Ir ao conteúdo
  • Cadastre-se

K.e.V. T.a.G

Membro Pleno
  • Total de itens

    221
  • Registro em

  • Última visita

Reputação

130

Informações gerais

  • Cidade e Estado
    Brusque/SC
  • Sexo
    Masculino
  1. Faz todo sentido, acho que é bem incomum eu pegar capacitor de poliester em curto porque n conserto muitas placas que usam fonte capacitiva ou q usam ac. Eu vejo bem mais os capacitores ceramicos em smd ruins do que poliester. Só achei muito estranho em que tinha um eletrolitico em curto, ele nem estufado estava, e era um cap de filtro comum que ia depois de uma ponte retificadora (220ac).
  2. Nossa, quando eu era iniciante na area tambem inventava essas coisas para fazer kkkkk. Mas vai assim que com o tempo você vai aprendendo.
  3. Já conhecia esse site, mas o porém é que sempre ele recomenda mosfets muito parecidos, da mesma familia, ou especificações exatamente iguais, e as vezes os recomendados são dificeis de achar no mercado por ai. Um exemplo é que já substitui um mosfet 6N60 por um IRF840 em uma placa e era o que chaveava o trafo da fonte (lógico que não se aplica a todas as placas).
  4. É, acho menos incomum um eletrolitico em curto e pci em curto do que o "causo" do capacitor de poliester (pelo menos nas placas que eu conserto). Acho que se acontecer isso ele só aumenta mais a sua resistência.
  5. Por isso mesmo, você vai olhando a placa, olha onde está o trafo e capacitores da fonte (ou o CI stepdown), se tem MCU, se tem algum amp op, e assim com tempo e neurônios funcionando, você vai descobrindo a lógica do circuito. Agora a resposta para a pergunta do tópico seria: Multimetro, ferro de solda, estanho, papel, caneta, cérebro, tempo e paciência. E equipamentos antigos no geral tendem a ser menos complexos em questão de quantidades de componentes.
  6. Eu sei kkkk. Era uma afirmação retórica adicionado 2 minutos depois Vejamos, já que você falou, vou reescrever minha postagem pra ficar mais certinho então: "Se fosse aqueles capacitores tipo x2 é certeza de que é questão de tempo até ele perder a capacitância, mas esse é raro, e a única coisa impossível de acontecer em um componente é um resistor entrar em curto."
  7. Se fosse aqueles capacitores tipo x2 é certeza de que é questão de tempo até ele perder a capacitância, mas esse é raro, e a unica coisa que ainda não vi de "causo" é um resistor entrar em curto.
  8. Eu costumo dar uma olhada na placa, separar na mente o circuitos do equipamento, ir entendendo a logica e desenhando no papel.
  9. @alexandre.mbm Tem como inverter nesses casos ? E como ? É que para mim, a unica forma de inverter um capacitor é abrir o equipamento, tirar ele da placa e na hora de colocar um novo acabar deixando invertido.
  10. @alexandre.mbm O primeiro post da autora ela fala que o dimmer é usado para aquecer uma manta.
  11. Eu testaria os componentes nessa ordem : triac, resistores, solda fria e trimpot. Acho os mais provaveis de serem o defeito adicionado 0 minutos depois E tambem a propria resistência da manta pode estar aberta.
  12. Pois é, por curiosidade fiquei pensando para que tipos de aplicações existem os eletroliticos bipolares.
  13. como você quer aprender a calcular se você quer que os outros façam o exercício para você ? adicionado 1 minuto depois A maior parte das tuas respostas se obtem desenhando, fazendo a logica na mente e pesquisando no google
  14. Na verdade não que eletronicos trabalham melhor em 220v, pois uma placa eletrônica em si tem a fonte que rebaixa a tensão, mas sim, essas fontes trabalhando com uma tensão maior acabam precisando de menos corrente, e acabam esquentando um pouco menos. Em 220v acho melhor até na elétrica, em chuveiro, ar condicionado, máquina de lavar e secar, é muito melhor porque exige menos corrente e assim em instalações onde se tem um equipamento que consome muito (em todos os exemplos anteriores citados), você economiza colocando fios mais finos.
  15. Esse pessoal, quer tudo de mão beijada né @Eletronica22 . Os valores e nomes dos componentes estão no esquema, é só ficar um bom tempo pesquisando no google os componentes para compra que você consegue o que quer.

Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas comunidades sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×
×
  • Criar novo...

GRÁTIS: ebook Redes Wi-Fi

EBOOK GRÁTIS!

CLIQUE AQUI E BAIXE AGORA MESMO!