Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

aphawk

Membros Plenos
  • Total de itens

    6.954
  • Registro em

  • Última visita

  • Qualificações

    0%

Reputação

4.138

Sobre aphawk

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    São Paulo, SP
  • Sexo
    Masculino

Outros

  • Ocupação
    Hardware
  • Interesses
    Pescar, jogar, bons restaurantes, pesquisar novidades, andar de moto, inventar montagens, e principalmente criticar o Ensino do jeito que está sendo feito....
  1. @Douglaslopes , De novo este esquema ?????? Você já fez um outro post sobre esse mesmo amplificador, no qual a @Isadora Ferraz já havia observado erros no layout, fazem poucos dias. Eu inclusive citei sobre esse projeto do Mariano, e ainda avisei que no blog dele existe um layout muito bem acabado. Para quê você fez este novo post ? Mesmo que você tenha feito outra placa , deveria ter postado ela no seu outro post original ! Não está percebendo que isto é prejudicial para todos, pois podem achar que esta sua placa já foi testada ? Por favor, quando iniciar um post sobre um assunto, CONTINUE SEMPRE NELE , mesmo que seja criticado CONTINUE SEMPRE NO MESMO POST. E, cá entre nós, esse amplificador é BOM. Para ser Excelente, tem de implementar algumas modificações. Mas é um circuito que funciona, não precisa de nenhum ajuste, e bastaria avisar que quem for montar TEM DE FIXAR TERMICAMENTE OS DIODOS NOS DISSIPADORES . Paulo
  2. Só notei este absurdo agora ... De onde você tirou isso de um Darlington tem controle de corrente interno ???? Uma das coisas que os darlingtons são famosos é pela enorme variação de ganho de corrente entre duas peças aparentemente iguais ... se controlar o ganho de um transistor na fabricação já é muito difícil, imagine o de dois Juntos cujo ganho total é calculado pela multiplicação do ganho individual deles , isto é se o ganho deles pode variar 100%, o ganho do Darlington pode variar 200% ! Paulo
  3. Meu Deus ..... qualquer um que tenha no mínimo primeiro ano de técnico em Eletrônica reconhece o par darlington tanto na parte positiva como na negativa ! Ou você achava que isso de transistor darlington é recente e só existe ele prontinho para comprar como se fosse uma única peça ???? Existem muitos circuitos inclusive comerciais que utilizam DOIS transistores separados para fazer o Darlington. Essa ideia vem de 1953, de um tal de Sidney Darlington que é reconhecido como o "inventor" dela. Olhe o esquema da esquerda que você mesmo postou e vai reconhecer a configuração ! E porquê que você diz que esse circuito "não é preparado" para usar darlington na saída , se ele já usa ??? Se eu não soubesse como esse circuito funciona eu não teria comentado que seria melhor acrescentar um diodo nele. Para terminar, não sei quem é o Carlos Mergulhao que você cita. Eu uso o meu nome desde que entrei aqui no CDH, inclusive assino os meus tutoriais com meu nome completo. E não me lembro de ninguém com esse nome / apelido ter trabalhado lá. Eu trabalhei na Quasar e também na EES, que era uma continuação da Quasar. Conheci bem o Alexandre, filho do Igor, e aprendi muita coisa com todos os projetistas de lá, trabalhei em quase todos os setores, desde a fabricação das PCB, seleção de componentes, projeto de montagem interna, teste final dos produtos, e laboratório de desenvolvimento. Para a época, os aparelhos eram muito bons, principalmente a famosa linha X , que tinha componentes bem diferentes da linha normal. Por exemplo, os pré-amplificadores RIAA usavam capacitores de precisão, de mylar, com 2% de tolerância. Os resistores usados no RIAA eram selecionados com os mesmos 2%. As placas eram testadas individualmente, todas elas, para se garantir que a curva RIAA não variasse mais do que 0,5 dB . O pré geral também recebia cuidados especiais, e o ajuste de graves / agudos tinha de apresentar no máximo 1 dB de variação em relação ao anunciado. Todos os diodos e transistores eram selecionados individualmente, e nos pré-amplificadores eram selecionados os de ruído muito baixo. Para que você tenha uma ideia do que acontecia naquela época, a Quasar comprava todos os semicondutores da Trancham em um regime bem curioso : Os transistores de baixo ruído chegavam em pacotes de mil, e eram passados em uma