• Comunicados

    • Gabriel Torres

      Seja um moderador do Clube do Hardware!   12-02-2016

      Prezados membros do Clube do Hardware, Está aberto o processo de seleção de novos moderadores para diversos setores ou áreas do Clube do Hardware. Os requisitos são:   Pelo menos 500 posts e um ano de cadastro; Boa frequência de participação; Ser respeitoso, cordial e educado com os demais membros; Ter bom nível de português; Ter razoável conhecimento da área em que pretende atuar; Saber trabalhar em equipe (com os moderadores, coordenadores e administradores).   Os interessados deverão enviar uma mensagem privada para o usuário @Equipe Clube do Hardware com o título "Candidato a moderador". A mensagem deverá conter respostas às perguntas abaixo:   Qual o seu nome completo? Qual sua data de nascimento? Qual sua formação/profissão? Já atuou como moderador em algo outro fórum, se sim, qual? De forma sucinta, explique o porquê de querer ser moderador do fórum e conte-nos um pouco sobre você.   OBS: Não se trata de função remunerada. Todos que fazem parte do staff são voluntários.

Fervolt

Membros Plenos
  • Total de itens

    297
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

70

Sobre Fervolt

  • Data de Nascimento 04-03-1980

Informações gerais

  • Cidade e Estado Piracicaba/SP
  • Sexo Masculino

Outros

  • Ocupação Técnico em Eletroeletrônica
  1. Olá, Pode usar o 2N2222 transistor NPN de baixa potência e alta frequência. Se quiser um pouco mais de potência, pode usar 2N2218. Att,
  2. Olá, @doraimom , sobre suas dúvidas... pessoal já respondeu aí, mas vou tentar clarear um pouco mais, peço desculpas se caso for redundante. Sobre ignorar os sinais de sincronismo... Não pode mesmo, tecnicamente falando, os sinais de sincronismo são usados pelo MONITOR / TV para movimentar o feixe de elétrons pela tela...assim, o pulso horizontal "desenha" as linhas, ou seja, movimenta o feixe da esquerda para a direita na tela, quando o circuito da TV recebe um pulso horizontal, significa que aquela linha acabou e o feixe deve retornar para iniciar uma nova linha. Já o pulso vertical é responsável pelo movimento do feixe de elétrons da base da tela para o topo, portanto, na vertical. Quando o circuito recebe um pulso vertical, significa que aquele quadro acabou e o feixe deve voltar para o topo da tela à esquerda, para ser iniciado um novo quadro. Estão, sem chance de ignorar esses sinais. O que pode acontecer em alguns monitores (VGA) é aceitar sinal de sincronismo composto (composite sync), salvo engano, no pino 13, ainda sim, ambos os sinais precisam estar presentes, horizontal e vertical. Sobre esses cabos funcionarem em alguma circunstância.... Chego até a achar que existe alguma possibilidade, mas vai depender muito do circuito da TV onde está sendo utilizado. Digo isso porque, antigamente o sinal de vídeo composto era recebido por circuitos independentes para que fossem separados os sinais de sincronismo e vídeo. Existia um circuito para separar o sincronismo horizontal e enviar este para a etapa de potência horizontal. idem para o sincronismo vertical. Nas TVs mais novas, um único C.I. "grandão" faz todas essas funções, então, a depender de como o C.I. faz isso, pode acontecer que se os sinais do VGA forem misturados e esse C.I. moderno conseguir, de alguma forma, lidar com esses sinais, pode até funcionar. Estes C.I.s conseguem detectar de forma automática os diferentes padrões de vídeo composto, PAL, NTSC e suas variantes. De repente, somente uma hipótese, o C.I. moderno poderia considerar um pulso horizontal e pular outro, por exemplo. Pois, como a @Isadora Ferraz disse, a frequência da varredura horizontal do VGA@640x480 é o dobro do Vídeo Composto, ~15750 Hz contra ~31500 Hz (VGA). Mas uma coisa é certa, o resultado não será bom. A título de curiosidade, para mostrar como o sinal de sincronismo é importante, no começo da TV por assinatura no Brasil, (falo de uns 20 anos atrás) para que você não pudesse assistir os canais sem o aparelho da operadora, o sinal de F.I.