Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
rodrigocirilo

Cristais osciladores para PIC

Recommended Posts

Fala pessoal, seguinte, estou com uma duvida:

existe vantagem de usar cristais osciladores (oscilador externo) de 20Mhz por exemplo, ao invés de usar o oscilador interno de 4Mhz ??

tipo, o programa ficaria mais rápido, como saber exatamente qual valor de oscilador usar, quais suas técnicas??

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

cara, a grande diferença é saber o que você vai usar. Existem projetos que o tempo é crítico. Se você for usar rotinas de tempo precisas, o cristal externo é mais apropriado. Eu já usei a ocilação via RC (capacitor e resistor) os tempos nunca são iguais.

Então pra não ficar quebrando a cabeça depois eu aconselho a usar o cristal sempre. É tão baratinho que não compensa nem ficar mexendo em código e placa caçando erro.

No livro do Fábio Pereira - Microcontroladores PIC - Programação em C - 7a Edição ele diz assim:

"É possível utilizar o oscilador interno disponível nos PICs 16F62x, mas devido ao fato de os mesmo não possuírem uma calibração confiável, optamos por utilizar um cristal externo, já que as rotinas de comunicação serial são muito afetadas pela imprecisão do Clock. "

Então eu acho que sempre é melhor usar com Cristal.

Olha ai a lista de configuração.

• Oscilador RC – O microcontrolador PIC pode oscilar com o uso de uma rede RC. Nesta configuração a velocidade de operação do PIC não é grande e também não é muito precisa, mas para executar tarefas que não necessitem de precisão no “clock” e de grande velocidade de operação, esta opção é a mais simples e pode ser utilizada.

• Oscilador LP – Esta opção permite ao PIC utilizar um cristal de baixa potência. Sua operação e configuração são iguais ao modo XT.

• Oscilador XT – Nesta opção o PIC utiliza um cristal comum para realizar seu clock. Esta configuração é a mais utilizada, sendo necessário apenas um cristal e dois capacitores cerâmicos ligados ao PIC.

• Oscilador HS – A configuração HS deve ser utilizada com cristais ou ressonadores de alta freqüência. Geralmente clock’s maiores que 8MHz utilizam esta configuração.

• Oscilador externo – Também podemos utilizar um oscilador externo. Neste caso o sinal de clock é inserido no pino OSC1/CLKIN. O pino OSC2/CLKOUT deve ficar aberto (sem conexão).

Olhe esses links

http://rafaellindemann.blogspot.com.br/2012/05/1-fontes-de-clock-nos.html

http://www.arnerobotics.com.br/eletronica/Microcontrolador_PIC_teoria_2.htm

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Chacalgbi, obrigado pela resposta, eu entendi o lance de precisão dos cristais..

Mas como determinar a frequencia, tipo, vou fazer por ex: um relogio simples exibindo em lcd 16x2, devo usar um XT 4mhz ou um HS de 20Mhz ??

ou um outro exemplo, uma clp que fará conversões AD, leitura digital de pinos etc... como determinar qual a frequencia mais adequada??

abrs..

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olha, para um relógio, que não tem necessidade nenhuma de muita velocidade, até um cristal de 32768 Hz já bastaria....

O correto é voce sempre ver que tipo de temporização seu projeto vai precisar, e tentar escolher um cristal que consiga gerar essa temporização precisa.

Por exemplo, imagine que voce precise gerar uma base de tempo exata de 1 milisegundo, não adianta nada voce usar um cristal de 2,5 Mhz pois não tem como gerar isso precisamente.

E se seu programa envolve muito cálculo, ou muitas tarefas que devem ser feitas em tempos curtos, sempre use o cristal mais alto possível que atenda a sua temporização, ok ?

Paulo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Ok Paulo entendi... Mais um coisa hehe, supomos que eu tenha muitos cristais de 20Mhz guardados, então eu poderia fazer todos projetos com eles certo, mas tenho uma duvida, a frequencia de operação está diretamente ligada ao consumo do MCU?? tipo em 1 Mhz consumirá menos com 20 Mhz consumirá mais? existe essa relação??

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Chacalgbi, obrigado pela resposta, eu entendi o lance de precisão dos cristais..

Mas como determinar a frequencia, tipo, vou fazer por ex: um relogio simples exibindo em lcd 16x2, devo usar um XT 4mhz ou um HS de 20Mhz ??

ou um outro exemplo, uma clp que fará conversões AD, leitura digital de pinos etc... como determinar qual a frequencia mais adequada??

abrs..

Conversões A/D e exibições em Display 16x2 ou 20x4 dá no mesmo 4Mhz ou 20Mhz. Eu faço com qualquer um.

Só não sei se dá certo em displays gráficos, nunca testei. Mas para a 95% dos testes que já fiz com microcontroladores, 4Mhz dá de sobra. Se você tiver um cristal de 20Mhz. Coloque ele e use em tudo.. :D

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Se você tiver um cristal de 20Mhz. Coloque ele e use em tudo.. :D

eu tenho muitos... hehehe

Caro moderador favor finalizar tópico pois a duvida foi sanada.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×