giga de teste de ruído; existia um máximo de ruído para eles serem aprovados para uso, e como naquela época já existia muita falsificação, todos eram testados, e de cada mil menos de 300 passavam pelo teste, o resto era devolvido e trocado por outros. E olha que esse primeiro teste era apenas para ver os que tinham o ruído máximo especificado pelo fabricante ! Para a linha X, esses 300 que haviam sido aprovados eram novamente testados na giga e selecionados aqueles que tinham o ruído mais baixo. Depois, eram colocados no traçador de curvas, e se verificava a linearidade, e desses 300 não se aprovava nem 30 ..... Existia um procedimento de seleção e aprovação para os transistores de média potência e outros para os transistores de saída. Por exemplo nos de média potencia eram selecionados pares PNP/NPN de ganho semelhante e de característica térmica semelhante quanto ao VBE, isso após terem sido pré-selecionados no traçador de curvas quanto à linearidade. Os transistores dos módulos de potência da linha X eram a maioria japoneses, exceto os de saída, e esses japoneses eram coisa de louco .... no traçador de curvas eles tinham a curva que a gente aprende na faculdade, totalmente retas planas , paralelas , de igual distância quando se aumentava a corrente.... muito diferente dos americanos e europeus, que assustam a gente até hoje ! Na época o pessoal reclamava do alto custo desses aparelhos da linha X, mas o que encarecia era exatamente o procedimento de seleção e testes das placas individuais, e claro, os capacitores de Mylar de precisão, que eram usados também no pré-amplificador geral, no controle de graves e agudos, e os transistores japoneses de alta qualidade. Mas a baixíssima distorção e excelente sonoridade desses aparelhos eram reconhecidas por todos, inclusive a concorrência. Hoje em dia, ninguém tem a experiência que tivemos, tanto na Quasar como na Cygnus, foram a melhor escola que um recém-formado como eu podia ter, um lugar onde a prática moldava as teorias, e onde os mais experientes ensinavam os novatos. Quando vejo as pessoas postarem circuitos de amplificadores para serem montados por pessoas sem nenhuma aparelhagem técnica de testes de componentes, só posso olhar, rir por dentro, e ver a que ponto que chegamos. Ver uma quantidade enorme de conceitos de qualidade serem desprezados, como a distorção por crossover neste projeto aqui apresentado por você, e com a enorme possibilidade de se comprar componentes fora de especificações ou pior ainda, falsificados, é muito triste para quem teve a experiência que eu tive. Ver que a grande maioria dos montadores de amplificadores nem saberem quem é Douglas Self, e nem conhecer a fundo o trabalho do Baxandall , é perceber que não se ensina mais nada de teoria hoje em dia, as escolas viraram currais, onde se tosquia o aluno durante anos para no final formarmos um "profissional" que vai acabar trabalhando em outra área .... e que não sabe nem os fundamentos teóricos para poder evoluir no seu trabalho. @Douglaslopes , me desculpe pelo que vou escrever agora : Um conselho que te dou : antes de comentar algo, tenha certeza do que sabe a respeito. Aqui no CDH temos excelentes profissionais, muitos tiveram um grande passado técnico, e estão aqui para tentar transmitir um pouco dessa experiência a quem está chegando agora. O que escrevemos aqui permanece durante anos e anos, e pode servir como uma memória escrita do conhecimento abundante no passado mas perdido nos dias atuais. Paulo
  4. @Isadora Ferraz , Os diodos que você se refere são os de ajuste do ponto quiescente do amplificador. O uso do BC639 facilita bastante o estágio espelho de corrente, com um pouco mais de ruído do que os clássicos BC549 que complicariam a simplicidade do projeto mas teriam um ruído mais baixo. De qualquer maneira, com um ganho de 40 vezes, acredito que a diferença seria inaudível..... Se reparar no estágio de saída, ele é um Darlington, formado pelos pares tip41/2sc5200 e tip42/2sa1943. Quando se usa saída desse tipo, o uso de apenas dois diodos deixa a corrente quiescente muito baixa, o que faz ocorrer uma distorção mais alta nos pontos de crossover no sinal de saída, o que é parcialmente anulado pela realimentação negativa. A solução clássica é o uso de 3 diodos em