(sinal modulado frequência intermediária) que vinha no cabo, quando era demodulado por um vídeo cassete, por exemplo, não tinha sinal de sincronismo horizontal e por isso não era possível ver a imagem. Esse sinal de sincronismo horizontal era incluído no sinal de vídeo composto do canal pelo aparelho da operadora de acordo com o pacote de canais assinado. Até existia uma tal de "plaquinha mágica" que fazia justamente isso, era ligada na saída do sintonizador "varicap" do vídeo cassete e essa plaquinha incluía o sinal de sincronismo horizontal e então "abria" todos os canais que foram sintonizados pelo vídeo cassete. Alguns links que visitei sobre o assunto: http://www.javiervalcarce.eu/html/vga-signal-format-timming-specs-en.html http://martin.hinner.info/vga/pal.html
  3. Olá, Sim, o sinal VGA precisa ser convertido para Vídeo Composto (RCA/AV). O sinal VGA é composto por basicamente 5 sinais, sendo 3 deles, RGB, sinal analógico das cores e 2 de sincronismo sendo vertical e horizontal. No VGA, os sinais de sincronismo (principalmente o horizontal) são diferentes para cada resolução, a frequência de varredura aumenta conforme aumenta a resolução. Para a conversão é necessário um circuito que faça a leitura do sinal VGA, armazene-o em uma memória RAM e em seguida "monte-o" novamente com o "timing" (tempos e formas) de acordo com o padrão do vídeo composto, que como o próprio nome diz, contém todos os sinais (cores e sincronismo) em uma via apenas. A conversão é feita em tempo real, o que exige um circuito bem rápido. Anexo a foto de um conversor o qual eu tenho um similar e funciona a contento. Caso queira mais detalhes sobre os 2 padrões de vídeo, posso postar. Att,
  4. Olá, Qual compilador está usando? Att,
  5. Olá, Pergunta básica mas vamos lá... Você tem o manual de operação desse comando? Se fosse o 805 eu poderia te ajudar, do 802 só temho o manual aqui, e explica o zeramento das ferramentas. Att,
  6. Olá, Pelo que pude observar, não era pra ter problema em ligar primeiro uma alimentação do que a outra. Foi a primeira vez que você ligou ele? Ou ele já funcionava normal antes do acontecido? Eu seguiria a seguinte ordem para os testes; - Testar os transistores de saída, os drivers e os pré. - Tentar medir a corrente que circula pelos transistores de saída sem sinal na entrada. - Verificar se não tem tensão DC nas bases dos drivers e dos saídas. - Injetar um sinal na entrada, de preferência senoidal com frequência baixa em torno de 500Hz para verificar as etapas intermediárias, com osciloscópio. - Desligar uma ou ambas as bases dos saídas para verificar como o circuito se comporta. Enfim, difícil dizer muita coisa estando "de longe". Se você disse que queima o fusível da linha negativa, já sabe que tem problema nos PNP ou componentes envolvidos. Com o osciloscópio você poderia verificar que sinais tem nas bases dos transistores. Por último, se está ligando pela primeira vez, tome cuidado com transistores "carimbados". Porque se forem, você não vai conseguir acertar esse circuito nunca. Importante medir o ganho deles pra ver se são similares. Att,
  7. Beleza! Assim que estiver com os 2 circuitos montados, retorne e te ajudo a unir eles para funcionar da forma que você quer. Att,
  8. Olá, Acredito que a forma mais simples seria usando o LM3914, conforme esse esquema que posto abaixo. O LM3914 pode ser configurado para ponto móvel ou barra móvel que é como você precisa. Editado: Depois que postei foi que me atentei a questão de regular a velocidade do cooler. Para tanto precisará também de um circuito PWM com 555. Para conjugar os dois circuitos de forma que a barra de leds corresponda a velocidade do cooler, precisará fazer alguns cálculos, pegar o sinal do pino 3 do 555 e adequar ele a entrada do LM3914. Anexo também o circuito de PWM com 555. Com esse circuito você consegue variar a velocidade do cooler por PWM. Att,
  9. Olá, Vi que já chegaram num consenso, mas quando li me lembrei que tinha visto este componente em algum aparelho que passou uns dias aqui na bancada...rs. Em todo, segue uma imagem de uma fonte com o dito LNK306, essa é a placa de um PLC, Click da WEG. Dá pra ver o detalhe dos diodos. Att,
  10. Olá, Dei uma pesquisada rápida e encontrei só 2 gravadores que tem essa memória na "device list". TOP3100 e TNM5000. Att,
