Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se
Rodrigo Lange

Impressão e furação de placas virgens

Recommended Posts

Olá amigos!

Seguinte..

A muito tempo venho fazendo minhas PCB's a "moda antiga", tipo desenhando com marcador de retro ou até mesmo imprimindo em transparencia e com ferro quente transferindo pra placa.

Dai eu tenho umas dúvidas(idéias):

A) Seria possível fazer uma impressora de PCB's?

B) A tinta de cartucho fixaria no cobre?

C) A opção de toner seria mais viável?

D) É claro que tudo isso utilizando uma impressora velha!!

E) Tem uma opção mais viável?

É claro que isso tudo foi uma idéa loca mais pensei em por o mecanismo de uma impressora em trilhos planos na posição X e Y e regular a altura de modo a o cartucho/toner passar rente a placa como na folha e sem borrar (talvez utilizando um material aderente e absorente de modo a ultrapassar e tingir o cobre também) e tudo isso mantendo a configuração original de impressão.

Complicado e trabalhoso talvez, mas dado o prazer em ver pronto e funcionando acho que compensaria o trabalho!

Busco a opinião dos usuários do fórum tendo em vista a experiência de todos!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

A tinta usada não pode sair quando a placa for colocada na solução, acredito que com impressora jato de tinta não seja possivel.

O que muitos hobbistas fazem é montar uma mini fresa cnc para desbastar o desenho desejado :)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

B) A tinta de cartucho fixaria no cobre?

Olá desculpe a intromissão, mas quanto a esse ítem, creio que você poderia colar um pedaço pequeno de papel alumínio, desses usados na cozinha, numa folha de sulfite e fazer a experiência. Se imprimir no alumínio, poderia imprimir no cobre também. É uma maneira fácil e rápida de você descobrir. Espero ter contribuído pelo menos nesse ítem. Abração e boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

boa noite! desculpe a intromissao na conversa de vocês, mais estou a qui para somar experiencia ,ja fiz algumas impreçoes em pci através de uma impressora jato de tinta. adaptei tirei quase tudo dela os maiores problemas que eu encontrei foram o tempo do sensor do papel para começar a impressao

a passagem da placa nos roletes de tracao do papel, por ser uma superficie inregular e a tinta que sai com facilidade. atinta que deve ser usada é aquela pigmentada que nao sai com agua, mais nao sao todos cartuchos que podem ser recarregados com essa tinta, usei uma impressora da hp. ainda estou utilizando o metodo termico para revelar minhas placas, mais estou aperfeicoando minha impressora jato de tinta para imprimir em pci nao e fácil nao galera mais estou quase la.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Poxa que bacana; mal postei o tópico e vejo que a galera se empenhou em responder e trocar algumas idéias!

Então pessoal ao meu ver é uma ideia possível de se concretizar, agradeço desde já a todos que se propuserem em me ajudar! Como citei antes foi apenas uma ideia que tive 15 minutos antes de postar, agora falta madurecela! Uma dúvida é quanto a distância do cartucho em relação a placa, para os jatos fixarem no cobre sem borrar, concordo com a citação do nosso amigo quanto ao uso de toner, imprime em transparência sem borrar, que é uma superfície aparentemente lisa. Problema vai ser axar uma laser funcionando a um custo baixo devido as grandes chances de não funcionar!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
boa noite! desculpe a intromissao na conversa de vocês, mais estou a qui para somar experiencia ,ja fiz algumas impreçoes em pci através de uma impressora jato de tinta. adaptei tirei quase tudo dela os maiores problemas que eu encontrei foram o tempo do sensor do papel para começar a impressao

a passagem da placa nos roletes de tracao do papel, por ser uma superficie inregular e a tinta que sai com facilidade. atinta que deve ser usada é aquela pigmentada que nao sai com agua, mais nao sao todos cartuchos que podem ser recarregados com essa tinta, usei uma impressora da hp. ainda estou utilizando o metodo termico para revelar minhas placas, mais estou aperfeicoando minha impressora jato de tinta para imprimir em pci nao e fácil nao galera mais estou quase la.

Acho que você teria que modificar o funcionamento da impressora, deixar a placa presa na base e fazer com que o conjuto do cartucho se mova na vertical também.

Poxa que bacana; mal postei o tópico e vejo que a galera se empenhou em responder e trocar algumas idéias!