série, e claro que todos devem estar acoplados térmicamente nos dissipadores dos transistores de saída. Mas aí tem de ajustar os resistores R3 e R16 para diminuir um pouco essa corrente quiescente, ou usar o velho trimpot em série com os diodos para fazer o ajuste preciso de corrente. Usar apenas dois diodos permite que o circuito funcione sem nenhum ajuste manual, com um pequeno aumento na distorção de saída, antigamente falávamos que apenas audiófilos perceberiam essa distorção.... mas claro que quando tinha meus 25 anos meus ouvidos eram muito melhores e permitiam perceber a distorção nos agudos, hoje em dia mal escuto algum agudo kkkkkkkk ! No restante, um circuito clássico, diferencial na entrada para espelhamento, fonte de corrente constante, um bom projeto do Mariano André. Quanto ao layout da PCB, acho que a trilha de terra deveria ser mais grossa, para evitar possíveis oscilações e aumento de distorção em volumes mais altos. Mas, se funcionou, manda bala kkkkkk O Mariano tem no blog dele um exemplo de PCB que me parece mais elaborado. Ahhhhhh ..... se existisse esse parzinho 2SC5200/2SA1943 nos meus tempos de Quasar ......... Paulo
  5. @vtrx , Tenho alguns que usam esses Cis prontinhos da Rohm , os famosos BA da vida, todos de baixa potencia para uso caseiro mesmo.... são Plls mas .... você tem algum PLL de preferência ? Paulo
  6. @Douglaslopes , Postar o circuito é algo muito legal, e todos agradecem. Agora, querer explicar o funcionamento, só se você tiver certeza do que está falando, senão é melhor nem falar nada, pois como já te falei em outro tópico, muitos iniciantes aparecem aqui procurando ajuda, seja mediante um novo post, seja pesquisando os posts existentes. Já imaginou se alguém apresenta um TCC e coloca essa explicação sua sobre a função do diodo varicap no circuito ? Pois é .... A função do Varicap nesse circuito é a de não ultrapassar o limite de modulação FM , pois na decodificação do sinal o áudio saí totalmente distorçido se isso ocorrer. Para ocorrer uma diminuição do sinal fundamental no transmissor, não estamos falando de alguns poucos Khz a mais, e sim mais de centenas de Khz, algo que embora teóricamente seja possível, não acontecerá nunca nesse circuito por causa do ajuste fino provido pelos dois potenciômetros. Ainda assim, uma explicação deve ser sempre feita da maneira correta, explicando os conceitos de forma correta. Esses seus comentários : - "O circuito ultiliza um diodo varicap atenuador de frequencia" - "quanto menor tensão maior a potencia do varicap atenuando a frequencia em RF." São incorretos sob qualquer ponto de vista, pois não existe diodo varicap atenuador de frequência, não existe "potência do varicap" e muito menos "atenuando a frequência" .... O certo seria você dizer : - "O circuito utiliza um diodo Varicap para limitar a modulação da frequência do transmissor para atender as normas utilizadas" - "quanto menor a variação de tensão sob o Varicap, menor a sua variação de capacitância, e com isso menor a variação da frequência da portadora, o que mantém a modulação de áudio dentro dos limites estabelecidos para uma perfeita demodulação do sinal de áudio." Reparou a diferença técnica entre as suas explicações e as minhas ? Para finalizar, você escreveu "atenuando a frequência em RF" , o que significa "diminuir a frequência" , algo muito diferente de se " atenuar o sinal em RF" , que significa "Diminuir a potência" . São conceitos muitos diferentes. Para finalizar, onde eu falei algo sobre Transistor no meu comentário ??????? O Transistor de Efeito de campo é apenas um amplificador de áudio, mais nada, e o sinal aplicado em sua "base" ( você quis dizer Gate né ?) tem uma pequena amplificação, para permitir uma boa variação de tensão sobre o Varicap. O trimpot P1 faz o ajuste grosso do nível DC sobre o Varicap, que determina a frequência da portadora de FM sem nenhum sinal de áudio aplicado ao transmissor. O trimpot P2 permite o ajuste fino do nivel de modulação, devendo ser ajustado com um sinal de áudio de volume máximo aplicado na entrada do circuito. O transistor fundamental nesse circuito não é o de efeito de campo, e sim o BF494, se não me engano é um circuito Colpitts. adicionado 6 minutos depois Eu fiz um transmissor de PX com ele também .... http://users.belgacom.net/hamradio/schemas/RF_amplifier_28Mc_27Mc_5w_HFamp.htm Pegava fogo mas funcionava .... Paulo