  11. Olá, Um transformador de 127/220V para 12V ou 24V é melhor para isso que você quer fazer. A corrente do secundário vai depender da bitola do fio que quer "acender". Acho que tem que ser de pelo menos 5 amperes. E seria só o transformador mesmo, nem precisa retificar nem nada. Att,
  12. Que bom que deu certo! Fico grato pelo seu retorno. (acredito que o fórum também). Alias, seu projeto é bem interessante e me serviria muito bem. Dá uma preguiça de engraxar a corrente da moto...kkk Edição: Só esclarecendo as questões que deixou... Em todo circuito elétrico a corrente que "entra" é igual a corrente que "sai", ou seja, deve-se usar condutores adequados para essa corrente e, nesse caso de positivo e negativo, ambos devem ser de mesma bitola. Um "causo" que aconteceu comigo exemplifica essa questão, foi o seguinte...Um auto intitulado "eletricista" mas que também presta serviços de alvenaria e hidráulica em casas, ligou um chuveiro 127V com 2 cabos, sendo a fase 4mm² e o neutro 1,5mm². Fui chamado pelo dono da casa que dizia sentir um cheiro forte de queimado quando ligava o chuveiro e algumas lâmpadas estavam ficando acesas direto...kkk. Subi no forro da casa e o dito fio de 1,5mm² estava cobre nu, derreteu a capa. Vim a saber mais tarde que o "profissional" que fez a instalação disse que o que importa é o fio fase, a fase que "puxa" mais...kkk. Não me esqueço nunca desse acontecido. Abraço
  13. Olá, Não sei qual seu nível de conhecimento na área, mas assumindo que o rele é adequado ao circuito, acredito que está ocorrendo uma queda de tensão quando o motor é ligado e com isso prejudica o acionamento do rele. Se tiver um multímetro, meça a tensão na bobina do rele com o motor desligado e ligado. Verifique se existe uma queda de tensão considerável. Caso seja isso mesmo, recomendo aumentar a bitola do cabo que alimenta o circuito (para testes use 2,5mm² ou 4mm²) ou individualizar as alimentações do motor e do rele. Para este último seria necessário usar uma etapa trasistorizada que recebe o sinal de motor ligado e conduz ligando o rele. Outro ponto...como está a saúde da bateria de sua moto? Meça a tensão da bateria com o multímetro e com o motor parado, deve ser algo em torno de 12,6 volts ou mais. Com o motor funcionando também ocorre o problema? Se possível, poste uma foto do circuito montado. Att,
  14. @cesardelta1 Concordo! Sobre o defeito, pode ser realmente a tela, uma vez que, supostamente, as placas foram testadas em outro aparelho idêntico. Se há problemas no backlight da tela (seja LED ou CCFL), a fonte entra em proteção desarmando-se. Mas é estranho esse tipo de defeito acontecer repentinamente e "matar" o aparelho de forma que ele não ligue mais. Geralmente, o monitor começa a desligar após um tempo ligado, e o defeito vai se agravando até que ele desliga-se após 2 ou 3 segundos após ser ligado. Acredito que aquele transistor Q781, derreteu por solda fria do corpo dele, pode ser que ele não tenha sido trocado. Att,
  15. Olá, Para tempos em segundos, melhor usar o timer1 que é de 16 bits. O programa abaixo alterna o estado da saída PIN_D0 a cada 1s por interrupção do timer1. Com cristal de 4MHz e prescaler /8, o estouro do tmr1 ocorre a cada 500ms. Você pode usar uma variável para armazenar os estouros e criar tempos maiores. Só me desculpe ter feito no CCS...é o que tenho aqui para C, MikroC usei há muito tempo. Mas acredito que a ideia é essa. Segue código: #include <16F877A.h> #FUSES XT #FUSES NOWDT //No Watch Dog Timer #FUSES PUT //Power Up Timer #FUSES NOBROWNOUT //No brownout reset #FUSES NOLVP //No low voltage prgming, B3(PIC16) or B5(PIC18) used for I/O #use delay(crystal=4000000) //Variáveis Globais int1 t; //inverter o estado da saída int i; //conta overflow tmr1 #INT_TIMER1 void TIMER1_isr(void){ //overflow a cada 500ms para cristal @4MHz set_timer1(3036 + get_timer1()); i++; if(i == 2){ i = 0; t = ~t; output_bit(PIN_D0, t); } } void main() { setup_timer_1(T1_INTERNAL|T1_DIV_BY_8);//524 ms overflow enable_interrupts(INT_TIMER1); enable_interrupts(GLOBAL); set_timer1(3036);// acerta tmr1 para estourar com 500ms while(TRUE){ //TODO: User Code } } Att,