Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Sistema de arquivos

       
 289.183 Visualizações    Tutoriais  
 2 comentários

Aprenda como funciona o sistema de arquivos usados em unidades de armazenamento.

Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Fat-32, HPFS e NTFS

Vimos que o grande vilão do sistema FAT-16 é o desperdício em disco. Há, contudo, outro grande problema: o sistema FAT-16 não reconhece diretamente discos maiores que 2 GB. Para que discos com mais de 2 GB possam ser utilizados, devemos particioná-los, ou seja, dividi-los logicamente em outros menores que 2 GB. No caso de um disco rígido de 2,5 GB devemos obrigatoriamente dividi-lo em dois, podendo esta divisão ser, por exemplo, uma unidade de 2 GB e outra de cerca de 500 MB.


FAT-32: A solução definitiva?

Junto com a última revisão do Windows 95 (chamado Windows 95 OSR2), a Microsoft lançou um novo sistema de arquivos, denominado FAT-32. Este sistema estará presente também no novo sistema operacional da Microsoft, o Memphis.

Com o sistema FAT-32 o tamanho dos clusters é sensivelmente menor, o que faz com que haja bem menos desperdício. Este sistema permite, também, que discos rígidos de até 2 terabytes (1 TB = 2^40 bytes) sejam reconhecidos e acessados diretamente, sem a necessidade de particionamento.

Tamanho do Cluster Capacidade Máxima de Armazenamento
512 bytes 256 MB
4 KB 8 GB
8 KB 16 GB
16 KB 32 GB
32 KB 2 TB

O sistema FAT-32 apresenta, porém, uma série de pequenos problemas:

  Disco que utilizem o sistema FAT-32 não são "enxergados" por outros sistemas operacionais que não sejam o Windows 95 OSR2. Até mesmo o Windows 95 tradicional não acessa discos que estejam formatados com o sistema FAT-32.

  Utilitários de manutenção de disco rígido mais antigos também não acessam discos formatados em FAT-32, como, por exemplo, o Norton Utilities (a última versão do Norton Utilities já reconhece discos em FAT-32).

  Não é mais rápido. No geral é cerca de 6 % mais lento que o sistema FAT-16. Quanto mais clusters o disco rígido tiver e quanto menor eles forem, mais lento será o sistema de armazenamento de dados.


HPFS e NTFS: As verdadeiras soluções

A verdadeira solução para o problema de desperdício em disco é a utilização de um outro sistema de arquivos que não o FAT. O sistema operacional OS/2, por exemplo, possui um excelente sistema de arquivos denominado HPFS (High Performance File System). O sistema operacional Windows NT também possui o seu próprio (e também excelente) sistema de arquivos, denominado NTFS (New Technology File System).

No caso do OS/2 e do Windows NT, na hora de sua instalação o usuário pode optar em utilizar o sistema FAT-16 ou então o HPFS/NTFS. A vantagem destes sistemas de arquivo é que não há desperdício em disco, pois não há clusters: a menor unidade de alocação é o próprio setor de 512 bytes.

A desvantagem óbvia destes sistemas de arquivos: só podem ser utilizados em conjunto com os seus sistemas operacionais. Ou seja, não há como instalar o HPFS no Windows 95... Outra desvantagem: assim como o sistema FAT-32, não são "enxergados" por outros sistemas operacionais diretamente (há, contudo, alguns "macetes" que permitem com que esta limitação seja transposta).

Compartilhar



Entre para seguir isso  
Seguidores 0

Comentários de usuários


é.. um tópico um pouquinho antigo esse, mas eu achei que vale a pena comentar.. o artigo foi muito interessante na minha opinião ;) fiz aqui e vi que o tamanho do cluster do meu hd é de 8mb, menos desperdicio, se comparado ao do exemplo.. mas ja faz um bom tempo que o topico foi criado, então talvez ja esteja bem ultrapassado tb... e o autor está de parabéns, pena que ninguem alem de mim comentou nesses ultimos 11 anos que se passaram da criação do topico rsrs

Editado por Evandro
regra 4.12

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Muito interessante o artigo, embora tenha 15 anos, não é datado, pois, esses sistemas de arquivos ainda são muito usados nos dias atuais, muito interessante.

Sem contar que o Partition Magic está aí até hoje, firme e forte!

Seria interessante incluir(atualizar com) os sistemas EXT2, EXT3 e afins.

Parabens!

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário

Criar uma conta

Crie uma nova conta em nossa comunidade. É fácil!


Crie uma nova conta

Entrar

Já tem uma conta? Faça o login.


Entrar agora