Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste do Headset Flux da SteelSeries


     18.857 visualizações    Áudio    3 comentários
Teste do Headset Flux da SteelSeries
Produto Recomendado

Testando o Flux

Como o Flux é um headset com múltiplas utilidades, o teste foi além do simples plugar e jogar/ouvir música. Inicialmente, testamos a mobilidade, andando pela cidade ouvindo música no celular e usando para fazer ligações via VoIP e operadora. O grande destaque vai para os cabos: eles são facilmente enroláveis em volta do headset dobrado, mas não se enroscam. O microfone omnidirecional, por estar na altura do peito, funcionou melhor quando levado à boca, pois na rua sempre há muito barulho (fora que o gesto indica que a pessoa não é maluca de falar sozinha na calçada). A audição de música foi excelente; ouvimos muitíssimo bem os canais de música eletrônica da rádio virtual Digitally Imported, que sempre exigem um grave robusto e registro fiel das camadas sonoras. O Flux já virou o fone oficial do nosso celular.

Flux
Figura 9: Altura do microfone

Quanto a jogar em casa, há perda da ambientação sonora pelo fato de o Flux ser um headset estéreo, que não registra mixagem em 5.1 canais. No entanto, há quem ache que o som surround em um fone de ouvido é simplesmente uma mera simulação do efeito. Seja como for, vale a dica de selecionar estéreo 2.0 no menu de áudio dos games para evitar cacofonia, se houver esta opção. Mesmo sem pode notar nuances como a aproximação de um tanque inimigo por trás no Battlefield 3, o Flux se saiu bem na reprodução de explosões e disparos de armas.

Outra pequena questão é o microfone. Levá-lo à boca enquanto caminhamos ao falar ao telefone é perfeitamente normal, mas não dá para fazer o mesmo gesto jogando, com as mãos ocupadas no teclado e mouse. Sozinhos em casa, não houve problema na captação do registro de voz segundo os companheiros de time, durante a teleconferência nas partidas, mas em um ambiente com outras pessoas jogando, sentimos falta de um microfone mais direcionado à boca. Claro que o microfone integrado ao cabo foi a solução para tornar o Flux mais estiloso e permitir que a pessoa use o aparelho com o celular sem parecer com a Madonna ou um atendente de telemarketing no meio da rua.

Apesar de não envolver as orelhas, e sim se apoiar nelas, o Flux é muito confortável. O modelo comum vem com alto-falantes envolvidos em tecido; a versão de luxo conta com acolchoamento de couro. Como o usuário pode trocá-los, fica a dica de comprar um par extra apenas para usar na academia e deixar suar bastante. Jogamos por horas a fio, percorremos a cidade de metrô ouvindo música, e o Flux não incomodou.


Comentários de usuários

Respostas recomendadas

O fato dele não ter boa ambientação de som, isso é pelo fato dele ser um fone closed. Se não há saída pro som sair do fone, a propagação do som é distorcida e assim fica mais difícil distinguir efeitos sonoros em jogos, diferente de um fone open, que é justamente o contrário. Não é a toa que fones closed são mais indicados para quem gosta de música eletrônica (mais ouvida em lugares fechados) e os open para rock e músicas que são tocadas em show, já que são músicas mais tocadas em lugares abertos. Além disso, não é correto afirmar que o soundstage é ruim por ser stereo pois isso também depende da qualidade do alto-falante do fone. Tem muito fone 5.1, 7.1 que perde pra fones stereo justamente porque a maioria deles não possuem speakers de qualidade, por causa de falta de espaço ou economia do fabricante.

O Flux tem bons speakers stereo, fazendo que ele seja melhor que muito fone gamer (mesmo fechado) e que ele tenha bom desempenho nas músicas de rádio, como foi mostrado no review, mas não ficaria com ele não. Ao invés dele, procuraria o AudioTechnica AD700 que é um fone open mais versátil custando o mesmo comprando o microfone separado, como um Zalman MIC ou um Samson Go Mic. Não, não é tão prático que ter um headset, mas é mais vantajoso nos jogos online que uma solução de microfone embutida.

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

 

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi – 2ª Edição

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!