Então pessoal ao meu ver é uma ideia possível de se concretizar, agradeço desde já a todos que se propuserem em me ajudar! Como citei antes foi apenas uma ideia que tive 15 minutos antes de postar, agora falta madurecela! Uma dúvida é quanto a distância do cartucho em relação a placa, para os jatos fixarem no cobre sem borrar, concordo com a citação do nosso amigo quanto ao uso de toner, imprime em transparência sem borrar, que é uma superfície aparentemente lisa. Problema vai ser axar uma laser funcionando a um custo baixo devido as grandes chances de não funcionar!!

Se você tem uma impressora laser acredito que este metodo seja mais interessante:

http://hem.passagen.se/communication/pcb.html

Já vi essa substância fotosensível para fabricação de placas em lojas de eletrônica em SP.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa oceano! Vejo que a ideia já existe e funciona com sucesso!!

Mais uma dúvida galera:

Não conheço o mecanismo de uma impressora laser mas eu conseguiria fazer o mesmo que no video? me refiro quanto ao circuito e mecânismo da impressora.

Eu já montei um furador de bancada, com dois motores de passo, (algo parecido com as maquininhas de apanhar ursinhos) um joystick de atari, um motor DC de 12V, (de reservatório de esguicho automotivo), uma bobina eletromagnética, tres LED's brancos de alto brilho e minha webcam posta estratégicamente próximo a bróca, simples tenho imagens em dimensões maiores para não prejudicar minha visão e uma maior precisão nos furos!! Fiz ela a uns dois anos atrás, quanto a parte eletrônica ainda nem bem fazia ideia doque estava fazendo, sorte que deu certo!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rodrigo, consertei à alguns anos atrás uma impressora, de um médico, que era uma imp. ploter, ela imprimia em folha solta o eletrocardiograma do paciente, ligada na porta paralela e a caneta de impressão era adaptavel para qualquer caneta, no caso, era uma caneta BIC comum..., nada impede de se colocar uma caneta para escrita em PCI's!..., dê umas pesquisadas em oficinas que dão manutenção em equip. médicos, eles devem ter muitas delas em desuso (Não se usa mais elas)..., lembro-me que a precisão de detalhes era muito boa na impressão!, só não são tão rápidas quanto as de jato de tinta, como mostrada no video do post do colega Oceano!!!

è só uma Idéa!...

Abraços,

Bruno

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa também Bruno; eu pensei neste processo, vi algo parecido em um trabalho de fim de curso de um aluno do cefet-rs, ele usava uma caneta de marcador permanente, o problema é que a caneta não riscava até o fim mesmo ele usando uma de boa qualidade!! Até mesmo quando esenhamos elas ou passamos sobre as trilhas já feitas elas não liberão quantidade suficiente de tint pra cobrir algumas trilhas mais detalhadas!!

Mas a ideia é ótima se eu conseguir uma caneta que não dê este tipo de problema!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Rodrigo

Bom saber que tenho um companheiro de pesquisas próximo, pois também moro em Curitiba.

Lendo o tópico pensei sobre algumas questões (espero que sejam de valia):

As impressoras Photosmart da HP imprimem em CD/DVD, portanto acho que sobre o carregamento da PCB, não necessitaria qualquer alteração de hardware, tomando-se a restrição de tamanho da placa. Porém há o problema da tinta solúvel em água. Portanto uma pesquisa sobre a composição quimica seria necessária.

Quanto à ideia da laser, deve-se levar em conta o sistema de jateamento e impregnação do toner, que se não estou enganado é feito por eletricidade estática, mas daí me pergunto, sobre o cobre (metal condutor) funcionaria em um consideravel nível de resolução sem transcender (borrar) as trilhas? E também a fase de "queima" quando o toner é fixado pelo fusor.

Bom, esta mensagem não teve o intuito de desmotivar, mas sim de dizer que apesar dos percalços estamos aí, para pesquisar e tentar encontrar a solução.

Abraços vizinho!

Velho Hippie

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Opá! Beleza vizinho rsrs bom saber também!

