • Sistema Operacional
    Windows 95
  • Browser
    Netscape
  1. Faz alguma diferença se as implementações forem compatíveis?
  2. O Xbox One X ainda dá para comprar, pois entrega FHD a 60 fps sem problema e 4K a 30 ou 60 fps (dependendo do jogo, dentre os otimizados). Há quem diga que os consoles começarão a matar os PCs no mercado "gamer" na próxima geração (Xbox Scarlett/ PS5): simplesmente serão mais competitivos. Tendo a concordar pelo pouco que entendo, mas não afirmo para não ser esfolado vivo aqui no fórum!
  3. A nVidia adotar um protocolo livre de royalties (Adaptive Sync, base do FreeSync) é uma boa notícia, não? Ver:
  4. @stealthnet Provavelmente ative sozinho. A licença deve ficar atrelada ao HWID, um identificador único por máquina, da mesma forma que a licença do 10 Home pré-instalada. Não lembro como funciona esse tipo de upgrade, mas eles te deram uma chave do Pro né? Tenha-a em mãos por garantia. Se o instalador pedir, coloque-a. Os passos do ei.cfg são apenas para evitar a mutação Home -> Pro posterior. Para já ficar com o Pro funcional e ativado de uma só vez. Mais rápido e prático. @GabrielLP14 Não sei.
  5. Visto que o Lenovo veio com Windows 10 Home de fábrica, a chave gravada no firmware ("BIOS") é do Home. Ao carregar a mídia de instalação, o instalador selecionará automaticamente o Windows 10 Home e não permitirá mudar. Você terá o 10 Home automaticamente ativado quando completar e terá que fazer a mudança para o Pro novamente. Há uma forma de instalar diretamente a versão Pro, que já está licenciada para sua máquina. Crie o pendrive com o Rufus. Depois de pronto, crie um arquivo de texto chamado ei.cfg com o seguinte conteúdo e copie para dentro da pasta Sources do pendrive: [Channel] _Default [VL] 0 (no Bloco de Notas, quando for salvar, selecione "Todos os arquivos" em "Tipo" e coloque ei.cfg em "Nome") Isso fará o instalador perguntar qual versão quer instalar, ignorando a chave do firmware.
  6. Outra opção é clonar para uma imagem, salva, por exemplo, num disco externo. Depois trocar os SSDs e restaurar a imagem. A respeito da mídia do Windows 10, o excelente Rufus desde a versão 3.5 tem recurso que baixa ISOs diretamente da Microsoft e cria o pendrive de boot -- requerimento para funcionar é permitir que procure atualizações da primeira vez que abri-lo. https://rufus.ie/
  7. Não. A licença é atrelada ao hardware. Geralmente, se o notebook tiver uma tampa na parte de baixo que dê acesso rápido ao compartimento do disco rígido, memórias, etc, não perde a garantia. Por outro lado, se tiver que desmontar tudo, depende do fabricante. Consulte o suporte por garantia.
  8. Sim, é possível. No TightVNC (deve ser suportado pelos demais também), no lado que será acessado, com o servidor rodando, a pessoa clica com o botão direito no ícone da área de notificação e vai em "Attach Listening Viewer". Ali, ela coloca o seu IP. No seu lado, você abre o visualizador (servidor não precisa) e usa a opção "Listening mode". A sua máquina precisa estar com a porta 5500/tcp redirecionada corretamente, do contrário o usuário externo não conseguirá fazer a conexão. Dá para mudar essa porta se necessário. Para usuários leigos pode ser um parto seguir esses passos, daí que entra a praticidade de programas como o TeamViewer, AnyDesk e similares.
  9. Sim, é a ideia. Esse porquê provavelmente entre na cota das bruxarias da informática. Se iniciar com o Ubuntu, podemos tentar limpar o particionamento e ver se faz diferença. Na pior das hipóteses deixe em RAID mesmo e forneça o driver durante a instalação caso precise.
  10. Tente outro sistema, como alguma distribuição Linux que suporte UEFI+Secure Boot (Ubuntu suporta).
  11. É para aceitar. Duas coisas: - Confira se o pendrive foi criado corretamente. Recomendo o Rufus (https://rufus.ie/) -- configurando "Sistema de destino" como "UEFI (não CSM)". - Caso ainda assim não funcione, veja se existe versão mais nova do firmware ("BIOS") e atualize.
  12. Com o sistema instalado, deixa assim; não fará diferença. Se quiser mudar, faça da próxima vez que for reinstalar o Windows. Daí vai lá no setup, altere para AHCI e instale o Windows do zero. Se deixar como RAID, acho que terá que fornecer o driver (conteúdo daquele arquivo f6flpy-x64.zip) durante a instalação (no caso de instalar do zero). Ou não, pois lembro de ter visto o driver padrão do Windows, storahci.sys, detectar esses controladores SATA recentes da Intel mesmo no modo RAID, desde que não haja RAID de fato (mais de um disco).
  13. Os scripts são matreiros. Se usarmos o modo de inspeção de elementos do Chrome, desaparecem. Olhando o log de rede do Chrome, acho que tais porcarias vêm desses domínios: clickiocdn.com greenlawnmantador.com
  14. Nada. Está tudo OK. No máximo atualize o driver Intel Rapid Storage Technology, que está na versão 17.7.0.1006 no momento. A Intel disponibiliza um instalador, que instala, além do driver, um programa de gerenciamento. Para mim, é um software pesado e desnecessário. Outra opção é usar o pacote mínimo contendo apenas os arquivos sys/inf/cat e atualizar manualmente através do gerenciador de dispositivos -- na mesma guia "Driver", clicar em "Atualizar Driver..." e selecionar a pasta onde o arquivo "f6flpy-x64.zip" foi descompactado. https://downloadcenter.intel.com/download/29094

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!