Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação eXtream X-Raptor 650 W

       
 46.520 Visualizações    Testes  
 19 comentários

Testamos o mais novo modelo da brasileira eXtream, a X-Raptor 650 W (FEX-65P14HE). Será que esta é uma boa fonte? Confira!

Teste da Fonte de Alimentação eXtream X-Raptor 650 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

Nós já testamos vários modelos da nacional eXtream, que são fabricados pela Super Flower. No teste da FEX-38T12 (380 W) há um resumo da situação das fontes desta marca que já testamos.

Esta fonte traz em sua caixa o selo 80 Plus padrão (branco), mas esta fonte recebeu a certificação 80 Plus Bronze.

Esta fonte é uma Super Flower SF-650P14HE renomeada.

eXtream X-Raptor de 650 W (FEX-65P14HE)
Figura 1: Fonte de alimentação eXtream X-Raptor de 650 W (FEX-65P14HE).

eXtream X-Raptor de 650 W (FEX-65P14HE)
Figura 2: Fonte de alimentação eXtream X-Raptor de 650 W (FEX-65P14HE).

A eXtream X-Raptor de 650 W é uma fonte com 16,5 cm de profundidade, possuindo uma ventoinha de 140 mm em sua parte inferior e vindo com circuito PFC ativo.

Nenhum sistema de cabeamento modular é usado e o cabo principal da placa-mãe e o cabo ATX12V/EPS12V vêm com uma proteção de nylon, que parte de dentro da fonte. Todos os fios são 18 AWG, que é a bitola correta a ser usada. Os cabos inclusos são:

  • Cabo principal da placa-mãe com conector de 20/24 pinos.
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que, juntos, formam um conector EPS12V.
  • Dois cabos com um conector de seis pinos e um conector de seis/oito pinos para placas de vídeo cada.
  • Dois cabos com três conectores de alimentação SATA cada.
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos.
  • Um cabo com três conectores de alimentação para periféricos e um conector de alimentação para unidades de disquete.

O número de conectores é perfeito para um produto de 650 W: com quatro conectores para placas de vídeo você pode instalar duas placas de vídeo de alto desempenho que necessitem de dois conectores de alimentação cada ao mesmo tempo. É claro que preferiríamos se os conectores usassem cabos individuais.

Os cabos possuem 46 cm entre a carcaça da fonte e o primeiro conector do cabo. Conectores SATA possuem 14 cm de distância entre si, enquanto que conectores para periféricos têm 15 cm de distância entre eles.

eXtream X-Raptor de 650 W (FEX-65P14HE)
Figura 3: Cabos.

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Poxa, que saco, quando o povo tem uma coisa que boa na mão ainda sim insistem em fazer bobagem..

Alguém poderia dizer onde está a falha pro projeto que resulta em ruído alto ?

Obrigado !

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mais uma vez um fabricante rotula errado a fonte (não sei nem como a C3 Tech não rotulou a PSH 750V com sendo um produto de 1000W...) e tenta enganar os consumidores e o preço ainda é muito alto. Com esse preço dá pra pegar uma Corsair 750TX e a própria C3Tech PSH-750V.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Se essa fonte só apresenta o problema de alto ruído elétrico em carga máxima, por que então não foi feita a mesma conclusão de outros testes recentes que "passam a mão na cabeça da fonte" argumentando que "ninguém irá usar ela em carga máxima, então não tem problema"?

Sem contar no selo 80 Plus Bronze falso que esta fonte usa, o que certamente é um problema em todos os sentidos: problemas legais para a eXtream e problemas de desrespeito ao consumidor. Se esta fonte pudesse realmente entregar a eficiência prometida pela certificação 80 Plus Bronze (mínimo de 85% a 50% de carga e mínimo de 82% a 20% e a 100% de carga) nós até relevaríamos um pouco o possível desconhecimento da eXtream de que eles precisam pagar uma taxa de licenciamento e enviar a fonte para testes, mas infelizmente este não é o caso.

Mas a eXtream não poderia ter testado essa fonte nos 23ºC do 80Plus?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Bom, mais uma cagada brasileira, os caras têm a faca e o queijo na mão, e fazem isso, lamentável! Se fosse bem mais barata, na ordem dos R$200, daria até para engolir, mas por esse preço, sem chance!

@RoT, acredito que isso se deve ao alto preço da fonte e a safadeza da empresa.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Se essa fonte só apresenta o problema de alto ruído elétrico em carga máxima, por que então não foi feita a mesma conclusão de outros testes recentes que "passam a mão na cabeça da fonte" argumentando que "ninguém irá usar ela em carga máxima, então não tem problema"?

Você poderia ser mais específico e listar os testes em que isto ocorreu? Pois estou passando o pente fino nos testes e se tiver algum ainda assim preciso saber para corrigir.

Mas a eXtream não poderia ter testado essa fonte nos 23ºC do 80Plus?

Poderia. Nossos testes são mais rigorosos do que os da 80 Plus.