Então pensei sobre a questão do toner e justamente o que eu estava fazendo era pesquisar sobre o funcionamento das impressoras laser. acho que jato de tinta é mais viável, porém se pudesse recarregar os cartuchos com tinta permanente seria perfeito, agora vou atrás da resposta para essa pergunta, pois quanto a questão do hardware e mecanismo da impressora me paresse ser uma alternativa viável para produção em série. Tendo sucesso nesta vou projetar uma CNC ou talvez CLP para automatizar a furação das placas. Sei que com um punhado de dinheiro compro maquinas que faram tudo isso mas além de gastar o que não tenho não me daria o "prazer" de operar algo feito por mim! Se for no futuro de agrado a todos postarei aqui videos e projetos completos das máquinas! Agradeço as sugestões de todos até o momento e espero que novas idéias surjam!!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Então Rodrigo

Também já tinha pensado na seguinte ideia: no meu primeiro projeto (pois estou iniciando na "arte") achei trabalhosa a furação da placa e também confirmei a dica de um amigo que a furação antes da corrosão resulta em um acabamento melhor, pois não levanta as ilhas de soldagem.

Portanto uma cnc que pudesse unir estas duas tarefas seria (para nós) um sonho próximo e possível, pois não haveria o problema de desalinhamento com as furadoras automáticas pós-corrosão.

Ou seja: que tal uma impressora/furadora universal?

Pena que não tenhamos a possibilidade de corrosão na printer, rsrs

Até há a possibilidade de desbaste da placa com uma router, como citado acima, mas a sujeira é tamanha...

Vamos pensar!!!

Velho Hippie

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Olá Alfredo.

Pois bem, minha esposa trabalha com medicina nuclear e utilizam estas impressoras de cera na clinica para imprimir os exâmes gerados.

Além do custo ser bastante alto acho que teríamos problemas com o aquecimento da solução de PF no momento da corrosão. Pois a cera é muito sensível a temperatura.

Mas valeu a lembrança também. Buscando.... Pesquisando...

Velho Hippie

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pessoal no meu ver a ideia é boa, tendo em vista que muitos hobbystas já sonharam e algum dia ainda irão pensar em algo parecido. Minha ideia é apenas desenvolver um meio mais prazeroso para lidar com a arte da eletrônica.

Quando comecei a desenvolver minhas próprias placas, minha maior dificuldade era desenhar perfeitinho na placa, pois não possuia computador para fazer a técnica de transferência térmica (não lembro o nome rsrs), não possuia muitas ferramentas, mas o básico como multiteste, sugador, ferro, etc...

E hoje minha maior vontade é de automatizar meus meios, tendo em vista que nem sempre a gente dispõe de tempo para projetar, confeccionar e dar aquele acabamento minuncioso aos nossos projetos.

Espero que todos sigam colaborando com suas idéias criativas, para que possamos desenvolver uma ferramenta didática de baixo custo e de boa qualidade, para estarmos disponibilizando aqui e tornando mais prazerosa a arte da eletrônica!

Com base no que tenho até agora trabalharei em cima disso e espero em breve postar resultados positivos quanto ao projeto.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites
Então Rodrigo

Também já tinha pensado na seguinte ideia: no meu primeiro projeto (pois estou iniciando na "arte") achei trabalhosa a furação da placa e também confirmei a dica de um amigo que a furação antes da corrosão resulta em um acabamento melhor, pois não levanta as ilhas de soldagem.

Portanto uma cnc que pudesse unir estas duas tarefas seria (para nós) um sonho próximo e possível, pois não haveria o problema de desalinhamento com as furadoras automáticas pós-corrosão.

Ou seja: que tal uma impressora/furadora universal?

Pena que não tenhamos a possibilidade de corrosão na printer, rsrs

Até há a possibilidade de desbaste da placa com uma router, como citado acima, mas a sujeira é tamanha...

Vamos pensar!!!

Velho Hippie

Olá novamente. Quanto a furação da placa, acredito que vai depender basicamente do método utilizado, para não levantar as ilhas de soldagem. Tenho utilizado brocas do tipo carbide esféricas e também diamantadas esféricas (brocas de dentista), juntamente com turbina de alta rotação (motorzinho do dentista), pois sou ortodontista e disponho destes materiais em meu consultório. Como gosto de eletrônica, andei recentemente confeccionando várias placas para um projeto que o soschip me ajudou a desenvolver. Posso dizer que se você utilizar furadeira de banca com brocas que tenham corte somente na ponta, ou cujo corte lateral (brocas cilíndricas) já apresentem algum desgaste na superfície de corte, você causará atrito nas bordas da superfície a ser perfurada, fazendo com que ocorra aquecimento entre o cobre e fenolite, o que acabará facilitando o deslocamento das ilhas. Se no entanto você utilizar sempre brocas novas (de preferência as diamantadas), que não são caras e que desgastam ao invés de cortar, você terá menor possibilidade de deslocar as ilhas e a perfuração será perfeita. Se tiver a possibilidade de refrigerar o corte então suas brocas durarão uma eternidade. Eu tenho utilizado este método e tem dado certo. Espero ter contribuído um pouquinho. Grande abraço e boa sorte.