  7. Esse circuito funciona sim, me lembro dele dos áureos tempos de 1982 .... o velho transmissor de FM que vinha a plaquinha na revista ! Mas o Varicap não funciona do jeito que você escreveu, ele não atenua a frequencia e nem tem a potência controlada por tensão ! O varicap é apenas um diodo cujo valor de capacitância muda conforme a tensão inversa que lhe é aplicada. Dessa maneira, com o trimpot consegue-se limitar a faixa de Tensão aplicada e a capacitância , e assim manter a modulação em FM dentro das especificações, que era na época variar no máximo 75 Khz ( acho ... ). Sem o trimpot, o áudio mais forte aplica uma tensão maior , e faz a capacitância variar mais, o que faz a frequência central variar bem além dos 75 Khz e isso faz o som ficar horrível e se for muita variação causa espalhamento de frequência, que se reflete em potência perdida inutilmente, diminuindo o alcance do transmissor. Paulo
  8. @Douglaslopes , Se fosse o próprio autor vendendo a 2500 reais eu faria EXATAMENTE as mesmas observações que eu fiz sobre esse gravador. O fato de ser considerado roubo é justamente porque o autor do ML quer vender algo que não foi ele que fêz, é plágio pois ele não tem a licença para comercializar o produto e está vendendo uma cópia do trabalho de outra pessoa. E se quem receber os 2.500 reais for o próprio projetista que criou tudo, continua imoral mas não é mais ilegal, é imoral porque não avisa das limitações do projeto, como não rodar no Windows 8 e nem no Windows 10, que é o padrão atual de sistema operacional. Repare no que você mesmo disse : tem o trabalho do projetista que o criou... mas quem está vendendo NÃO É O PROJETISTA ! Agora, aparecer um espertinho que tenta vender O PROJETO DE OUTRA PESSOA , e ainda mais sem autorização para comercializar, é totalmente ilegal e passível de responder por isso judicialmente. Lembre-se que o tal de Open Source não te dá direto de copiar e sair vendendo, se fosse assim tinha um monte de gente fora da China vendendo os Arduínos da vida. Mas essa licença te dá o direito de usufruir o projeto para seu próprio uso, sem nenhuma dúvida, pode copiar tudo que estiver no site, montar um desses para você usar no seu trabalho, mas não pode comercializar nada ok ? Paulo
  9. @Davi Silva Santos , Sim , e o mais legal disso é usar um circuito RC para termos na saída um nível DC que possa ser ajustado linearmente por PWM... parece fácil mas não é não kkkk Paulo
  10. Achei o tópico anterior a que me referí acima : Em pouquíssimo tempo dois posts recomendando o mesmo gravador obsoleto.... Paulo
  11. @Isadora Ferraz , Você foi perfeita tanto no resumo como na percepção! Acho que você se lembra de um outro post desse mesmo programador, creio que nem faz um mês atrás , foi a mesma coisa, o autor do post dava a entender que era a maior maravilha do mundo, e eu fiz o mesmo que neste post, alertei para os problemas, e o final foi quase semelhante a este post aqui .... Quando ví este tópico criado sobre exatamente o mesmo assunto, como se fosse uma maravilha de projeto, estranhei e resolvi ver se tinha alguma venda desse programador no ML, e quase tive outro infarto quando ví o anúncio pedindo R$ 2.500,00 nessa plaquinha .... mesmo assim continuei apenas expondo os problemas do projeto, não citei no início o anúncio do ML, mas quando o Autor insistiu em que o programador era muito bom, resolvi mostrar o anúncio do ML para que entendessem o motivo de eu tanto fazer questão de deixar claro sobre esse projeto. O que estranhei foi a mudança de postura do autor deste tópico, inicialmente concordando comigo e um dia depois depois me acusando de ter algum interesse sei lá o qual, e me tratando como um novato inexperiente querendo se mostrar superior.... só posso rir de atitudes como esta... Mas sei que todos que frequentam o CDH entenderam a minha posição, e agradeço a você e ao VTRX pelos posts. Paulo
