Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Teste do smartphone Motorola Moto G6

       
 11.831 Visualizações    Testes  
 9 comentários

Testamos o Moto G6, a mais recente versão do smartphone intermediário da Motorola.

Teste do smartphone Motorola Moto G6
Rafael Coelho Editor-chefe do Clube do Hardware

Usando o smartphone

Apesar de ser um aparelho intermediário, o Moto G6 tem design elegante que lembra alguns aparelhos topo de linha, pelo tamanho e acabamento em vidro e alumínio, além da traseira curvada nas bordas. O Moto G6 2017 mede 153,8 x 72,3 mm, com espessura de 8,3 mm e peso de 162,5 g.

A tela IPS de 5,7 polegadas e proporção 18:9, com resolução Full HD+ (2160 x 1080) e densidade de 424 pontos por polegadas tem boa qualidade, embora obviamente não traga cores tão vívidas quanto nos aparelhos mais caros, que utilizam telas AMOLED.

O aparelho suporta dois chips nano-SIM e redes 4G LTE.

O Moto G6 vem atualmente com o sistema operacional Android 8.0 (Oreo), com promessa de atualização para Android 9.0 (Pie). Uma das características típicas da linha Moto G é o uso de Android "puro", ou seja, com a interface original e poucos aplicativos pré-instalados.

A Figura 11 mostra a tela inicial quando você liga o smartphone pela primeira vez.

motoG6-11.jpg

Figura 11: tela principal

Nas Figuras 12 e 13 vemos a lista de aplicativos instalados: basicamente, apenas os originais da Google.

motoG6-12.jpg

Figura 12: lista de aplicativos

motoG6-13.jpg

Figura 13: lista de aplicativos

Você pode instalar novos aplicativos utilizando a loja Google Play, que tem milhares de aplicativos e jogos disponíveis.

O smartphone usa uma bateria de lítio de 3.000 mAh. Testamos a duração da bateria com o aplicativo 3DMark, que indicou uma duração de 10:08 h com atividade variada. Esta é uma ótima marca, que significa que você pode utilizar o aparelho um dia inteiro sem recarregar.

Um dos destaques do aparelho é a sua câmera traseira dupla. Porém, ao contrário de outros aparelhos que permitem que você selecione uma ou outra câmera, aqui a câmera traseira secundária (com sensor de profundidade) é utilizada apenas como auxiliar da principal em algumas funções, como a função retrato, que mantém o primeiro plano focado enquanto desfoca o fundo.

As câmeras são aquilo que se poderia esperar para um modelo intermediário: com excelente qualidade de imagem com bastante luz, mas deixam um pouco a desejar em situações diferentes da ideal. De qualquer forma, o aparelho não decepciona nesse quesito, e o fato de trazer flash tanto na traseira quanto na frontal é um ponto positivo.

Ambas as câmeras são capazes de gravar vídeos em resolução Full HD, a traseira a 60 e a frontal a 30 quadros por segundo. Não há suporte a resolução 4K.

Você pode verificar a qualidade das fotos tiradas com o dispositivo, sem edição, clicando nos seguintes links: foto 1, foto 2, foto 3.

Compartilhar

  • Curtir 5
  • Confuso 1
  • Triste 1


  Denunciar Artigo

Artigos similares


Comentários de usuários


Gostei desse Moto X4a. :P

 

Espero que a atualização do programa da câmera permita a filmagem em câmera lenta e a escolha de qual câmera usar, como é no X4.

 

Uma coisa que não gosto em ambos é o conector de fone de ouvido ficar na parte inferior.

Se você usa fone com fio e vai deixar o telefone no mesmo bolso onde leva as chaves, pode arranhar a lente protetora das câmeras, ou a tela do telefone, e uma película protetora pro calombo custa um tanto desagradavelmente caro.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Recentemente tive de comprar o G6 Play, tive o G1, mas infelizmente ele parou do nada e aproveitei para trocar.

 

Estou achando bom o G6 Play, até porque eu estava acostumado ao antigo e migrar para esse foi melhor, e também é o que dava para migrar, acima disso ficaria difícil.

 

Muito bom o artigo de teste, acredito que seria bom testar as outras versões do G6 com comparativo, mas isso deve ser caro, ainda mais quando o fabricante não fornece o equipamento.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
12 horas atrás, Elder Nauvirth disse:

Recentemente tive de comprar o G6 Play, tive o G1, mas infelizmente ele parou do nada e aproveitei para trocar.

 

Estou achando bom o G6 Play, até porque eu estava acostumado ao antigo e migrar para esse foi melhor, e também é o que dava para migrar, acima disso ficaria difícil.

 

Muito bom o artigo de teste, acredito que seria bom testar as outras versões do G6 com comparativo, mas isso deve ser caro, ainda mais quando o fabricante não fornece o equipamento.

Pois é, o ideal era o fabricante enviar todos os modelos, e deixar eles conosco para que pudéssemos ainda comparar com as gerações anteriores. Mas parece que estão muito mal financeiramente para poderem dispor de 1 aparelho para esta finalidade...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Eu tenho um ,para mim os celulares da Motorola são uns dos melhores e o G6 tem um custo muito bom. Até agora n tive problemas, eu tinha um Moto G1 comprei no seu lançamento em 2013 se n me engano, tive ele por muito tempo ate que resolvi trocar agora pelo o Moto G6 espero q dure bastante igual ao G1. E detalhe o moto G1 ainda funciona, ultrapassado é claro mas funciona perfeitamente...

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
1 hora atrás, Leandro Fx disse:

o Wifi dele não é padrão AC?

Não. Conforme informado na página 5 do artigo, é 802.11n.

 

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites
22 horas atrás, Rafael Coelho disse:

Não. Conforme informado na página 5 do artigo, é 802.11n.

 

 

Ja perde um ponto ai então. obrigado pela informação.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×