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Boa galéra, como havia dito no início, as idéias são de imensa valia não somente para mim mas como pra todos os que tem interesse de automatizar e melhorar a qualidade de seus projetos. A idéias do ELPORT também é boa, como citei no tópico #9 eu fiz um furador com motor de 12V automotivo, a diferença é que como meu pai tinha marcenaria no RG eu aprendi como trabalhar com madeira e ferro, então o que fiz foi afiar o próprio eixo do motor, primeiramente limando a ponta e depois batendo ate axatar; então afiei as extremidades em forma de triângulo. Corta e fura sem danificar a placa e sem deixar rebarbas. Pessoal como o tópico esta discutindo também furação acho que será interessante mudar o título do tópico tambem!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Resolvido quanto a impressora pessoal, Dê preferência as da Epson, série 6xx, que é bem fácil a adapitação na estrutura dela para impressão de fenolite, quanto a tinta a própria Epson tem cartuchos de tinta que não são solúveis em água. Estive em duas casas especializadas em recarga de cartuchos e manutenção de impressoras e me falaram que é possível comprar tais maquinas a um custo bem baixo e funcionando. Agora minha dúvida é a seguinte:

Com um pouco de criatividade seria possível fazer um programa onde se coloca-se diversas coodenadas tipo paralelos e meridianos? sendo mais específico já possuo a parte mecânica de um furador que fiz com 4 trilhos e 2 motores de passo com redução o que me dá uma maior precisão. Só que faço isso com o auxilio de uma webcam para visualizar as imagens no PC e um joystick de atari para controlar a direção dos motores de passo. Centralizado a broca no ponto que é um procedimento rápido e fácil aciono um eletroímã que impulsiona o motor 12VDC para baixo furando a placa. Até aih tudo bem mas o que quero agora é saber se é possível automatizar o proceso. Tipo passar todas as coordenadas dos furos para o PC ou PIC, Eepron etc, e a maquina fazer sozinha. Se alguem souber como controlar 2 motores ao mesmo tempo pelo PC já será um grande passo pro projeto!!!! aguardo idéias e assim que poder posto video da impressora em ação!!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Rodrigo, quanto ao processo de perfuração das placas, gostaria de deixar como sugestão, a utilização de um micromotor elétrico, que já possui um mandril na ponta, onde você pode substituir com facilidade brocas de diversos tamanhos e formas, para as mais variadas aplicações (brocas de corte rápido tipo carbide), tais como quantidade e tamanho das placas e furos a serem efetuados. São fresas bastante baratas, práticas e de fácil substituição. Quanto ao desenvolvimento do programa e processo de automatização, confesso que não é meu forte, deixo para os feras em hardware e eletrônica do fórum. Boas sorte e não desista.

"A conquista do seu ideal depende exclusivamente dos meios empregados para tal, onde a busca do conhecimento está instrinsecamente ligado ao sucesso." (John Huskin)

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Pensei nisso tambem mas alguns mandris em alta rotação causam vibração e como se trata de uma maquina simples e pequena para os furos menores e de maior quantidade, e também aumentaria o espaço físico do projeto, motores de passo maiores ou caixas mais reduzidas, aumentaria o custo porém se tornaria mais dinâmica!

Quanto ao controle de dois motores de passo simultâneamente? alguem tem sugestões? A ideia é transformar pulsos ===> em passos ===> em centímetros e depois fazer o inverso!

Só que no computador!

achei alguma coisa aqui!

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Gente eu já li bastante sobre a tecnica para fazer PCI usando impressora laser, eu uso o circuit maker, e passo o esquema para o trax maker e ele já me da tudo pronto, mas eu não consigo imprimir o desenho nas dimensões certas e eu queria mexer nas trilhas, faze-las mais grossas e tal. Alguem ajuda ai.

Valeu

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

pessoal me desculpe pela interrupção,

Já tenho uma impressora hp 600 funcionando na impressão pcb só nao achei a tinta rsrs

se alguem quiser ajudar obridado.

Sr usplus300 sou de goiania e vi no seu tópico q você tem uma impressora também vamos agendar uma vista e trocar idéias.

Abraços a todo

Compartilhar este post


Link para o post
Compartilhar em outros sites

Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!

Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.

Entrar agora





Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×