Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Placa-mãe ASRock Z77 Professional

       
 53.298 Visualizações    Primeiras Impressões  
 4 comentários

Vamos dar uma olhada nesta placa-mãe soquete 1155 topo de linha da ASRock baseada no chipset Intel Z77, voltado para os processadores “Ivy Bridge”.

Placa-mãe ASRock Z77 Professional
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Periféricos On-Board

O chipset Intel Z77 é uma solução de apenas um chip e também é conhecido como PCH (Platform Controller Hub ou Hub Controlador de Plataforma). Este chip suporta duas portas SATA-600 e quatro portas SATA-300 (RAID 0, 1, 10 e 5).

A ASRock Z77 Professional tem quatro portas SATA-600 adicionais, controladas por um chip ASMedia ASM1061 (sem suporte para RAID).

Um ponto negativo desta placa é o fato de o fabricante ter usado apenas duas cores para identificar as portas SATA, preto para as portas SATA-300 e vermelho para as portas SATA-600. O fabricante deveria ter usado cores diferentes para identificar onde cada porta está conectada. As portas vermelhas mais próximas das portas pretas são as duas portas SATA-600 controladas pelo chipset.

Todas as portas SATA estão localizadas na borda da placa-mãe, rotacionadas 90° e, portanto, a instalação de placas de vídeo não as bloquearão. Ver Figura 5.

ASRock Z77 Professional
Figura 5: Portas SATA-300 (conectores pretos) e portas SATA-600 (conectores vermelhos)

Esta placa-mãe também tem uma porta eSATA-600, que é compartilhada com a porta “SATA3_A3” e, portanto, elas não podem ser utilizadas ao mesmo tempo.

Surpreendentemente, esta placa-mãe vem com uma porta ATA paralela (“IDE”), controlada por um chip VIA VT6330 e uma controladora para unidade de disquete.

O chipset Intel Z77 suporta 14 portas USB 2.0 e quatro portas USB 3.0. A ASRock Z77 Professional oferece 10 portas USB 2.0, seis soldadas no painel traseiro e quatro disponíveis através de dois conectores localizados na placa-mãe, e oito portas USB 3.0, seis localizadas no painel traseiro da placa-mãe e duas disponíveis em um conector localizado na placa-mãe, próximo ao conector de alimentação principal. As quatro portas USB 3.0 adicionais são controladas por um chip EtronTech EJ188H (essas quatro portas estão localizadas no painel traseiro). A placa vem com um painel de 3,5” contendo duas portas USB 3.0, portanto você poderá usar o conector USB 3.0 interno se o seu gabinete não tiver portas USB 3.0 usando este tipo de conector.

A ASRock Z77 Professional tem duas portas FireWire controladas pelo mesmo chip VIA VT6330 usado para controlar a porta IDE, uma localizada no painel traseiro e outra disponível em um conector interno na placa-mãe.

Esta placa-mãe suporta áudio no formato 7.1+2, ou seja, oito canais além de dois canais independentes para streaming de áudio. Nesta placa-mãe o áudio é gerado pelo chipset usando um codec Realtek ALC898, que é um componente de nível profissional. Este componente apresenta relação sinal/ruído de 110 dB para as saídas analógicas, 104 dB para as entradas analógicas e taxa de amostragem de até 192 kHz para as entradas e saídas, com resolução de 24 bits. Com essas especificações você pode trabalhar profissionalmente com edição de áudio analógico (por exemplo, converter LPs para CDs ou arquivos MP3, converter VHS para DVDs ou qualquer outro formato digital, etc.) sem a inclusão de ruído de fundo.

A placa-mãe tem saída SPDIF óptica on-board. Um conector rotulado como “HDMI_SPDIF1” também oferece uma saída SPDIF para você instalar uma saída SPDIF coaxial ou para enviar o áudio digital para placas de vídeo mais antigas que requeiram este tipo de conexão física para ter áudio digital em seus conectores HDMI.

As saídas de áudio analógico são independentes apenas se você usar um sistema de caixas analógicas 5.1. Se você instalar um sistema de caixas analógicas 7.1, você precisará usar os conectores “entrada de microfone” (“mic in”) ou “entrada de linha” (“line in”).

A placa-mãe tem duas portas Gigabit Ethernet controladas por dois chips Broadcom BCM57781. Essas portas suportam a função de “agrupamento”, ou seja, você pode combiná-las para ter uma porta de 2 Gbps, caso o hardware da sua rede suporte esta configuração.

Na Figura 6 você pode ver o painel traseiro da placa-mãe com um conector PS/2 compartilhado para teclado e mouse, seis portas USB 3.0, saída HDMI, saída DisplayPort, seis portas USB 2.0, botão para limpar o conteúdo da memória CMOS, duas portas Gigabit Ethernet, uma porta FireWire, uma porta eSATA-600, uma saída SPDIF óptica e os conectores de áudio analógico.

ASRock Z77 Professional
Figura 6: Painel traseiro da placa-mãe

A primeira porta USB 2.0 vermelha é uma porta especial para mouse chamada “Fatal1ty”, que permite a você configurar manualmente a sua taxa de varredura de 250 Hz a 1 KHz. Em nossa opinião, a ASRock deveria ter identificado esta porta com uma cor diferente.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Artigos similares


Comentários de usuários




Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×