Abraços,

Gabriel Torres

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tenho uma fonte da extream, o modelo de 450watts, que optei pela compra após ver os resultados do FDH, não é uma maravilha, mas faz a sua parte. Agora este resultado com esta fonte de 650watts é realmente lamentável, prova disto é que minha próxima fonte NÃO será uma extream, pois tem muita gente que começa, como foi meu caso, com um pc de baixo consumo e vai melhorando ele com o tempo, aí o cara passa dos 500watts por causa de um SLI ou Crossfire com um belo over, faz os cálculos do consumo e vai dormir acreditando que está tudo bem, depois... Se o vendedor assume que o produto faz uma coisa, ele deverá fazê-la, pois senão é propaganda enganosa. Concordo com o selo do produto bomba, o FDH está de parabéns.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Você poderia ser mais específico e listar os testes em que isto ocorreu? Pois estou passando o pente fino nos testes e se tiver algum ainda assim preciso saber para corrigir.

Gabriel, acho que ele está falando do teste da OCZ Z Series 1000 W, onde a fonte apresentou um nível de ruído acima do permitido em carga máxima e não recebeu o selo de Produto Bomba.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Gabriel, acho que ele está falando do teste da OCZ Z Series 1000 W, onde a fonte apresentou um nível de ruído acima do permitido em carga máxima e não recebeu o selo de Produto Bomba.

Este teste tem de ser uma exceção, pois não podemos com 100% de certeza dizer que o problema é da fonte ou do nosso equipamento, pois tivemos de usar uma configuração não convencional para puxar os 1.000 W, sobrecarregando a linha de +3,3 V. Importante notar que nosso equipamento não tem conectores SATA e por isso nós puxamos a corrente totalmente do cabo de alimentação principal da placa-mãe, que é uma situação que nunca ocorrerá na prática.

Em tempo: nós não consideramos ruído acima do limite nas linhas +5VSB e -12 V para dar o selo de produto bomba.

Espero ter esclarecido.

Abraços,

Gabriel Torres

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

394,00 por uma fonte que vem com circuito de filtragem incompleto e que fornece com dificuldade 100w de potencia a menos do que o rotulado, é um absurdo!

Pois se com 550w a fonte ja tava com nivel de ruido alto na linha 12v eu julgo que ela fornece 500w apenas e é o que deveria estar la no rotulo dela.

Mas no Brasil entra de tudo e fazendo que bem entender, potencia rotulada enganosa e prejudicial ao equipamento, certificação 80plus enganosa e ainda querem empurrar um lixo desses por 394,00 PELO AMOR DE DEUS!

Acho que alem do selo "produto bomba" o CDH deveria ter o selo "produto bomba e enganoso" p/ alertar o pessoal que frequenta o site e fazer com que o famoso "boca a boca" difame essas porcarias chinesas que esses caras vem querer empurrar no coitado do brasileiro por um preço abusivo!

Editado por paulo2009

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Você poderia ser mais específico e listar os testes em que isto ocorreu? Pois estou passando o pente fino nos testes e se tiver algum ainda assim preciso saber para corrigir.

OCZ ModXStream 600W que desligou 2 vezes fornecendo a carga máxima rotulada e levou o Selo de Produto Recomendado.

Zalman 600-RS, que ultrapassou o limite aceitável de ruído em -12V. Pra mim, uma fonte para levar esse selo do CDH precisa cumprir com o mínimo estabelecido nos padrões, a saber:

- Regulação de tensões dentro do limite aceitável ATX;

- Níveis de ruído dentro dos limites aceitáveis ATX;

- Eficiência de no mínimo 80%;

- Cumprir com a potência rotulada;

- Operar de maneira estável em qualquer faixa de carga dentro do prometido no rótulo.

Apenas para esclarecer aos demais, isso tudo refiro-me ao Selo de Produto Recomendado e não tem qualquer relação com a boa qualidade ou não de tais fontes. De certo as duas fontes acima citadas são ótimas, mas como disse anteriormente, concordo que para um produto levar um selo de tão grande impacto comercial, este precisa ser impecável nos requisitos mínimos esperados.

Estes são apenas alguns exemplos porque agora não estou com muito tempo para vasculhar os testes, mas assim que eu encontrar uma outra eu posso avisar. :)

Abraço

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

o preço é salgado sim.... mais fazer o que...

so uma coisa que eu ando acompanhando um pouco e que anda me intrigando e que vocês caros leitores o CDH deveriam notar...

Tensão CA 112,7 V 110,9 V 109,9 V 107,7 V 105,0 V

conforme a agressividade do teste, aumentando a potencia a tensão de entrada abaixa.

acompanhe que a tensão diminui 5% do primeiro teste para o ultimo, mesmo que esteja numa margem ate aceitavel.

Sera que a haveria alguma influencia no teste?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
OCZ ModXStream 600W que desligou 2 vezes fornecendo a carga máxima rotulada e levou o Selo de Produto Recomendado.

