Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Placa-mãe ASRock Z390 Phantom Gaming X

       
 8.946 Visualizações    Primeiras Impressões  
 4 comentários

A ASRock Z390 Phantom Gaming X é uma placa-mãe topo de linha para processadores Intel Core i de oitava e nona geração, que oferece, dentre outros recursos, Wi-Fi 6 e placa de rede de 2,5 Gbps. Confira!

Placa-mãe ASRock Z390 Phantom Gaming X
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Introdução

A ASRock Z390 Phantom Gaming X é uma placa-mãe topo de linha soquete LGA1151 baseada no chipset Intel Z390, suportando os processadores Core i de oitava e nona geração (ambos com codinome “Coffee Lake”). Ela traz iluminação RGB, três slots PCI Express 3.0 x16, oito portas SATA-600, placa de rede sem fio Wi-Fi 6 e uma porta Ethernet 2.5G. Vamos dar uma boa olhada nela!

O chipset Z390 é o mais recente modelo topo de linha para processadores Core i de oitava e nona geração (“Coffee Lake”). Embora o Z390 tenha sido lançado juntamente com os processadores Core i de nona geração, as placas-mãe baseadas nele são também compatíveis com processadores de oitava geração, e vice-versa: placas-mãe baseadas nos demais chipsets da série 300 (Z370, H370, B360 e H310) são também compatíveis com os processadores de nona geração. Porém, apesar de as placas-mãe baseadas em chipsets série 300 utilizarem o mesmo soquete LGA1151 das gerações anteriores, elas não são compatíveis com processadores Core i de sexta (“Skylake”) e sétima (“Kaby Lake”) geração.

O Z390 é praticamente idêntico ao seu antecessor Z370, oferecendo 24 pistas PCI Express 3.0 controladas pelo chipset, seis portas SATA-600, suporte a memória Optane e às tecnologias Smart Response (que permite utilizar um SSD padrão SATA como cache para o disco rígido principal), Smart Connect (que permite que o computador receba e-mails e atualize páginas mesmo em modo de suspensão) e Rapid Start (inicialização mais rápida).

Há apenas duas diferenças entre o Z370 e o Z390: o Z390 oferece seis portas USB 3.2 geração 2 (o Z370 não tem portas USB 3.2 geração 2) e suporte ao padrão Intel CNVi, onde parte do hardware necessário para uma interface de rede sem fio IEEE 802.11ac está integrado ao chipset, e basta um módulo RF instalado em um slot M.2 específico para que a placa-mãe tenha o recurso Wi-Fi.

A placa-mãe analisada faz parte da mais recente família da ASRock, batizada de "Phantom Gaming", e que tem como característica principal a presença de uma interface de rede Ethernet de 2,5 Gbps, que é um novo padrão derivado do Ethernet 10G.

Você confere a placa-mãe ASRock Z390 Phantom Gaming X na Figura 1. Ela usa o padrão ATX, medindo 305 x 224 mm.

ASRockZ390PhantomGX-01.jpg

Figura 1: placa-mãe ASRock Z390 Phantom Gaming X

Pelo lado da solda, a ASRock Z390 Phantom Gaming X traz uma chapa protetora, que podemos ver na Figura 2.

ASRockZ390PhantomGX-02.jpg

Figura 2: placa protetora pelo lado da solda

Compartilhar

  • Curtir 5
  • Amei 1


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Essa ideia da placa protetora é algo maravilhoso. Será que encarece tanto assim? 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Como funciona a alimentação EPS12V + ATX12V ?

Poderia conectar somente o conector EPS12V ? Visto que poucas fontes de alimentação contém os dois padrões.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

@bfnavogin

3 horas atrás, bfnavogin disse:

Como funciona a alimentação EPS12V + ATX12V ?

Poderia conectar somente o conector EPS12V ? Visto que poucas fontes de alimentação contém os dois padrões.

A placa-mãe funciona perfeitamente apenas com o conector EPS12V ligado. O conector ATX12V é auxiliar e serve para ajudar na estabilidade em overclock extremo.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

No painel traseiro já se pode perceber a confusão da nova nomenclatura USB.

Pelo novo padrão entendo que todas as portas seriam USB 3.2. Porém como nem todas as portas ali são USB 3.2 Gen 2, o fabricante optou por usar o termo "USB" na que é USB 3.2 Gen 1.

Se não é para seguir a nomenclatura "oficial", o mais coerente seria usar os termos USB 3.0 e USB 3.1.

Só que nenhum fabricante vai querer perder a oportunidade de usar o novo termo USB 3.2, já que agora é "oficial".

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: minicurso “Como ganhar dinheiro montando computadores”

Gabriel TorresGabriel Torres, fundador e editor executivo do Clube do Hardware, acaba de lançar um minicurso totalmente gratuito: "Como ganhar dinheiro montando computadores".

Você aprenderá sobre o quanto pode ganhar, como cobrar, como lidar com a concorrência, como se tornar um profissional altamente qualificado e muito mais!

Inscreva-se agora!