  12. Opa meu amigo, ficou nervoso ? Eu mesmo já montei esse programador nos anos 90 , creio que em 1995 ou 1996. Obrigado por me informar que ele é open source kkkkkkk Obrigado por também achar que eu não sei ler Inglês kkkkkkkk Obrigado por achar que eu não sei sobre o que estou falando kkkkkkkk E principalmente por "achar" que eu estou escondendo algo kkkkkkkkkkkkkkk Estou aqui no CDH fazem mais de 10 anos, meu amigo, sempre ajudando a quem pede, mas também criticando quando vejo algo errado, como neste tópico criado por você. Quer que eu seja mais claro ainda ? Vamos lá Quem fez esse anuncio no ML deveria se envergonhar de cobrar R$ 2.500,00 reais por algo que ele NADA FEZ, por algo que NAO FUNCIONA NO WINDOWS 8 ou 10, por algo que É PROPAGANDA ENGANOSA POIS NÃO GRAVA TUDO O QUE ESTÁ NO ANÚNCIO, SÓ GRAVA COISAS BEM ANTIGAS ! Aliás, agora que percebí que existem pessoas que acham certo tomar R$ 2.500,00 de um coitado que acredita em propaganda enganosa que vai comprar algo que não custaria nem R$ 100,00 .... vou DENUNCIAR ESSE ANUNCIO NO ML, e vou enviar ao PROCOM, para que sejam tomadas as medidas jurídicas cabíveis contra o autor do anúncio. Pelo menos meu CREA vai servir para algo útil ! O fato de ser Open Source não dá o direito de VENDA COMERCIAL, meu amigo. Dá o direito de você usar para você mesmo, mas nunca COMERCIALIZAR. Desde que esse projeto foi publicado, foram criadas dezenas de licenças complementares que devem estar citadas no site do autor para permitir que outros vendam o seu produto. Sem elas, não se pode vender legalmente o projeto acabado ! Agora, se o anunciante resolvesse apenas vendar as plaquinhas por um peço justo, tipo R$ 40,00 , creio que ninguém se importaria com isso. Se algum iniciante comprar e montar, vai perceber depois os problemas do projeto, a falta de recursos atuais, a impossibilidade de se rodar nos Windows modernos sem uma máquina virtual, essas coisas. Mesmo assim, se eu fosse anunciar algo eu TERIA VERGONHA em anunciar apenas as plaquinhas sem informar todos os problemas que o montador teria. Dito isto, creio que minha opinião sobre esse anúncio absurdo que você está defendendo, não sei por qual motivo, está muito bem fundamentada, e já que você insinuou que estou acobertando algo, seja claro e diga o que você acha, não se acanhe não ok ? Ao contrário de você, não te fiz acusação nenhuma, apenas posto os problemas desse projeto para que nenhum iniciante caia nessa de esse programador programar tudo, que é o que VOCÊ POSTOU NO TÍTULO DESTE TÓPICO. Paulo
  13. @Douglaslopes , Isso mesmo, pode servir para programar BIOS antigos, memórias antigas, esse tipo de coisa. Mas está muito longe de ser um "Programador de bios que programa tudo bios avr eeprom pic" , pois não consegue programar quase nenhum microcontrolador que foi lançado desde 2012 para cá. Como este aqui é um Fórum de Programação de Microcontroladores e não um Fórum de Eletrônica ou de reparos, acho muito importante esclarecer isso para que os iniciantes não tentem adquirir ou montar isto....já ví alguns golpistas vendendo esse mesmo programador por R$ 2.500,00 : https://produto.mercadolivre.com.br/MLB-1574631271-programador-de-bios-pic-avr-eeprom-attiny-e-sde-rs232-serial-_JM?quantity=1#position=2&type=item&tracking_id=f159ae6c-d47a-43d6-80f2-e7d6250dfa75 Isso é crime , querer vender um projeto que nem é do cara, com software antigo, que não grava um monte de coisas. Esse é o motivo de eu sempre esclarecer qualquer post que apareça sobre isso. Paulo
  14. @LucasGamaLuiz1995 , E quem disse que existe saída analógica no Arduíno Nano ?????? Existe Entrada analógica..... mas todas as saídas são digitais ! Paulo
  15. @Tarcisio Zewe Duarte , Os preços chineses são imbatíveis, mas agora eles não estão mais alterando o valor das invoices e a taxação é quase 100% certa se vier via DHL ou FedEx. Pode vir por outros fretes mas nesse caso sem rastreamento e prazos bem longos. Hoje mesmo cotei 5 placas dupla face de 10,5 x 17 aqui numa empresa na Zona Leste de São Paulo, a qual já fechei vários pedidos no passado, e o preço foi bastante razoável, 300 reais para 5 placas, saiu 60 reais cada placa. Se eu mandar fazer na China com frete via DHL passa de US$ 45 , e se for taxado então fica bem pior.... vou fechar aqui mesmo , fica pronto em 7 dias . A importação tá complicando bastante agora , principalmente por DHL ou FedEx. Paulo

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

Aprenda a ler resistores e capacitores

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!