Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

Como programas reconhecem núcleos adicionais de um processador?


Posts recomendados

  • Membro VIP

No final da página 9 do livro "Montagem de Micros, Para Autoditadas, Estudantes e Técnicos, 4ª Edição" de @Gabriel Torres, é informado que "para aproveitar todo o potencial oferecido por processadores com muitos núcleos, você precisa rodar programas que reconheçam e usem esses núcleos adicionais.". E a título de exemplo de categorias de programas capazes de aproveitar todo o potencial de uma CPU multicore, ele menciona "renderização de imagens tridimensionais, edição de vídeos e alguns jogos.".

 

Como um programa desktop é capaz de reconhecer e usar os núcleos adicionais de um processador, uma vez que codificam programas para o sistema operacional, e não para o computador?

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Em 12/02/2024 às 14:45, RoboGUERRERO disse:

Como um programa desktop é capaz de reconhecer e usar os núcleos adicionais de um processador, uma vez que codificam programas para o sistema operacional, e não para o computador?

 

Oi @RoboGUERRERO!

 

O meu livro "Montagem de Micros" tem por objeto ensinar o leitor a montar um computador, e não explicar o funcionamento de hardware ou arquitetura de computadores.  Sendo voltado a um público iniciante/leigo, explicações técnicas são deixadas de lado ou são simplificadas para que um iniciante/leigo consiga entender a matéria sem a necessidade de explicarmos o que tecnicamente está por trás das afirmações. Para o nível de profundidade que você está querendo aprender, o livro mais adequado é o Hardware. De qualquer forma, discorro um pouco abaixo sobre o que você quer saber.

 

Vou traduzir o que eu escrevi no livro para uma linguagem mais técnica: os programas precisam ser multithread: https://en.wikipedia.org/wiki/Multithreading_(computer_architecture)

 

(Além do link acima, sugiro pesquisar pelos termos multithread, multirthrading e multithreaded no Google para entender melhor a parte técnica do assunto que simplificarei abaixo.)

 

É verdade que os programas são escritos para sistemas operacionais, e do ponto de vista do programa, ele não precisa saber o hardware exato da máquina. Os sistemas operacionais modernos são todos multithread, e assim os programas também podem ser multithread. Há um componente do sistema operacional chamado agendador (scheduler) que vai compatibilizar as threads disparadas pelos programas com a capacidade de execução de threads do processador.

 

Exemplo 1:

 

Se, por exemplo, em um dado momento o programa disparar (digamos) oito threads e o processador só for capaz de executar quatro threads por vez, o agendador vai criar uma fila de espera. Neste cenário, se substituirmos o processador por um modelo com capacidade de oito threads, ganharemos desempenho, já que não haverá mais tempo de espera na execução de todas as threads.

 

Exemplo 2:

 

Vamos a um segundo exemplo. Em um dado momento o programa dispara oito threads e já temos na máquina um processador de oito threads. Substituir este processador por um modelo de 16 threads não vai fazer o computador ganhar desempenho para este programa, pois não havia fila de espera na execução das threads.

 

Espero que eu tenha conseguido explicar o que eu escrevi no livro de uma forma mais técnica. Recomendo também que você assista ao vídeo abaixo onde explico este assunto:

 

 

Abraços,

Gabriel Torres

Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

  • Gabriel Torres alterou o título para Como programas reconhecem núcleos adicionais de um processador?

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisa ser um usuário para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

APRENDA A MONTAR COMPUTADORES!

montagem2022-capa-peq.jpg

 

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!