Zalman 600-RS, que ultrapassou o limite aceitável de ruído em -12V. Pra mim, uma fonte para levar esse selo do CDH precisa cumprir com o mínimo estabelecido nos padrões, a saber:

- Regulação de tensões dentro do limite aceitável ATX;

- Níveis de ruído dentro dos limites aceitáveis ATX;

- Eficiência de no mínimo 80%;

- Cumprir com a potência rotulada;

- Operar de maneira estável em qualquer faixa de carga dentro do prometido no rótulo.

Apenas para esclarecer aos demais, isso tudo refiro-me ao Selo de Produto Recomendado e não tem qualquer relação com a boa qualidade ou não de tais fontes. De certo as duas fontes acima citadas são ótimas, mas como disse anteriormente, concordo que para um produto levar um selo de tão grande impacto comercial, este precisa ser impecável nos requisitos mínimos esperados.

Estes são apenas alguns exemplos porque agora não estou com muito tempo para vasculhar os testes, mas assim que eu encontrar uma outra eu posso avisar. :)

Abraço

Bom,a fonte OCZ ao menos desligou, e se ela desligou provavelmente foi por causa de algum pico de potencia alem dos 600w. Eu falo isso porque acredito que a medição feita por estes equipamentos podem nao ser corretas 100%. As vezes a fonte foi feita para entregar 600w e talvez essa potencia ja seja alem do que realmente o projeto da fonte permite porém o fabricante em testes concluiu que em 600w redondos ela funcione sem problemas, ou que ela tenha seus circuitos de proteção fielmente configurados dentro do limite rotulado e algum pico nao medido possa fazer ela desligar.

Quanto a Zalman, e o ruido em -12v, o proprio Gabriel Torres ja disse que a medição dos ruidos pelo equipamento tb nao 100% precisa...daí aparecem as excessoes!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
Bom,a fonte OCZ ao menos desligou, e se ela desligou provavelmente foi por causa de algum pico de potencia alem dos 600w. Eu falo isso porque acredito que a medição feita por estes equipamentos podem nao ser corretas 100%. As vezes a fonte foi feita para entregar 600w e talvez essa potencia ja seja alem do que realmente o projeto da fonte permite porém o fabricante em testes concluiu que em 600w redondos ela funcione sem problemas, ou que ela tenha seus circuitos de proteção fielmente configurados dentro do limite rotulado e algum pico nao medido possa fazer ela desligar.

Ah tá, então você compra uma fonte de 600W e se precisar desses 600W ela vai ficar desligando, que interessante....

Quanto a Zalman, e o ruido em -12v, o proprio Gabriel Torres ja disse que a medição dos ruidos pelo equipamento tb nao 100% precisa...daí aparecem as excessoes!

Ele disse que altos níveis de ruído em +5VSB e -12V não são motivos para se dar o Selo de Produto Bomba à uma fonte, e de fato esse não é o caso da Zalman 600-RS, ninguém deu esse selo para ela. A discussão aqui é sobre o Selo de Produto Recomendado e não o Bomba. Além disso ninguém disse que essas medições não são precisas.

Em tempo: nós não consideramos ruído acima do limite nas linhas +5VSB e -12 V para dar o selo de produto bomba.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Falae galera!!

Eu tenho uma X-Raptor da eXtream de 650W e desde aquela matéria sobre fontes com 80 plus falso, eu fiquei meio encucado mas resolvi entrar em contato com eles um tempo depois. Não sei se o pessoal do CDH chegou a fazer isso.

A questão é que eles me responderam e disseram que as fontes são sim, aprovadas pelo 80 PLUS. Isso pode ser provado no site da entidade. Segue o link: http://www.80plus.org/manu/psu/psu_detail.aspx?id=221&type=2

Depois disso fiquei mais aliviado, e espero que isso fique postado para os outros que também se sentiram inseguros com aquela matéria.

Abração

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

bblblink,

Obrigadíssimo por esta informação. Nós denunciamos a eXtream à 80 Plus e pode ser por isso que eles "resolveram" certificar as suas fontes. Foi a mesma coisa que aconteceu com a C3Tech. Eu vou atualizar o texto assim que possível e divulgar a informação!

Abraços,

Gabriel Torres

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Atualizado em 05/10/2010: Após a publicação deste teste a eXtream mandou a fonte para ser certificada pela 80 Plus, e ela ganhou o selo 80 Plus Bronze. Nós removemos a informação de que esta fonte tem selo 80 Plus falso deste nosso teste.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

a minha fonte ainda nao queimou de sorte né ?

coletek ct 2045s

115v - 230 vac 8/4A

Pentium 4 - 3.0

HD 160gb

4GB DDR2 667mhz RAM

Placa mãe Ga-945GZM s2

Vídeo Geforce 9400 GT

Será que é por isso que nao consigo rodar nada ? pela fonte ?

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×