Ir ao conteúdo
Entre para seguir isso  

Teste da Fonte de Alimentação Rosewill HIVE 650 W

       
 18.637 Visualizações    Testes  
 2 comentários

A HIVE é a mais nova série de fontes de alimentação da Rosewill, equipada com sistema de cabeamento modular e certificação 80 Plus Bronze.

Teste da Fonte de Alimentação Rosewill HIVE 650 W
Gabriel Torres Editor executivo do Clube do Hardware

Introdução

A Rosewill decidiu exportar seus produtos para outros países e vendê-los através de outros distribuidores. Até o momento a Rosewill só vendia seus produtos por meio da empresa do mesmo grupo, Neweggs.com. Portanto, em breve poderemos ter produtos da Rosewill no mercado brasileiro e por esse motivo passaremos a publicar testes de fontes de alimentação deste fabricante. 

A HIVE é a mais nova série de fontes de alimentação da Rosewill, disponível em versões de 550 W, 650 W e 750 W, com sistema de cabeamento modular parcial, certificação 80 Plus Bronze e a promessa de fornecer sua potência rotulada a 40° C. Vejamos se o modelo de 650 W é uma boa opção.

A fonte HIVE 650 W é fabricada pela Sirfa/Highpower e é uma Highpower DP-650 BR com outro nome.Ela usa a mesma plataforma da OCZ ZS Series 650 W, com a notável diferença de que a fonte vendida pela OCZ não tem sistema de cabeamento modular.

Rosewill HIVE 650 W
Figura 1: Fonte de alimentação Rosewill HIVE 650 W

Rosewill HIVE 650 W
Figura 2: Fonte de alimentação Rosewill HIVE 650 W

A Rosewill HIVE 650 W mede 16 cm de profundidade e tem uma ventoinha de 135 mm com rolamento de mancal em sua parte inferior (Globe Fan RL4Z S1352512H). A OCZ ZS Series 650 W usa uma ventoinha com rolamento de esferas.

Como mencionamos, esta fonte tem sistema de cabeamento modular com seis conectores, dois vermelhos para os cabos de alimentação das placas de vídeo e quatro pretos para os cabos de alimentação SATA e periféricos. O cabo principal da placa-mãe e o cabo ATX12V/EPS12V estão permanentemente conectados à fonte, e eles usam acabamentos em nylon que saem de dentro da fonte. Esta fonte vem com a seguinte configuração de cabos:

  • Cabo principal da placa-mãe com um conector de 20/24 pinos, 49 cm de comprimento, permanentemente conectado à fonte
  • Um cabo com dois conectores ATX12V que juntos formam um conector EPS12V, 55 cm de comprimento, permanentemente conectado à fonte
  • Dois cabos com um conector de seis/oito pinos para placas de vídeo cada, 46 cm de comprimento, sistema de cabeamento modular
  • Dois cabos com quatro conectores de alimentação SATA cada, 46 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular
  • Dois cabos com dois conectores de alimentação para periféricos e um conector para a unidade de disquete cada, 46 cm até o primeiro conector, 15 cm entre os conectores, sistema de cabeamento modular

Todos os fios são 18 AWG, que é o mínimo recomendado.

A configuração de cabos é excelente para uma fonte de 650 W, com quatro conectores de alimentação para periféricos e oito conectores de alimentação SATA. Por outro lado, há apenas quatro conectores de alimentação para periféricos e os cabos são curtos, o que pode causar problemas ao instalar esta fonte em alguns gabinetes torre completa.

Rosewill HIVE 650 W
Figura 3: Cabos

Vamos agora dar uma olhada no interior desta fonte de alimentação.

Compartilhar



  Denunciar Artigo
Entre para seguir isso  

Comentários de usuários


Esta fonte é melhor que a Antec testada há uma semana atrás pelo HWS, que pelo visto saiu a tradução do teste apenas hoje. Digo isso porque é muito melhor ver capacitadores Teapo, que são muito melhores que aqueles CapXon meia-boca numa fonte.

O segundo ponto que favorece a HIVE 650W é a presença de uma solda melhor executada nesta fonte da Rosewill que na Antec Platinum 650, pois a fonte da Antec realmente parece ter alguns sinais de ferrugem. Talvez seja problema da própria unidade que trouxeram...

O outro ponto é a divisão de barramentos que é menos limitada na Rosewill que na fonte da Antec. Isso pode pesar se alguem quiser colocar uma única placa de vídeo e meter um overclock nelas.

Tudo bem, o nível de ripple na fonte da Antec é um pouco mais estável e a eficiência também é bem maior, mas a diferença do ripple não é significante para pesar na escolha da fonte e todo o dinheiro economizado por conta da eficiência da Antec Platinum pode ir todo embora se algum dos complicados capacitores CapXon pifarem.

A longo prazo, a Rosewill HIVE 650 leva vantagem.

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites

Mas a OCZ ZS Series 650 W obteve melhores resultados quanto à regulação de tensão. Infelizmente não dá para saber de quanto foi a diferença, porque não publicam os valores de tensão obtidos para todos os testes. Apenas se restringe a dizer que ficou ou não dentro dos 3%. O capacitor bdo primário também poderia estar melhor dimensionado. Só para comparação, a Antec em questão tem um capacitor com 390 µF. Tanto na OCZ quanto na Rosewill utilizaram capacitores de melhor qualidade, mas com menor capacitância (330 µF)

Editado por ignacho

Compartilhar este comentário


Link para o comentário
Compartilhar em outros sites


Crie uma conta ou entre para comentar

Você precisar ser um membro para fazer um comentário






Sobre o Clube do Hardware

No ar desde 1996, o Clube do Hardware é uma das maiores, mais antigas e mais respeitadas publicações sobre tecnologia do Brasil. Leia mais

Direitos autorais

Não permitimos a cópia ou reprodução do conteúdo do nosso site, fórum, newsletters e redes sociais, mesmo citando-se a fonte. Leia mais

×