Imprimir artigo
Placa-Mãe Gigabyte GA-VM800PMC
25/06/2007 às 17h00min por Rafael Otto Coelho em Primeiras Impressões
221.324 visualizações
Página 1 de 5

Introdução

Demos uma olhada na GA-VM800PMC, placa-mãe de baixo custo da Gigabyte para processadores soquete LGA775, montada no Brasil, baseada no chipset VIA P4M800 Pro. Este chipset é o mesmo usado por outra placa também fabricada no Brasil e que já falamos aqui, a ECS P4M800PRO-M. Em nosso artigo Primeiras Impressões desta placa, publicado a quase um ano atrás, falamos que ela estava chegando ao mercado com uma certa defasagem, por usar um chipset antigo. E o que dizer deste modelo da Gigabyte, a GA-VM800PMC? No site brasileiro da Gigabyte esta placa é apresentada como "lançamento", mas o VIA P4M800 Pro hoje está totalmente obsoleto por não trazer características como barramento PCI Express e portas SATA-300.

Placa-Mãe Gigabyte GA-VM800PMC
Figura 1: A Gigabyte GA-VM800PMC.

O mais incrível é que essa placa-mãe, segundo o fabricante, aceita processadores Core 2 Duo, mas se formos ver suas características ela só aceita freqüências de barramento (FSB) de 400 MHz, 533 MHz e 800 MHz. A questão é que a maior parte dos processadores Core 2 Duo usa barramento de 1.066 MHz, o que significa que se forem usados nessa placa-mãe funcionarão com clock abaixo do especificado, mas o fabricante não avisa isso explicitamente.

Placa-Mãe Gigabyte GA-VM800PMC
Figura 2: Visão geral.

Claro que um usuário que conheça as opções disponíveis no mercado de placas-mães dificilmente compraria um processador Core 2 Duo e uma placa dessa categoria, mas a grande maioria dos usuários não tem esse conhecimento e pode vir a levar gato por lebre, pagando por um novíssimo computador baseado num dos processadores mais potentes do mercado e levando para casa um micro já defasado e com graves limitações de desempenho e pouco potencial de atualização.

Placa-Mãe Gigabyte GA-VM800PMC
Figura 3: Outro ângulo.

Interessante também é que esse é um modelo que está inundando o mercado brasileiro (talvez ajudado pelo fato de ser montado aqui), levando a reputação da marca Gigabyte - que sabidamente tem vários modelos excelentes de placa-mãe para as mais diversas plataformas - sabe-se lá para onde. Neste mercado de placas populares tudo muda com o tempo: há algum tempo 90% dos computadores baratos saíam com uma placa-mãe da PCChips, depois placas da ASUS eram onipresentes, e agora as placas Gigabyte tornaram-se populares. Assim, aconselhamos nosso leitor a não cair na armadilha fácil da generalização de dizer "as placas da marca X são boas, as da marca Y são ruins". Até onde sabemos, todos os grandes fabricantes já lançaram alguns modelos excelentes e outros lamentáveis.

ARTIGOS RELACIONADOS
ÚLTIMOS ARTIGOS
444.074 usuários cadastrados
1.757 usuários on-line
";